terça-feira, 28 de maio de 2013

O Adultério Físico e o Espiritual





Existem muitos pontos de semelhança entre o adultério físico e o espiritual, e ambos são perigosos. Deus ficou desapontado com o seu povo, que havia cometido adultério espiritual contra Ele, da mesma forma que Gomer havia praticado o adultério físico contra Oséias.
No tempo de Oséias profeta de Israel o povo prosperara muito, mas decaira espiritualmente.
O povo era ganancioso e adotara o comportamento imoral e a religião idólatra dos cananeus que estavam à sua volta.
O papel de Oséias era mostrar como o povo do Reino do Norte tornara-se infiel a Deus, seu "esposo", seu provedor, e casara-se com Baal e os deuses de Canaã. Ele os advertiu que, a não ser que se arrependessem de seus pecados e se voltassem a Deus, estariam destinados à destruição. Oséias falou das características de Deus – de seu poderoso amor e de sua justiça -e como sua experiência prática poderia afetar sua vida e fazer com que retornassem a Deus, infelizmente, o povo quebrara o pacto com Deus e receberia os castigos que Ele vaticinara.
Será que Deus realmente ordenara ao profeta que se casasse com uma prostituta?
Algumas pessoas acham muito difícil acreditar que Deus fizesse um pedido como este, e que esta história é apenas uma ilustração e não um fato real. Outras, entretanto, pensam o contrário, isto é, que tudo isto realmente aconteceu.
O casamento de Oséias com uma mulher infiel serviria para ilustrar o relacionamento de Deus com a infiel nação de Israel.
É difícil imaginar os sentimentos de Oséias quando Deus lhe pediu que se casasse com uma mulher que lhe seria infiel. Provavelmente, foi contra sua vontade, mas obedeceu.
Deus freqüentemente exigiu uma extraordinária obediência de seus profetas, mesmo quando enfrentavam os momentos mais difíceis de suas vidas.
Deus explicou as razões do sofrimento de Israel. Seu comportamento ilícito trouxera os dois juízos: o aumento da violência e a crise ecológica.
Nem sempre existe um relacionamento direto de causa e efeito entre nossos atos e os problemas que enfrentamos. Contudo, quando passamos por dificuldades devemos perguntar sinceramente se esse sofrimento não foi provocado por algum pecado ou algum ato irresponsável que cometemos.
Se descobrirmos que cometemos uma falta, mesmo que pequena, devemos mudar nossas atitudes para que Deus possa nos ajudar.

Semelhanças e Perigo do adultério:

O adultério físico e o espiritual começam com o  desapontamento e com a  insatisfação - reais ou imaginários - em um relacionamento. O sentimento de que Deus pode desapontar é normal, mas quando suportado, desaparece.

O adultério físico e o espiritual começam com a transferência da afeição de um objeto de devoção para outro. A transferência de nossa afeição representa o primeiro passo do processo de cegueira que leva ao pecado.

O adultério físico e o espiritual envolvem um processo de deterioração; não se trata, geralmente, de uma decisão impulsiva. O processo é perigoso porque nem sempre percebemos o que acontece antes que seja tarde demais.

O adultério físico e o espiritual envolvem a criação de uma fantasia a respeito do que o novo objeto de amor pode fazer pela pessoa.  Esta fantasia cria  expectativas irreais sobre o que o novo relacionamento pode fazer, e  leva somente à frustração em todos os relacionamentos existentes e futuros. 

Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...