domingo, 2 de janeiro de 2011

Deus, o Grande Psicanalista

Antigamente era muito difícil alguém procurar um psicólogo ou um psiquiatra. Hoje estes profissionais são bem requisitados, pois os problemas da mente tem trazido preocupações e transtornos para muita gente. Estes profissionais trabalham com a psicanálise, que pode ser chamada também a análise, que tem por finalidade trazer à luz da consciência sentimentos obscuros ou recalcados. Freud, psicanalista, trabalhou algum tempo com a hipnose e a catarse, depois abandonou estes métodos dando preferência a “livre associação”. O que é isso? O paciente diz o que lhe vem à mente para, a partir daí, ser conduzido a (etiologia) causa de sua neurose. A psicanálise dividiu o psiquismo humano em três conceitos: O ID, o EGO e o SUPEREGO, sendo que suas interações e conflitos recíprocos determinam a estrutura da personalidade. (O ID é a parte mais profunda da Psique) é a parte fundamental, animal, de onde brotam todas as energias instintivas. O ID é o reservatório do libido, visto como fonte e quantidade de energia colocada a disposição dos instintos. Na realidade o ID quase não se distingue do inconsciente. Para muitos teóricos o ID é apenas uma parte do inconsciente -outra parte seria o superego. (EGO é o Eu de cada individuo) é o ponto que marca a encruzilhada entre o inconsciente e o mundo exterior. É uma espécie de sentinela que controla a comunicação entre o mundo inconsciente e o mundo exterior. Ele assiste as lutas ferozes entre as tendências inconscientes e a realidade. O EGO procura conciliar os dois adversários. Uma das funções essenciais do EGO é procurar o melhor compromisso, o melhor acordo entre o mundo exterior e as pulsões inconscientes. É o juiz que procura evitar ao individuo choques traumatizantes entre grupos de forças antagônicas. (E o SUPEREGO age inconscientemente sobre o EGO) É o conjunto de interdições, de defesas, de princípios introjetados que vai se constituindo progressivamente no decorrer do tempo. Uma idéia inconsciente não se traduz, necessariamente, em ato. Toda tendência, todo desejo, toda aspiração não podem, com efeito, ser satisfeitas,no mundo da realidade, porque a integridade física e psíquica poderia ser posta em perigo ao satisfazer um impulso que vai contra as normas da realidade exterior. O SUPEREGO vai sendo constituído lentamente durante a infância e é formado de normas sociais interiorizadas… ele se constitui em um sistema defensivo normal e funciona sem que o individuo perceba. Lutero disse: “tenho mais medo do que está dentro de mim, que, do que está fora”. Freud também dividiu a personalidade em três partes: O físico, a alma e o espírito. Era, no entanto, tricotomista e não dicotomista. Tive oportunidade de conversar, certa vez, com uma médica psiquiatra e ela me disse: Pastor, eu posso cuidar do corpo e da alma (psique), o espírito não é minha área, esta é a sua área. Se o problema for espiritual não há psicólogo ou psiquiatra que dê jeito. Só Deus! Como percebemos Dra Vanilza também é tricotomista, como a maioria absoluta dos psicólogos e psiquiatras. Mas o que vem a ser a alma do indivíduo? Alma é o psiquismo da pessoa. Os profissionais desta área estão interessados em tudo que acontece conosco enquanto vivemos. O psiquismo inclui nossas sensações, idéias, juízos, emoções, sentimentos, vontade, desejo, memória, imaginação. Esse é um conjunto de processos psíquicos que forma nosso psiquismo ou alma. E o espírito é nossa identidade com Deus. Isso, apenas para sentirmos que não é tão fácil trabalhar com nosso interior, principalmente quando não nos conhecemos. E na verdade são poucos as pessoas que de fato se conhecem. O ser humano é muito complexo. Dizem os entendidos da matéria que o auto-conhecimento, algumas vezes, pode ser destrutivo. Por isso é bom que, antes que a pessoa se conheça, ela abra seu coração, sua vida para Deus, que a conhece na sua integralidade. Este salmo apresenta este desafio: Sonda, conhece, prova….
I- O pedido do salmista é para que Deus o SONDEPedir que Deus o sonde é uma maneira de se abrir para ELE. Deus conhece cada parte de nosso ser. Quando uma pessoa não se abre para o Grande Psicanalista pode ter sérios problemas em sua alma, que trarão conseqüências para o físico e para o espírito. (Ser sondado é permitir que seja colocada uma sonda). É algo que se coloca no interior, dentro. Ninguém precisa sonda por fora. Por que pedir a Deus que nos sonde? a)- Porque Deus conhece o nosso cotidiano. “Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos” v. 2,3. Deus conhece nosso dia a dia. b)- Deus conhece a estrutura de nosso pensamento. “Ainda a palavra não me chegou à língua, e tu, Senhor, já a conheces toda.” V.4. Deus conhece nossos pensamentos, até mesmo a maneira pela qual analisamos as coisas. c)- Deus conhece as conjunturas da nossa vida. “Tu me cercas por trás e por diante e sobre mim pões à mão.” V.5. Não há necessidade de esconder nada do Senhor, pois Ele conhece nossos traumas, dificuldades, carências; porque Ele nos conhece como um todo. d)- Deus tem conhecimento além da nossa percepção. Ele conhece nosso inconsciente. Aquelas coisas que estão lá, que nós não lembramos mais, coisas da infância. Ele conhece tudo. “Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado, não o posso atingir. Se os contasse, excedem os grãos de areia; contaria, contaria, sem jamais chegar ao fim”. V. 6 e 18. Só Deus sabe o que está no inconsciente de uma pessoa…. e)- Deus tem conhecimento pluridimencional e simultâneo. Isso é: Ele nos conhece em nossa totalidade e complexidade. “Para onde me ausentarei do teu espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também. Se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me há de guiar tua mão e a tua destra me susterá. Se eu digo: as trevas com efeito me encobrirão, e a luz ao redor de mim se fará noite, até as próprias trevas não te serão escuras: as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.” V.7-12 f)- Deus conhece a textura essencial do nosso ser. Ele conhece a nossa constituição genética e as conseqüências emocionais e físicas dessa formação na vida adulta de uma pessoa. “Pois tu formaste o meu interior, tu me tecestes no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos quando no oculto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe” v. 13-16 a . g)- Deus conhece nossa história. Mesmo antes de nascermos, ele já conhecia a trajetória de nossa vida. “No teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles, escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.” V. 16 b. h)- Deus sabe de nossa relação com personalidades malignas. Ele sabe se abominamos o pecado ou concordamos com ele. Ele sabe o desejo de meu coração, também quando quero continuar com práticas que Ele condena. “Tomara, ó Deus, desses cabo ao perverso; apartai-vos, pois, de mim, homens de sangue. Eles se rebelam insidiosamente contra ti e como teus inimigos falam malícia. Não aborreço eu Senhor, os que te aborrecem? E não abomino os que contra ti se levantam? Aborreço-os com ódio consumado; para mim são inimigos de fato.” V. 19-22.
II- Aquele que conhece nossa estrutura pode curarVeja que o salmista, ao invés de pedir auto-conhecimento, ele pediu a Deus que o curasse. Por maior que seja nosso auto-conhecimento, não podemos nos curar, só Deus pode curar nosso interior. a)- Não há conhecimento em nós o suficiente para que nos auto-tratemos. Por isso o salmista pediu a Deus que o curasse. “Sonda-me, oh Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos” v. 23. b)- O conhecimento de Deus não é teórico; é pratico e tem efeitos práticos. “Vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno” v. 24. Sonda-me = expõe a minha alma Conhece-me = ninguém pode engana-Lo Prova-me = a relação humana com o mundo Guia-me = mudança de trajetória. c)- O conhecimento que Deus tem de nós nos leva a cura tridimensional. Coração = emoções Pensamentos = intelecto Caminho = comportamento
Não há caminhos maus fora do ser, mas sim dentro dele. V.23 e 24. Deus quer penetrar nossa alma trazendo cura e libertação. Portanto, deixe Deus mudar o seu interior e tudo mudará em sua vida, inclusive seu comportamento. As doenças da alma são as mais difíceis e só Deus pode curar. Do coração, do interior, procedem as saídas da vida.

Pr. Cirino Refosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...