domingo, 7 de março de 2010

MODELO DE UM LÍDER CRISTÃO

Além da disposição para servir, outra importante característica do líder bíblico é sua condição de modelo. A responsabilidade primária do líder cristão não é dizer o que as pessoas devem fazer, mas mostrar com suas ações como as pessoas devem agir. Por isso, ele não precisa necessariamente ser um grande orador, um administrador competente, ou apresentar idéias inovadoras, mas é fundamental que ele seja um crente fiel e consagrado (1 Coríntios 4.2). A influência do mundo sobre a igreja tem nos feito dar mais valor ao tipo de liderança que vemos no mundo e a perder de vista o poder inspirador e transformador de uma vida dedicada a Deus.
Ao escrever aos presbíteros Pedro exorta-os a pastorear não “como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho” (1 Pedro 5.3). Ser líder não é mandar na igreja, na sociedade interna, mas tornar-se exemplo de como devemos agir.
Recomendação semelhante, Paulo dá a Timóteo: “Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza” (1 Timóteo 4.12). Apesar de jovem Timóteo devia ser respeitado pelos crentes de Éfeso. Assim devemos fazer com todos os oficiais e líderes da igreja. O que é interessante é que a melhor expressão desse respeito é o esforço dos crentes em imitar o modo de falar, de proceder, de amar, de crer e de santificar-se de seu líder.
Portanto, Paulo aqui expressa tanto a responsabilidade do líder de dar exemplo de conduta cristã, quanto a responsabilidade do liderado em imitar a conduta cristã de seu líder. Assim Timóteo fazia em relação a Paulo e outros deviam fazer em relação a Timóteo (2 Timóteo 2.2-3; 3.10). Quando dizemos que o líder deve ser modelo não estamos nos referindo apenas àquilo que ele deve ser, mas especialmente àquilo que a igreja deve ser imitando o seu comportamento. Isso é tão importante que quando nos deu o mandamento de nos amar uns aos outros, Jesus acrescentou: “assim como eu vos amei” (João 15.12).
Um líder que não dá o exemplo é um fariseu. Jesus nos advertiu que nesse caso devemos fazer o que ele nos diz, mas não imitar as suas ações: “Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem” (Mateus 23.3). Mas um líder cristão poderá dizer como Paulo: “Sede meus imitadores, assim como eu sou de Cristo”. Você pode dizer isso para o seu filho? Pois deveria. Esse líder tem plena consciência do valor de seus atos e só esperará de seus liderados aquilo que ele, em primeiro lugar, se dispôs a fazer.
Por outro lado, uma igreja cristã é aquela que está comprometida em observar e imitar o exemplo de seus líderes. Ela os observa atentamente, não para criticar suas deficiências, mas para imitar seus esforços no serviço do Reino. Por isso, ela dará grande valor aos líderes que a inspiram e motivam na vida cristã.
Rev. Dario Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...