quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Quem acusará os eleitos?

Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? (Romanos 8.33)

Que desafio bendito! Quão incontestável ele é! Todos os pecados do crente foram lançados sobre o grande Campeão de nossa salvação e, por meio da expiação, foram removidos. Não existe qualquer pecado registrado no Livro de Deus contra o seu povo; eles estão justificados em Cristo para sempre. Quando a culpa do pecado foi retirada, o seu castigo também foi cancelado. Para o crente, não existe mais qualquer punição da parte da mão vingativa de Deus, nem mesmo um simples semblante carrancudo de juízo. O crente pode ser disciplinado por seu Pai, mas Deus, o Juiz, não tem nada a dizer ao crente, exceto: "Você está absolvido, está inocentado".
O crente está completamente livre de toda a culpa e conde­nação do pecado. O poder do pecado também é removido. Ele pode permanecer em nosso caminho e nos inquietar com uma luta constante. O pecado, porém, é um inimigo vencido para toda alma que está unida com Jesus. Não existe pecado que o crente não possa vencer, se apenas confiar em Deus para obter a vitória. Aqueles que no céu estão vestidos de roupas brancas venceram por meio do sangue do Cordeiro e da palavra do seu testemunho (Apocalipse 12.11). Também podemos fazer isso. Nenhuma concupiscência é tão poderosa e nenhum pecado, tão entrincheirado, que não possam ser vencidos. Podemos conquistá-los pelo poder de Cristo. Crente, o seu pecado é algo condenado. Ele pode se debater e lutar, mas está condenado a morrer. Deus escreveu a sentença na fronte do pecado. Cristo o crucificou, cravando-o na cruz. Destrua o pecado agora, e o Se­nhor o ajudará a viver para o seu louvor. Por fim, o pecado desaparecerá com toda a sua culpa, vergonha e temor.
 
Charles H. Spurgeon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...