domingo, 18 de setembro de 2016

O Eucalipto e o Cristão

“E, se for santa a raiz, também os ramos o serão.” (Rm 11,16)

Um eucalipto morto na beira da estrada. Estávamos indo dirigir um culto em uma comunidade de nosso ministério, juntamente com nossa equipe de evangelismo, quando na beira da estrada percebo um eucalipto de mais de sete metros de altura, muito robusto, porém; sem folhas, sem galhos, muito seco e literalmente sem vida. Rodeado de uma vegetação verde e viçosa, esta árvore, ou melhor, este tronco; se destacava devido seu tamanho de modo imponente, porém, morto.

Fiquei curioso. Como pôde uma árvore daquele tamanho e porte morrer? - Foi a minha indagação. Comentei com os companheiros de viagem: - A árvore morreu, porque a raiz dela está morta! Pois o que sustenta uma árvore é a raiz. No entanto, a grande questão era, o que teria matado a sua raiz? Nesse ínterim, o irmão Alexandre respondeu: “O que matou a raiz da árvore foram formigueiros, pastor. Elas fazem suas casas junto as árvores cujas raízes a seiva é doce”. De fato constatamos que em torno dela haviam vários formigueiros e que internamente na base do tronco havia uma comunidade de cupins. 

Ao mesmo tempo que é impressionante, é também assustador. A vida de uma árvore imensa e robusta pode se ceifada de modo lento e sutil por pequenos insetos. Quando compreendi isto, entendi também por que dentro da igreja do Senhor Jesus tem pessoas que estão morrendo, e outras encontram-se literalmente mortas espiritualmente. 

A ação dos formigueiros mina a vitalidade da árvore. Paralelamente o mesmo ocorre no mundo espiritual. Satanás instala em torno das pessoas formigueiros que acabam culminando em sua morte espiritual. Tornando sua vida, seca, sem folhas, sem galhos, sem fruto.

À semelhança do eucalipto cercado pela vegetação, o crente morto espiritualmente fica dentro da igreja cercado pelos outros, porém, inativo, improdutivo, sem vida, sem alegria, sem fruto. Porque? Porque Satanás matou suas raízes. Drenou toda a seiva doce que o alimentava e sustentava.

Se você podar uma árvore, ela não morre conquanto suas raízes permaneçam. Mas se você cortá-las, sim, ela morrerá! Daí o ditado popular que diz que o mal deve ser cortado pela raiz. NAO HÁ VIDA DURADOURA SEPARADA DA RAIZ! A única pessoa neste mundo que tem a seiva doce é o crente! Satanás para matá-lo, inocula no seu coração pequenos formigueiros; estes depois de terem drenado toda a seiva de suas raízes espirituais, deixa-o pronto para servir de morada para os cupins (demônios).

Cupins não comem raízes, nem seiva; só madeira seca. Da mesma maneira , são os demônios, para viverem precisam de uma habitação humana para se hospedarem. (Marcos 5: 9) A seiva que alimenta a fé do crente é a palavra de Deus, que à semelhança do sangue que corre nas veias do corpo, circula nas veias da fé. “A fé vem pelo ouvir e o ouvir a palavra de Deus. “ (Rm 10:17) 

A fé na palavra de Deus é o ingrediente principal para que o homem obtenha salvação de sua alma, no entanto, “o homem, não vive só de pão, mas de toda a palavra de Deus”, ela é a espada do Espírito, a materialização do que se declara; assim, sem a palavra de Deus percorrendo o coração do homem, ele está drenado da fé. (Hebreus 11:6)

O Senhor Jesus ilustrou que o corpo do homem pecador precisa ser liberto da ação dos demônios, e que quando este “espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, procurando repouso; e, não o achando, diz: Voltarei para minha casa, donde saí.” (Lucas 11:24). “E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro.Assim também acontecerá a esta geração perversa.” (Mateus 12:44,45)

O corpo e o coração do homem é a casa de Satanás. Tanto corpo quanto coração precisam estar purificados, consagrados e cheios da palavra de Deus. O perigo da casa vazia se encontra na possibilidade dela ser habitada por demônios; o que culminará na sua destruição. 

Um dia o eucalipto cairá. O homem também que tem seu coração frequentado pelo mau, mais cedo ou mais tarde irá cair. ... Morto. Muitos cristãos estão morrendo, porque têm tido a seiva das suas raízes drenadas por dois fortes formigueiros: os quais; Uma vida cristã de aparências. O galho que se desliga da árvore durante uma tempestade pode florir brevemente e pode dar ao transeunte despreocupado a impressão de que é um ramo saudável e frutífero,mas não demorará, morrerá tanto o galho quanto o fruto, pois o ramo seca e morre. Este eucalipto durante um período provavelmente, mesmo a caminho da morte floresceu, mas não durou muito e morreu. Muita coisa que passa pela vida do cristão na atualidade se assemelha ao brilhante esforço do ramo quebrado para produzir fruto na estação própria, e não passa de nada mais e nada menos do que uma breve aparência de vitalidade.

Por isso a bíblia diz: “O meu povo perece por que lhes falta conhecimento.” (Oséias 4:6) 2) Despreocupação para com a raiz verdadeira; não há vida fora da raiz. não obstante, é possível haver enxerto de raízes diferentes da verdadeira que durante um bom tempo poderá alimentar a árvore.

O grande mal do cristão de agora é a negligencia para com a verdadeira raiz que geralmente fica fora de vista. Raiz da verdadeira vida espiritual, que é Jesus, o autor e consumador da fé, tende a passar despercebido. Assim, a fé vai sendo nivelada pelas experiências, pelos resultados imediatos, pela busca do sucesso, da prosperidade, enfim por tudo que possa dar certo.

Porque, neste contexto, fé é aquela que traz resultados imediatos. Ainda que não se saiba de onde vem, ou seja, de que raiz pertence! Uma igreja cuja raiz não seja a verdadeira não pode permanecer, pois a essência da árvore tem que ser a mesma da raiz. “E, ... se for santa a raiz, também os ramos o serão.” (Rm 11:16)

O eucalipto e você são semelhantes e diferentes ao mesmo tempo. Semelhantes porque ambos podem ser vitimas de formigueiros, vindo a morrer e se tornarem redutos de cupins, e diferentes porque o eucalipto não pode fazer escolhas, mas você, sim! (Mt 25:34)

Pr. Paulo César

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...