domingo, 12 de agosto de 2018

Geografia Bíblica - O Grande Rio Eufrates


O Rio Eufrates é o mais longo dos rios, e além disso, um dos mais importantes historicamente falando, da Ásia Ocidental. É um dos rios que, juntamente com o Rio Tigre, definem a Mesopotâmia. O Rio, originário no leste da Turquia, flui por meio da Síria e do Iraque e se une, no Chate Alárabe, ao rio Tigre, que vai desembocar no Golfo Pérsico.

As primeiras referências ao Rio Eufrates vêm de textos cuneiformes que foram encontrados na região de Shuruppak e a Pré-Nipur de Sargão, ao sul do Iraque. É datada de meados da década do terceiro milênio a.C. e é escrito em Sumério, onde é chamado de Buranuna.

O Rio Eufrates é o rio mais longo da Ásia Ocidental, e é resultado da confluência do Kara Su, também conhecido como Eufrates Ocidental, e o Murat Su, ou Eufrates Oriental.

A grande polêmica sendo tratada constantemente a respeito da seca do Rio Eufrates, que é consequência da seca que castiga a região já tem alguns anos. As políticas inapropriadas do uso das águas por parte de países como Síria, Turquia e Iraque, acabam agravando este problema. Mencionado muitas vezes na Bíblia, em Genesis, o rio corria o Jardim do Éden, além da Babilônia que era atravessada por ele. Há uma passagem na Bíblia, em Genesis 15:18 em que Deus promete a Abraão “… tua descendência tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até o grande rio Eufrates”.

Em Apocalipse, nos capítulos 9, 13 e 15 o rio também é mencionado. Em uma das passagens, diz “E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus, a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: solta os quatro anjos que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens”.

Uma das profecias sobre a chegada de Messias refere-se à partição de um rio em 7 partes, onde o povo de Israel passaria para retornar à sua terra para a redenção. Em Apocalipse 16-12, encontra-se a maior polêmica: “E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se para que se preparasse o caminho dos reis do oriente. E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta, vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs”.

Segundo estudos científicos realizados por meio de informações que verificam as reservas de água no mundo através dos dados que são colhidos pelos satélites da Nasa, houve uma grande quantidade de água perdida no rio Eufrates e no rio Tigre. A seca, segundo cientistas, pode se tornar cada vez mais significativa, chegando a situações extremas que podem prejudicar fortemente a população da região.

Referências:
Arquitetura ecológica – EC Costa

quarta-feira, 25 de julho de 2018

O Mandamento de Santa Maria, a Virgem de Nazaré, mãe de Jesus.

A propósito de ter ouvido afirmações de que não interpretamos as Escrituras Sagradas corretamente e de que não respeitamos Santa Maria, faço a profissão de fé, e, ao mesmo tempo, uma defesa daquela Bem-aventurada virgem Maria, mãe de nosso Senhor Jesus Cristo. Não é verdade que não respeitamos a mãe de Jesus, pelo contrário:

É verdade que nós cremos em Santa Maria; 
É verdade que nós a amamos e a respeitamos; 
Cremos que ela foi virgem e santa; 
Cremos que foi mãe exemplar e extremosa; 
Cremos que foi esposa fiel e digna de todo respeito; 
Cremos que foi salva e que sua alma está no céu, como seu filho Jesus e seus discípulos; 
Cremos que foi mesmo bem-aventurada entre as mulheres e escolhida para ser a mãe de nosso Senhor; 
Cremos que ela foi amada por seu Filho e por Deus, nosso Pai; 
Cremos que ela foi um vaso de bênção e um instrumento nas mãos do Espírito Santo, para que o Verbo Divino se encarnasse; 
Cremos que ela, mulher de oração, recebeu o batismo do Espírito Santo, juntamente com os apóstolos e discípulos, no dia de Pentecostes; 
Cremos que ela amava a Palavra de Deus e lia o santo livro com meditação profunda; 
Cremos no seu exemplo vivo de fé e submissão à vontade de Deus; 
Cremos que devemos seguir também seu exemplo de santidade e pureza de coração.

Cremos que Maria está salva com Deus, com os anjos, com os apóstolos e com todos os que, à semelhança dela, morreram em Cristo. 

Cremos que para chegarmos onde ela está, e alcançarmos a salvação que ela alcançou, precisamos aceitar Jesus como único salvador de nossa vida, experimentar o novo nascimento, converter dos maus caminhos com arrependimento e fé, pedir perdão de nossos pecados, confiando no seu sangue como único meio de purificação.

Cremos que todos os que obedecerem ao imperativo, o único mandamento de Santa Maria, serão salvos. Encontramos esse mandamento no evangelho de Jo. 2,5: “Fazei tudo o que Ele (Jesus), vos mandar” Para fazermos o que Jesus nos manda, precisamos conhecer a Bíblia, os evangelhos. 

Cremos, ainda, que aqueles que examinam a Bíblia e creem nos evangelhos, são os que, de fato, honram a virgem Maria, obedecendo seu mandamento de fazer o que Jesus manda. Foi nosso Senhor Jesus Cristo que nos ordenou crer no evangelho, e devemos obedecê-lo (Mc. 1,15).

Ao respeitarmos a virgem Maria, mãe de nosso Senhor Jesus Cristo, obedecemos também ao mandamento dela: “Faça tudo o que Ele (Jesus) disser”. 

Examine a Bíblia, único livro capaz de levá-lo à verdade e à experiência pessoal de salvação com Aquele que declarou: “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”(Mt. 28,18).

terça-feira, 24 de julho de 2018

O Deus das Montanhas e dos Vales


O que significa as palavras “montes” e “vales” na vida cristã? Tanto um como outro nome tem um significado figurativo. “Monte” significa triunfo, vitória. Quando a nossa vida está uma bênção, quando tudo é maravilha e tanto a nossa vida material como espiritual transcorrem de acordo com as nossas expectativas, sentimo-nos no monte. Já os “vales” significam os momentos de dificuldades que atravessamos em nossa caminhada nesta terra.

Deus é um ser infinito e existente por si mesmo. O início e o fim de todas as coisas. Revela-se na Trindade Santíssima como um Ser uno, infinitamente perfeito, Criador e regulador do universo. Teologicamente é caracterizado como Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.

FAÇAMOS ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE OS LUGARES ALTOS:

1.1 — Quem está em um lugar alto tem a sensação de superioridade
Observar panoramicamente tudo que um lugar superior causa
em nós: uma sensação de superioridade. Isto acontece quando vivenciamos uma situação de vantagem.

1.2 — Para quem está em um lugar alto, os problemas tornam-se pequenos
Se olhar para baixo estando no alto de uma montanha, o crente verá que o rio parecerá um filete de água, as pessoas, minúsculos insetos, e as árvores, gravetos. Tudo parecerá menor.

1.3 — Quem está em Um lugar alto está mais seguro
A pessoa em um lugar alto sente-se segura. Na época das enchentes e temporais no pantanal mato-grossense, os donos de propriedades situadas em lugares altos alugam as suas terras para que os donos de rebanhos abriguem nelas o seu gado.

1.4 — Quem. está em um lugar alto tem uma visão melhor
Somente de um lugar alto é possível fazer urna escolha melhor. Quando chego de avião na cidade do Rio de Janeiro, costumo olhar para a Avenida Brasil e a Linha Vermelha com o propósito de ver qual destas duas Rodovias oferece condições melhores

TRÊS VERDADES ESPIRITUAIS SOBRE OS LUGARES ALTOS:

2.1 — Satanás não tem medo de ninguém que está em lugar alto
O crente que jejua e ora intimida Satanás, porém não estará livre da tentação demoníaca (1 Coríntios 10.12; Efésios 4.27). Podemos ser cheios do Espírito Santo e do poder de Deus, mas não pensemos que isto vai atemorizar o diabo. O que devemos fazer é dobrar a vigilância não abrindo nenhuma brecha para Satanás.

2.2 - As grandes batalhas são travadas nos lugares altos
Nós devemos preparar-nos como Elias, porque nos lugares altos é onde são travadas grandes batalhas. Este profeta travou sua maior batalha contra os profetas de BaaI e Aserá no alto do monte Carmelo (1 Reis 18.19-40).

2.3 — É Deus quem coloca o crente em lugares altos
Não é o crente que deve colocar-se em um lugar alto; Deus é quem o coloca no lugar alto. Do Senhor provém a vida e todas as demais coisas. Por Ele, vivemos, inovemo-nos e existimos (Atos 17.25-28).

ALGUMAS SOLUÇÕES QUE O CRENTE PRECISA APRENDER SOBRE OS VALES
A pessoa que está no vale está vulnerável, perdida sem uma visão ampla. Quem está no vale precisa saber que:

3.1 — Por mais profundo que seja o vale, o nosso Deus sempre estará por cima dele
Deus revelou ao profeta Eliseu os segredos do rei da Assíria (2 Reis 6.8-12). O exército assírio, então, cercou a cidade onde estava este profeta para o prender. Porém, Deus cercou e protegeu Eliseu com cavalos e carros de fogo (2 Reis 6.17), e feriu o exército assírio de cegueira (2 Reis 6.18). Isto porque Deus é mais alto do que os montes (Salmo 12 1.1,2). Entendemos que Eliseu estava em um lugar baixo, em um vale, e o exército do rei da Assíria estava no alto. Um trecho desta história nos revela isto: “E, como desceram a eles...” (2 Reis 6.1 8a). Porém, o exército de Deus estava em um lugar mais alto (2 Reis 6.17h).

3.2 — É melhor estar com Deus no vale do que ficar sem Ele no monte
A questão é saber se Deus está realmente com o crente na luta, na adversidade, porque é isto que faz a grande diferença. É Deus quem nos sustenta com a destra de Sua justiça (Isaías 4 1.10). O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmo 30.5).

3.3 — É no vale que são conquistadas as maiores vitórias
 Deus permite que o crente chegue ao fim do poço para lhe dar uma extrema demonstração de que o ama e cuida dele.
A Bíblia prova isto ao relatar o confronto entre Davi e Golias. O exército dos filisteus estava em uma banda do monte e o exército de Israel em outra banda do monte, e entre eles havia um vale (1 Samuel 17.3).

3.4 — Deus socorre tanto nos montes como nos vales
Em 2 Crônicas 20.15-17, a Bíblia relata mais uma grande vitória no vale. O rei Josafá estava em grande apuro porque os amonitas e os moabitas haviam se reunido para lutar contra Jerusalém. Deus, então, mandou um profeta confortá-lo, e Israel foi vitorioso.

É fundamental permanecermos na presença de Deus quando estamos no vale da tribulação. Esperar com paciência, orando e confiando que Ele estará com a Sua Igreja todos os dias até a consumação dos séculos. O Senhor é o Deus dos montes e dos vales. 

sábado, 14 de julho de 2018

O Deus das Montanhas e dos Vales


As batalhas que enfrentamos frequentemente afloram a nossa fraqueza. Algumas vezes provocam desgaste e confusão. Se fizéssemos um gráfico das nossas vidas estes momentos representariam aqueles pontos lá embaixo.

Ainda assim, Deus não está menos conosco nas dificuldades do que em qualquer outro momento. Na verdade, estes momentos de vale fazem tanto parte da vontade de Deus quando as experiências no topo da montanha. Em I Reis 20:21 – 23, achamos uma história que esclarece isso:

E saiu o rei de Israel, e feriu os cavalos e os carros; e feriu os sírios com grande estrago. Então o profeta chegou-se ao rei de Israel e lhe disse: Vai, esforça-te, e atenta, e olha o que hás de fazer; porque no decurso de um ano o rei da Síria subirá contra ti. Porque os servos do rei da Síria lhe disseram: Seus deuses são deuses dos montes, por isso foram mais fortes do que nós; mas pelejemos com eles em campo raso, e por certo veremos, se não somos mais fortes do que eles!

O inimigo disse que Israel só teve vitória porque o seu Deus era Deus das montanhas, mas se pelejassem contra Israel nos vales eles poderiam derrotá-los. O inimigo estava insinuando que só serviremos e prevaleceremos com Deus se as situações nos forem favoráveis e confortáveis. Então o homem de Deus se aproximou e falou ao Rei de Israel:

E chegou o homem de Deus, e falou ao rei de Israel, e disse: Assim diz o SENHOR: Porquanto os sírios disseram: O SENHOR é Deus dos montes, e não Deus dos vales; toda esta grande multidão entregarei nas tuas mãos; para que saibas que eu sou o SENHOR.

Não importa o que o inimigo diga a você, o nosso Deus é Deus das montanhas e também dos vales. Ele nunca deixará de ser Deus quando temos que estar ou passar por um vale.

Ele é o Deus da glória quando manifesta o seu poder e seus milagres. Nos vales Ele revela-se a si mesmo como Fiel, sustentador da aliança, comprometidamente leal conosco nas nossas dificuldades e desgastes. Em qualquer situação ou circunstancia Ele é o nosso Deus!

Quando estamos no topo do monte da nossa experiência cristã, podemos ver com clareza o nosso futuro. Temos perspectiva e confiança. Quando estamos nos vales da vida, a nossa visão é limitada e parece que o nosso futuro está escondido ou incerto. Mas lembrem-se, os vales são os lugares mais férteis da terra!

Vales nos fazem frutificar. Podemos esperar por uma colheita de virtudes quando Deus habita conosco nos vales.

A auto-estrada para Sião Salmos 84:5 – 6

Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração estão os caminhos aplanados. Que, passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques. Baca significa choro, lamentação. Todos nós vivemos momentos de choro quando nosso coração e esperança parecem esmagados. Deus quer fazer caminhos aplanados nos nossos corações, na verdade uma auto-estrada para Sião. Então, passamos pelos vales e não precisamos viver neles, mas aprender a desfrutar deles. Passando pelo vale de Baca… Uma vez que estamos do outro lado do choro, o nosso Redentor transforma a nossa experiência de vale numa fonte, num manancial cujas águas nunca faltam.

AS MESMAS COISAS QUE NOS ESMAGARAM IRÃO A SEU TEMPO TRAZER REFRIGÉRIO E UMA NOVA PERSPECTIVA PARA VIDA!

Se estamos experimentando os lugares altos do sucesso e poder ou estamos no vale da fraqueza e do desespero, o Senhor é o nosso Deus continuamente. Será que o inimigo tem te isolado levando você a duvidar do Amor de Deus? Nunca se esqueça que enquanto éramos pecadores o Senhor morreu por nós. O seu Amor é incondicional e real! O Amor de Deus não apenas nos redime das provas difíceis para nos trazer bem estar, mas também nos treina para libertar outros.

Como que alguém é realmente preparado para um ministério de obras poderosas? Pode ter certeza que este treinamento envolve preço e sofrimento. Jesus foi homem de dores, experimentado em trabalhos, desprezado, mas foi assim que Ele se tornou o Sumo Sacerdote da nossa confissão. Deus toma as nossas tristezas e dores e alarga o nosso coração com compaixão e unção.

A prova de Jose         

Considere José. Filho favorito de Jacó tinha sonhos e visões de Deus. Alguém genuinamente chamado. Mas como que este chamado de fato se processou e viabilizou? 
Foi traído pelos irmãos, deixado para morrer num poço. Depois foi vendido como escravo, injustamente acusado por Potifar e preso. Foi esquecido por todos, mas não pelo poderoso de Jacó que pacientemente o mediu e avaliou em todas as suas reações no vale das provas e dificuldades. Rico ou pobre, abençoado ou despojado, José serviu a Deus. Foi julgado diante dos homens, mas foi achado inocente diante de Deus. Tudo que ocorreu na vida de José parecia cruel e injusto, exceto que o Senhor Deus estava formando um homem para realizar o seu propósito na Terra. Na verdade não podemos ver o propósito de Deus enquanto estamos no vale. É necessário sustentar a fé nas promessas de Deus. José gerou dois filhos. O primogênito se chamou Manassés, que quer dizer “Deus me fez esquecer a minha tribulação e de todos da casa de meu Pai”. É algo maravilhoso a capacidade que Deus tem de transformar todas as coisas para o bem daqueles que o amam. Deus pode fazer tudo cooperar. O seu segundo filho foi Efraim, que quer dizer “Deus me fez prosperar na terra da minha aflição”. Deus o fez frutífero em todas as coisas em que foi afligido. Na terra da sua aflição, na sua batalha, este é o lugar onde Deus vai fazê-lo frutífero. Deus não prometeu nos manter em vales e sofrimentos, mas prometeu nos fazer frutíferos neles.

Certamente todos passaremos por alguns vales antes de chegarmos naquele lugar final que Ele tem para cada um de nós. Tudo que precisamos é sustentar um coração fiel durante as provas. A sua cura vai nos levar a esquecer de todo trauma do passado e vamos prosperar na terra da nossa aflição.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Paralisia do Sono


Pessoas que já possuem crenças relacionadas ao mundo místico, acreditam na possibilidade de influências sobrenaturais. Esse tipo de experiência tem sido alvo de conjecturas espirituais e científicas há muito tempo. Existem relatos documentados de séculos atrás. No entanto, a ciência já encontrou respostas para essas questões. Concluiu-se que a paralisia do sono nada mais é do que a falta de sincronia entre cérebro e corpo. Esse transtorno acontece no momento em que uma pessoa está quase adormecendo. Em alguns casos, a perturbação ocorre logo antes do despertar.

Antes de mais nada, é necessário que todos saibam que a paralisia do sono acontece a todos que dormem, o corpo fica muito tempo parado e as pessoas, geralmente, se movem pouco quando possuem um sono tranquilo. O problema ocorre quando o corpo continua paralisado, a pessoa acorda e não consegue se mover. A maioria das pessoas já passou por isso pelo menos uma vez.

Então, a pessoa que está passando por isso também tende a ter alucinações e essa é a pior parte. É só imaginar que alguém acorda, mas o corpo não reage e nenhum comando e, ainda por cima, sente, por exemplo, uma presença estranha de algo completamente fantástico em meio ao seu próprio campo de visão.

Certamente é algo muito assustador. Quando a pessoa é supersticiosa, pode acreditar realmente ocorreu algo sobrenatural naquele momento.

Apesar disso, algumas pessoas confundem esse estado real com um sonho e vão alegar algo do tipo “tive um sonho onde não conseguia me mover”, sendo que isso realmente aconteceu. Os principais #Sintomas são a imobilidade e a percepção.

No primeiro, a pessoa não consegue ter o menor controle sobre o corpo, pois, o cérebro pensa que a pessoa ainda está dormindo e não “liga” os sensores. Então, não há controle sobre olhos, boca e nem respiração, o que pode causar extrema angústia. Aí entra o segundo sintoma, que é a percepção, que, aliada ao sentimento de medo e angústia da pessoa, a fará sofrer alucinações.

Essas alucinações tendem a ser impressionantes, pois, toda a carga emocional vivenciada pelo paciente irá fazer com que ele não consiga sequer diferenciar o que é real do que não o é.

Podem ser em forma de sons estranhos e amedrontadores, cheiros estranhos, visões.

Além disso, há pacientes que relatam ter a impressão de que alguém o está pressionando, como se tivesse um peso em cima de si, ou uma presença estranha. Ainda há quem sinta estar flutuando fora do corpo, e também ouvindo terríveis gritos femininos. Mas, as alucinações também podem se manifestar com uma intensa sensação de sufocamento, onde o paciente não consiga ou tenha grande dificuldade para respirar, um episódio que pode durar segundos e até vários minutos.

Vários podem ser os fatores que causam esse distúrbio, que os cientistas atribuem a quem sofre de narcolepsia, condição que faz as pessoas terem distúrbios no sono e até mesmo não conseguirem resistir a ele. Também contribuem os baixos índices de hormônios e aminoácidos específicos, como melatonina e triptofano.

Os estudos apontam que toda pessoa passará por essa situação pelo menos uma ou duas vezes na vida, mesmo sem apresentar quadros de estresse ou possuir uma rotina extremamente irregular de sono.
Ao redor do mundo, as culturas possuem várias interpretações sobrenaturais para a paralisia do sono. Por exemplo, no Oriente é atribuído a fantasmas, nos países europeus acreditam ser causados por bruxas e, nos Estados Unidos, muitos afirmam ver extraterrestres. Durante anos, a paralisia do sono foi descrita de múltiplas formas, sendo inclusive atribuída à presença mística de seres maléficos. Acreditava-se que alienígenas, demônios e espíritos aterrorizavam os seres humanos durante a noite. Entretanto, hoje a ciência comprova que não é isso o que acontece.
Quem já passou por um episódio de paralisia do sono sabe o quanto isso é assustador. São poucos minutos de intensa angústia. Entenda porque isso acontece.

Existem alguns distúrbios do sono que comprometem gravemente a qualidade do repouso e, consequentemente, o rendimento diário das pessoas. Uma patologia que vem se mostrando bastante comum é a paralisia do sono.

Durante anos, a paralisia do sono foi descrita de múltiplas formas, sendo inclusive atribuída à presença mística de seres maléficos. Acreditava-se que alienígenas, demônios e espíritos aterrorizavam os seres humanos durante a noite. Entretanto, hoje a ciência comprova que não é isso o que acontece.

Embora esteja consciente, a pessoa fica impossibilitada de se movimentar e falar. Ou seja, durante uma crise, é possível perceber as coisas ocorrendo em seu redor. Entretanto, os músculos de seu corpo não respondem aos comandos do cérebro. A incapacidade de se mexer leva de segundos a minutos. Parece pouco tempo, mas pode se tornar um momento interminável e desesperador.

Isso acontece porque, embora você se sinta acordado, ocorre uma dessincronia entre o cérebro e os músculos. Dessa forma, o corpo age como se ainda estivesse dormindo. Algumas pessoas em crise podem ver imagens como monstros e fantasmas. Mas isso ocorre porque sua mente, ainda não está totalmente desperta e com isso acaba mesclando realidade e sonho.

Em muitos casos, a pessoa não consegue mexer um dedo sequer, tampouco virar sua cabeça para os lados. Em outros, é comum também uma sensação de pressão sobre o peito ou falta de ar. Essa experiência pode durar até cinco minutos, o que gera uma sensação assustadora para algumas pessoas.

Ao longo dos anos, pesquisadores chegaram à conclusão do que provoca a paralisia do sono.

A perturbação acontece porque, quando dormimos, o cérebro ativa um mecanismo de defesa que impede que nos movamos. Esse mecanismo permanece ativo durante um curto momento antes ou depois do corpo entrar ou sair do estado de sono. Isso significa que a paralisia pode ocorrer em dois momentos: no início do sono ou ao acordar.

Quando deitamos para dormir, nossa mente vai relaxando aos poucos e vamos perdendo consciência do ambiente ao nosso redor. A paralisia, nesse caso, ocorre um pouco antes do corpo entrar completamente no sono. Nessa ocasião, o corpo entra em estado de relaxamento muscular máximo, enquanto a mente ainda permanece em transição. As atividades cerebrais que produzem os sonhos têm início e surge, então, uma confusão mental. Sentimos que temos plena consciência de tudo ao redor, mas a mente está parcialmente em vigília. Enquanto isso, fragmentos de sonhos se confundem com visões.

Ao fim de uma noite, quando começamos a acordar, estamos saindo da chamada fase de sono REM. Durante essa fase nossos músculos estão imóveis e nosso corpo, totalmente relaxado. Ao recobrar a consciência, antes do corpo sair dessa fase, também é possível experienciar a paralisia do sono. Entenda um pouco mais sobre o sono REM e o que ocorre com nosso corpo quando estamos nesse estágio.

O sono alterna períodos de adormecimento profundo e de vigília. Todo esse processo envolve vários mecanismos complexos do corpo, e se divide em quatro estágios, incluindo a fase REM. O sono não REM é dividido em três estágios, de acordo com a profundidade gradual do adormecimento. A fase REM (em inglês: movimentos rápidos dos olhos) se caracteriza pela atividade cerebral acelerada. Na ausência de distúrbios do sono, a fase REM se alterna em ciclos com os outros estágios. Essa rotatividade se repete a cada período de 70 a 110 minutos, totalizando entre 4 e 6 ciclos por noite. Alguns fatores podem alterar a rotatividade normal das fases do sono, como: Idade, temperatura do ambiente, ritmo circadiano, uso de substâncias químicas e alguns tipos de doenças.

Além da rápida atividade do cérebro, no estágio REM ocorrem rápidos movimentos oculares e máximo relaxamento dos músculos. E é nessa fase do sono que temos os sonhos. A intensa atividade cerebral do sono REM produz sonhos com imagens e histórias complexas. Enquanto isso, ocorre o total relaxamento dos músculos, que é chamado de atonia muscular. Durante esse estágio o corpo perde sua mobilidade.

Quando ocorre a paralisia do sono, o cérebro está saindo da fase REM para um estágio de sono mais leve. No entanto, a atonia muscular persiste, impedindo a pessoa de se movimentar. Nessa ocasião, imagens e fragmentos do sonho ainda podem ser visualizados, provocando as conhecidas alucinações da paralisia do sono.
É provável que 4 a cada 10 pessoas experimentem a paralisia do sono. Na maioria das vezes, a primeira crise ocorre durante a adolescência. Entretanto, o distúrbio pode ocorrer em qualquer idade. Existem vários fatores ligados a esse distúrbio do sono.

Dentre eles, os mais comuns são: falta de sono; sono irregular ou precário; dormir de costas; estresse excessivo; abuso de medicamentos; insônia recorrente; câimbras noturnas; em alguns casos – não sendo regra – transtornos como a narcolepsia e o transtorno bipolar.

Durante um episódio de paralisia do sono, a pessoa experimenta algumas das sensações seguintes: incapacidade de se movimentar; consciência de que está acordado; incapacidade de falar; pressão sobre o peito e dificuldades para respirar; sensação de estar flutuando, cabeça girando, ou de que a cama esteja se movendo.

Na paralisia do sono também ocorrem as experiências hipnagógicas (alucinações sensoriais, auditivas e visuais), como:

Sensação de que existe algum intruso na casa ou no quarto: portas se abrindo; passos; presenças ameaçadoras se aproximando;

Alucinações visuais que incluem: espíritos malignos, demônios e outros seres com intenções assassinas;

Sensação de estar caindo ou sobrevoando o próprio corpo.

Ao despertar completamente, o indivíduo é capaz de lembrar-se minuciosamente dos detalhes da experiência. No entanto, não consegue afirmar com certeza o que foi real e o que não passou de alucinação.

As primeiras medidas para tratamento da paralisia do sono são comportamentais. É necessário dormir uma quantidade de tempo adequada, ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos. O tratamento medicamentoso não é indicado em todos os casos. Apenas pessoas que estão sofrendo com depressão e ansiedade, advindas desse distúrbio, recebem intervenção farmacológica. 

Referências:
http://portalmundocurioso.com - Wagner – Mundo Curioso

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Caco, pó ou Barro?


O texto bíblico acima mostra claramente que quando olhamos para nós mesmos em relação a Deus devemos sempre lembrar que somos feitos do pó da terra. 
A Bíblia diz que “formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente” (Gênesis 2.7), ou seja, Deus molhou a terra, quebrou os terrões e amassou o barro, para formar o ser humano do pó da terra. Este contato do Senhor nos moldando demonstra seu amor para conosco. Contudo o pó pode estar em três estados: poroso, úmido ou endurecido.
A terra porosa é o pó em si sem mistura, mas não há como fazer nada com ele a menos que seja misturado com água e bem amassado para ser moldado. O caco é o pedaço barro seco quebrado e também não há como fazer nada com ele amenos que seja bem quebrado, triturado ou moído e volte a ser como pó para então ser molhado e formado como barro novamente. O barro é a massa moldável que pode ser formada em diversas formas.
A vida espiritual pode ser comparada com a terra em pó, em cacos ou em barro. Muitas vezes estamos secos, outras vezes estamos endurecidos. Precisamos ser moldáveis como o barro nas mãos do Senhor. Como você está? Vamos refletir sobre estes três estados:

1- CACO: Isaías 30.14

O caco é o barro endurecido e precisa ser moído para ser moldado.
Quando estamos endurecidos, rígidos e sem fé, precisamos ser quebrantados por Deus.
O que endurece o nosso coração? O orgulho, a incredulidade, a religiosidade, tradicionalismo, falta de temor de Deus... tudo isso endurece o ser humano fazendo com que “têm cauterizada a própria consciência” (I Timóteo 4.2).
O caco representa a pessoa que mesmo sendo religiosa, está endurecida. Não reconhece seus erros. Coloca a culpa nas pessoas e acha que é vítima. Por isso o ‘caco’ fere o seu próximo.
A pessoa que está como um caco, acha que já está formada e moldada e não precisa mudar. Até que seja totalmente quebrada novamente e reconheça a necessidade de transformação.
O apóstolo Paulo é um exemplo de pessoa que foi como um caco. Ele era religioso, mas o orgulho endurecia sua fé e não queria se converter. Mas Deus quebrantou ele até o pó para ser transformado num novo homem (Atos 9).
Davi certa vez disse que estava assim: “Secou-se o meu vigor, como um caco de barro, e a língua se me apega ao céu da boca; assim, me deitas no pó da morte” (Salmos 22.15). Ele foi quebrantado por Deus quando reconheceu que estava na dureza do pecado. 
Não endureça seu coração (Salmos 95.7,, pois será como um caco que precisará ser moído.Você já se sentiu como um caco? Deus quer quebrantar e remodelar sua vida!

2- PÓ: Isaías 26.5

O pó é seco e precisa ser molhado para ser moldado. Quando estamos secos e ‘esfarinhados’ pelos atritos desta vida, somos como o pó da terra e precisamos ser molhados para ser moldado.
O que molha o pó? Há duas coisas que molham o pó: lágrimas (Salmos 42.3) e a água da Palavra de Deus para quem está sedento da presença do Senhor (Salmos 42.1). A palavra de Deus e as lágrimas tornam nossas vidas mais moldáveis. As lágrimas que derramamos são úteis para reconhecermos nossa necessidade de Deus e mudar de vida umedecendo o que estava seco.
Davi também foi um exemplo de pessoa que estava no pó do pecado e teve que reconhecer sua necessidade de Deus dizendo: “Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó” (Salmos 103.14). 
As coisas do mundo enfraquecem a fé para você secar diante de Deus (I João 2.16). Você já se sentiu como o pó? Deixe Deus molhar sua vida com a água da Palavra!

3- BARRO: Isaías 64.8

O barro é a massa de pó de argila e água e pode ser moldado facilmente. Deus disse: “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? — diz o SENHOR; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel” (Jeremias 18.6).
Precisamos manter nossa vida sempre irrigada pela Palavra de Deus (II Pedro 3.5) para nunca secarmos ou endurecermos impedindo de ser moldados pelo Senhor.
O apóstolo João era um jovem discípulo de Jesus que em toda sua vida teve um coração sensível à ação do Senhor. Ele gostava de deitar a cabeça no peito de Jesus para sentir seu coração bater expressando seu amor e carinho (João 21.20).
Permita que Deus molde seu temperamento, atitudes e caráter. Cuidado com as coisas do mundo que endurecem o seu coração contra Deus. Você já s sentiu como barro? Deus o Oleiro, seja barro nas mãos do Senhor! Deus quer moldar sua vida!
Como é triste vermos pessoas que estão secas e enrijecidas não aceitando o Senhor. Também há pessoas que estão no pó, mas não permitem que Deus as toque.
Todos nós já estivemos como um caco que precisou ser triturado e como o pó que com lágrimas precisou ser molhado. Mas como é bom estar sendo amassado pelo Oleiro que molda nossas vidas. Com certeza Ele fará uma peça de honra para o Seu nome.
Não endureça seu coração! Não siga as coisas do mundo que te levarão ao pó! Deixe Jesus, a água da Vida, te molhar e moldar!

terça-feira, 26 de junho de 2018

Oh! Se Fendesses os Céus e Descesses...


Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de diante da tua face. (Is. 64,10).

Com a vitória dos persas sobre os babilônicos em 539 a.C., mudam as condições de vida tanto dos exilados como dos remanescentes. Aos exilados é permitido regressar à sua pátria. Começa a reconstrução do templo e da cidade de Jerusalém. Implora por uma epifania, pelo advento do Deus Eterno. Com a vinda do Senhor, as dores reinantes serão superadas e a dor e o lamento deixarão de existir. O “rasgar os céus” é uma imagem única no Antigo Testamento. Ela representa o ato de Deus atravessar as nuvens para descer. É provável que esteja inspirada na tradição do Sinai coberto de nuvens (Êx 19.9; 18.20; 24.15b-18a).

Uma nova súplica pela intervenção de Deus. Essa intervenção é imaginada como uma teofania, ou seja, uma manifestação de Deus ligada a fenômenos extraordinários e temíveis da natureza. Rasgar os céus, fazer estremecer os montes, fogo, “coisas terríveis”. Se Deus tivesse se mostrado na história recente como naquelas terríveis teofanias, fazendo coisas maravilhosas, nem sequer esperadas nem sabidas de antemão, teria sido diferente a situação nesse momento.

Hoje há um exército de cristãos frios, apáticos, sem entusiasmo, sem calor. Empolgam-se com futebol, com política, com cinema, com negócios, com trabalho, com dinheiro, mas não com Jesus. São cristãos, mas mentem. São cristãos, mas são desonestos. São cristãos, mas são amigos do mundo. São cristãos, mas não batizados com fogo. Avivamento não é emocionalismo. Não é fuga. Não é novidade. Não é desvio. Avivamento é volta para Deus. É santidade. É oração fervorosa. É amor à Palavra. É evangelização regada por lágrimas. É fogo do céu. Quando o fogo de Deus cai sobre o altar, os pecadores caem de joelho. Quando a igreja perde o fogo de Deus, os pecadores perecem no fogo do inferno.

O profeta Isaías, num profundo clamor pela intervenção sobrenatural de Deus na vida do seu povo, clamou: “Oh! Se fendesses os céus e descesses! . Isaías está sedento pela presença manifesta de Deus. Isaías estava plenamente consciente de que nenhum poder da terra e nenhum recurso dos homens poderia trazer alento para o seu povo a não ser a presença de Deus. Essa é também a necessidade da igreja hoje. Somente a presença de Deus pode encher-nos de entusiasmo espiritual. 

Precisamos desesperadamente de uma visitação extraordinária de Deus em nossa vida, em nossa família, em nossa igreja. O avivamento acontece quando a igreja anseia por Deus como um sedento clama por água e como a terra seca anseia pelas chuvas torrenciais. O avivamento é uma vindicação pela glória de Deus. Quando Deus fende os céus e desce para inflamar a igreja, a glória de Deus se manifesta entre as nações e os inimigos de Deus temem o seu glorioso nome. Quando a igreja perde seu vigor espiritual, quando seus cultos se tornam apáticos e cheios de formalidade; quando as brasas vivas se cobrem de cinzas e os crentes se tornam indiferentes, abandonando o seu primeiro amor, o mundo se insurge contra Deus para zombar de seu santo nome. 

Ah! É tempo de clamar pela visitação extraordinária de Deus, para que ele fenda os céus e desça a fim de que os inimigos de Deus temam o seu santo nome. O avivamento acontece na igreja, mas transborda para o mundo. Quando Deus inflama o seu povo, o mundo reconhece que o nosso Deus é o único Senhor e teme o seu nome. 

... Oh se fendesses os céus! Oh se descesses à Terra! Maranata, eu te espero!

segunda-feira, 11 de junho de 2018

A Excelência na Vida do Cristão

               O que é excelência na obra de Deus ?
É uma dedicação total, sem reservas, procurar se superar a si mesmo, fazer algo com toda diligência, quer dizer procurar aprimorar nossos talentos no melhor que podemos para a glória de Deus. O apóstolo Paulo diz em 2 Tim. 3:17 que: “o homem de Deus deve ser perfeito e perfeitamente habilitado para toda a boa obra. Devemos procurar servir a Deus com toda prioridade e aos irmãos com o melhor que podemos oferecer.  Mt. 6:33 Buscai em primeiro lugar o reino de Deus…. A antítese seria: Desleixo, Relaxado, distraído, incompetente, Etc …
O mundo secular é muito competitivo, e para isso muitos gastam horas de treino; estudo, suor e muita dedicação e treinamento. Por exemplo: nos esportes; um dos melhores goleiros que o Brasil já teve chama-se Rogério Ceni. Ele conta que para aperfeiçoar sua técnica de cobrança de faltas, era o primeiro a chegar aos treinos e o ultimo a sair. Conta também que chegou a treinar em torno de 2.500 a 3.000 cobranças de faltas por mês; Relata ele que antes de sua primeira cobrança oficial, treinou mais de 15.000 vezes. Hoje é o goleiro com mais gols marcados no mundo. São mais de 100 gols.
Airton Sena? Tido como o melhor piloto de fórmula 1, talvez o melhor que o mundo já conheceu isso dito pelo seu adversário numero 1 Michael schumaker. Ele percorria a pé atenciosamente cada circuito um dia antes da corrida para conhecer cada centímetro da pista, que um dia depois passaria quase voando. Morreu precocemente em um acidente com seu carro de corrida em 1994, na pista de Ímola na Itália. Mas ainda deu tempo de ser tricampeão mundial da maior categoria de automobilismo. Eis uma frase desse vencedor: “No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, a dedicação, não existe meio-termo. Ou você faz uma coisa bem-feita, ou não faz.”
1 – Como alcançar alto nível de excelência?
A) Conhecendo a palavra de Deus profundamente. Salmos 1:2 (Bem-aventurado o varão) Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
B) Tendo uma vida diária de oração e comunhão com Deus. Daniel 6:10   Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer.
C) Decidindo vencer a natureza humana carnal. Colossenses 3:1,2   PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.  2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
2) Buscando em tudo fazer sempre o melhor para Deus.
1 Cor 10:31  Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 
Fil. 2:14  Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Deus não quer nosso resto, nossa sobra.                 
Efésios 2:10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. Esses versículos por si só já mostram bem nosso dever de crentes que devem estar bem comprometidos em tudo todo o tempo, porque Ele é bom sempre, e sempre Ele é bom.
3 – EXEMPLOS BÍBLICOS DE FÉ
Na bíblia encontramos vários exemplos de pessoas semelhantes a nós, e que decidiram ser excelentes em adoração ao DEUS verdadeiro, cito alguns exemplos:
Abel – Hebreus 11:4 A perfeição de seu sacrifício custou sua própria vida.
Enoque amava DEUS.   Fechou os ouvidos a voz da sua geração perversa que o cercava, para ouvir somente a Deus.  Sobre Enoque diz : Gênesis 5:23 E foram todos os dias de Enoque 365 anos.  E andou Enoque com Deus (Durante 365 anos andou com Deus); e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou. Sua proximidade com as coisas divinas foi tanta, que DEUS o levou para o céu sem passar pela morte.
Daniel é outro personagem bíblico, foi levado cativo para a Babilônia do rei Nabucodonosor e decidiu não beber do vinho ou as iguarias do rei. Em Daniel 1:8: “E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; O jovem Daniel servia em sua geração com excelência.  Mesmo debaixo de provação, foi fiel, corajoso, firme, destemido e vencedor.  Ele venceu suas próprias limitações. O império babilônico caiu, e os medos e persas que vieram depois também caíram, mas Daniel permaneceu, e permaneceu entre os grandes, sendo sempre um dos governadores do reino.
Quão hábil era Daniel em seus afazeres profissionais? Mas ele era mais do um homem disciplinado, dedicado, mais do que um homem inteligente.
Na bíblia diz que ele orava 3 vezes ao dia. Ele se encontrava com seu DEUS, ele se demorava diante de Deus, e não se envergonhava disso: Daniel 6:10.  A história já sabemos, foi feito o decreto que não se adorasse nenhum outro deus se não Dario; e Daniel permaneceu firme, não cedeu, e saiu vivo da cova dos leões, sendo um instrumento nas mãos de DEUS para que o homem mais poderoso do mundo da época, o rei Dario, declarasse por decreto que o DEUS de Daniel era o único DEUS verdadeiro.
4 – VIVER OU SOBRE-VIVER
Temos notado que hoje, a vida de alguns cristãos é morna, patética, não é viva como deveria ser. Estão deixando de ser o sal da terra e a luz do mundo. O bom exemplo de Daniel deve ser imitado e até arder em nossos corações a nos motivar a viver uma vida de entregas.  Falar do amor de JESUS não queima mais o coração dessas pessoas, como no início da vida cristã. Lagrimas quase já não são derramadas, olha-se para o altar na hora do apelo e poucos estão lá.  Os heróis já não se dobram mais perante o rei.
A grande maioria de nossos crentes são feitas de meros espectadores, estão na arena não mais para lutar.  Estamos vivendo uma geração de crente descontente, inconformados com tudo e acomodados com o pecado. Esta geração se continuar assim esta condenada ao fracasso. Geração de crentes lentos, tímidos, desleixados e envergonhados, não há mais excelência nas coisas do Senhor, precisamos despertar enquanto é tempo.
Efésios 5:14 Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.
Rom 12:2 E não sede conformados com este mundo… 
Moisés – Hebreus 11:24 a 26. Diz que Moisés trocou o luxo dos palácios de Faraó pelo deserto. Trocou o prazer passageiro pelo sofrimento junto com o povo de Deus, Moisés podia viver no palácio como príncipe, mas abriu mão de tudo para obedecer a voz de Deus.
5 – MEU COMPROMETIMENTO COM DEUS DEVE SER DE AMA-LO SEMPRE
Devo ama-LO acima de todas minhas forças e com todos o meus bens, Moisés deu prioridade total, sem reservas.
II Pe 1:5-7  E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, e à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, e à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade.
Hebreus 12:2 Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.
Quantas oportunidades temos tido para nos achegarmos a DEUS? Quanta luz nos é posta diante de nós? Quantas advertências através de sermões e apelos temos recebido? Encontramos em Colossenses este texto: E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.” Colossenses 3:23-24
Se eu sou o professor, que eu seja o melhor professor, se eu sou um fisioterapeuta, que eu seja o melhor que eu possa ser. Que eu seja um ótimo profissional, integro em tudo. Que eu seja o melhor vizinho na rua onde moro.  Na vida espiritual não é diferente; se eu sou um cristão que eu seja o melhor cristão, não uma sombra, não um faz de conta, não um rascunho, que eu seja um crente por excelência.                                                                                                                                              
“Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará.” Salmos 37:5. Esse é um grande convite, entregar nossos caminhos ao senhor, nossas atitudes, nossas escolhas, nossos desejos, nossas decisões. Não podemos ter nossas reservas, Ele deve ter toda a proeminência. A promessa de DEUS não falha, “Ele tudo fará.”
Ele te convida a ser um cristão excelente. Ele não quer que você seja bom, nem ótimo, Deus quer de você e de mim a excelência, o nosso melhor! Quer você hoje ser um cristão comprometido? Um cristão 100%?
6 – EXCELÊNCIA É PRIORIDADE TOTAL SEMPRE
Jesus nos traz em Lucas 16:8b  uma afirmação confrontante: …. os filhos das trevas são mais hábeis em sua geração do que os filhos da luz.
Nota Importante: habilidade aqui significa dedicação, esforço, desenvolvimento do potencial.
Nossa dedicação deve ser total, sem reservas, com diligência. Excelência significa não se contentar com o que somos, é procurar aprimorar nossos talentos para a glória de Deus.
Precisamos viver a excelência em tudo que fazemos, quer seja pregando, ensinando, aconselhando, dirigindo o louvor, tocando no altar, administrando, trabalhando ou em qualquer coisa que façamos. Este é o desafio de Deus para nós. O nosso testemunho pessoal de falar mais muito mais alto que nossas palavras.
Tito 2:7,  Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade,
Fil 4:8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
Deut. 18:13  “Perfeito serás, como o Senhor teu Deus”.
Na galeria dos heróis da fé esta escrito:
Hebreu 11:33,34  Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, 34 Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçarampuseram em fuga os exércitos dos estranhos. (Igreja Batista Bíblica de Florianópolis)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...