segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O Crente e a Árvore


A palavra árvore aparece em cerca de 146 versículos bíblicos
Em vários setores da existência humana a árvore tem sido considerada como algo representativo da própria vida.
Ela representa, também, pessoas, nações e povos, além de ser um emblema do crente.
Muitas vezes têm sido consideradas simbolo da sabedoria e  da justiça.
Nos mais áridos desertos de nosso Planeta podem ser encontradas árvores, Ez 15.27; Is 41.19, de cujo fruto o homem pode se alimentar.
Assim também, em meio aos mais inóspitos desertos espirituais podem ser encontrados crentes fervorosos que servem a Deus com alegria e vivem em estado de completa felicidade
Em Jr 17.8 espiritualmente a árvore plantada ilustra a experiência do novo nascimento na vida de cada cristão, que não é uma ação espontânea da pessoa, senão um ato misericordioso e soberano do Senhor.
Em Jó 14.7 a expressão árvore cortada lembra o trabalho de Satanás, que tenta induzir os crentes ao pecado e conduzi-los à queda. Devemos, no entanto, dar graças a Deus pela possibilidade de uma árvore cortada vir a ser restaurada, visto que na primavera ocorre o seu renascimento, Mt 24.32;. Nesse caso, a primavera se relaciona com os ventos do Avivamento que sopram na Casa de Deus e produzem grandes transformações nas vidas.
Em Jr 17.7 a árvore frutífera se refere ao resultado direto da bênção e dos favores do Senhor sobre a pessoa que a Ele se submete, Os 14.6. Essa árvore é símbolo do justo, Sl 1.3.
A Bíblia menciona 3 distintas árvores que simbolizam o povo judeu: a oliveira, a figueira e a videira.
Cada uma delas se refere a um aspecto da vida de Israel: político, espiritual e dispensacional.
Adicionalmente, o Senhor se refere a Israel no livro do profeta Oséias como um lírio, Os 14.6.
A oliveira é uma das árvores mais impressionantes da terra e provê alimento, luz, higiene e cura, sendo um símbolo da vida determinada, Sl 52.8. Paulo declara que a oliveira representa Israel, Rm 9 a 11.
Jesus se referiu à figueira como símbolo de Israel, Lc 21.29..
A videira como símbolo de Israel pode ser vista no Sl 80.8; Ez 17.6.
As pessoas que servem a Deus são chamadas na Escritura de  “árvores de justiça".
Elas são "plantação de Jeová para a sua glória!, Is 61.3.
De um modo mais específico, elas são denominadas de palmeira e cedro, Sl 92.12.
O crescimento da palmeira evidencia sua vitalidade. O plano de Deus para cada um de Seus filhos é o crescimento regular e pleno, II Pe 3.18.
A palmeira espalha suas raízes no solo profundo, a fim de que dele extraia a seiva, indispensável para sua vida. De igual maneira, todo crente necessita ter suas raízes estabelecidas em Cristo Jesus, Ef 3.17. Cl 2.7.
O cedro cresce e não se curva, lembrando os crentes que se mantém firmes eestáveis ao longo de sa vida terrena.
Nossas raízes se aprofundam quando lemos, meditamos e estudamos as Sagradas Escritura, pois é dessa maneira que somos alimentado e nutridos espiritualmente . Js 1.7-9; Sl 1.2; 119.97.
As raizes de uma árvore simbolizam os fundamentos espirituaisdo crente; o caule, sua personalidade cristã; as folhas, suas palavras. Com seu colorido e perfume, as flores estão entre as coisas mais belas e atraentes da natureza e dão margem ao ao extraordinário processo de polinização, tornando as plantas produtivas.
Convém que cada cristão floresça, de modo a refletir o perfume e a beleza de Cristo diante do mundo que o rodeia.
O cristão deve também produzir frutos, Mt 3.8. A ordem divina para frutificação vem desde Adão, sendo que nas páginas do NT ela se torna mais exuberante e indispensável, Gn 1.22; Mt 3.8; II Co 9.10; Fp 1.11; Tg 3.17. A graça de Cristo e o trabalho do Espírito dentro de nós nos permite deixar de produzir os frutos da carne e passar a produzir o fruto do Espírito, Gl. 5.19-22.
Raizes firmemente estabelecidas em Cristo e Sua Palavra nos permitem produzir bons frutos, Fp 1.11. Para que isto aconteça, devemos ser plantados pelo Senhor, Mt 15.13, junto a ribeiros de águas, Sl 1.3, que simbolizam a Palavra e o Espírito Santo.
Nunca esqueçamos que nosso nascimento espiritual aconteceu porque o Senhor lançou a semente de Sua Palavra dentro de cada um de nós, I Pe 1.23.. A Bíblia apresenta Deus como o grande Agricultor do Universo. Jesus é o principal de todos os Semeadores, Mt 13.
Seja glorificado pela preciosa analogia das árvores, quando comparadas com o povo de Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...