terça-feira, 6 de setembro de 2016

Se reuníssemos, hoje, 10 mil dos maiores pregadores do Evangelho em certo local e déssemos a cada um deles uma folha de papel com um lápis, pedindo-lhes que explicassem, sucintamente, o que é fé, provavelmente teríamos muitas respostas iguais e, certamente, muito poucos dariam a resposta certa. Fé é a coisa mais mal-entendida na face da Terra. Mesmo os maiores líderes evangélicos não sabem explicar, corretamente, o que ela significa. Uma vez, estava reunido com cinco pastores e disse-lhes: "Irmãos, poderiam me explicar o que significa fé? Pois, afinal de contas, sendo pregadores do Evangelho, a nossa missão é fazer a fé nascer e se desenvolver no coração das pessoas". Eles se entreolharam, abaixaram a cabeça e nenhum deles se aventurou a dar tal explicação. Eu insisti, e um deles tomou coragem e disse: "Missionário, fé é quando a gente crê muito". Ele estava complemente enganado. Fé não é crer, e crer não é fé. É interessante notar que em todo o Velho Testamento, que levou mais ou menos 1.500 anos para ser escrito, só existem duas referências à fé. Uma delas está em Deuteronômio 32.20, que aparece, como fé, somente em algumas traduções, mas que tem o sentido de fidelidade, ou lealdade. A outra se encontra em Habacuque 2.4, onde realmente significa fé. Isso nos chama a atenção, que o pessoal do Velho Testamento não sabia o que era fé. Apesar de a possuírem e a usarem. Foi Jesus quem começou a ensinar sobre a fé. Ele dizia a certas pessoas que a fé que tinham as havia curado, e a outras Ele recomendava que tivessem fé em Deus. Fé? O que é fé? O povo perguntava e Jesus respondia: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá — e há de passar; e nada vos será impossível (Mt 17.20). Hoje, quase 2 mil anos já se passaram e ainda a maioria do povo não sabe o que é fé; nem mesmo aqueles que têm obrigação de saber, como os pregadores, a compreendem. Mas, por quê? Porque não ouvem a Palavra. Procurar o significado da fé em Deus nos dicionários também não ajudará. Os seus autores não leem a Bíblia e, se o fazem, não se inclinam a aprender com o Senhor. É triste ter de fazer a mesma crítica aos nossos seminários e faculdades de teologia. Alguns estão até se excedendo, ensinando filosofia, métodos de persuasão, lições de marketing, etc. Mas, no discernimento espiritual, deixam muito a desejar. O Espírito Santo nos revela o que a fé é. Em Hebreus 11.1, Ele diz: Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem. Então, para a fé só há estas duas definições. Se houvesse a terceira, certamente o Senhor nos teria revelado. Mas, como se recebe a fé? Em Romanos 10.17, está a fórmula: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. A fé é recebida quando uma pessoa ouve a Palavra, o que é diferente de escutar. Ouvir a Palavra é escutar e dar ouvidos — atender, praticar, aceitá-La como Senhora. Escutar é gostar, achar bonita e não se submeter a Ela. Então, quando alguém ouve a Palavra, surge dentro dele, no seu espírito, uma certeza de que aquela bênção, aquilo que a Palavra está a falar lhe pertence. Isto é fé. Esta certeza também é a prova de que nós já temos a bênção. Falta só reivindicá-la, tomando posse dela. Ela é como uma escritura de propriedade. Quem recebe a fé pode crer que já tem a bênção, pois a fé é a certeza das coisas que se esperam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...