segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Santidade: A Marca dos Escolhidos

O desejo de Deus é que os seus filhos sejam santos em todo procedimento.Teologicamente, o ensino sobre santificação se desdobra em três aspectos. 1° A separação para ser exclusivamente de Deus quando há a salvação (1Co 6:11). 2° A condição final no céu (1Ts 3:13). E,por fim, o aspecto que está relacionado com esta mensagem é o, 3° Que trata de um vida de santidade processual que deve fazer parte da vida do crente (1Ts 4:3). Antes de estudarmos este aspecto, é importante ressaltar que vivemos hoje uma crise na Igreja por causa da pouca expressão de santidade por parte do povo de Deus. São os escândalos, a franca associação com o mundo, o reducionismo de valores e a deturpação da verdade, alguns dos motivos que tem sugado da vida da Igreja a santidade progressiva esperada por Deus.
I – DEFININDO A PALAVRA SANTIDADE.
De acordo com os intérpretes, a palavra santidade, (“kadhôsh” no hebraico, e “hagios”, no grego) significa separação, extirpação. Estes significados são o pensamento fundamental que a palavra santidade exprime.
II – VOCACIONADOS PARA SEREM SANTOS.
O crente foi chamado para a santidade. Entre tantas chamadas da parte de Deus para o crente, figura, de forma fulgorosa, a da santificação.
a) Uma Escolha Anterior à Fundação do Mundo – Ef 1:4.
Esta vocação remota ao período antes da criação de tudo o que existe.
b) Chamados de Filho da Obediência – 1Pe: 1. 14.
Denominado assim, não há como o crente não entender e não obedecer a este anseio imperativo de Deus.
III – A QUESTÃO DO SANTO E O PROFANO.
Profano é tudo aquilo que viola o princípio da santidade.
a) É Nosso Dever Fazermos a Diferença Entre um e Outro – Lv 10:10; Ez 44:23.
Somos sacerdotes do Senhor: “E nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai….” (Ap: 1. 6). E como tal, devemos estar aptos para distinguirmos entre o sagrado e o profano (Lv 10:10), e devemos também ensinar a outros como fazer esta separação (Ez 44:23).
b) Não Há Restauração do Templo (Nossa Vida) Sem Este Processo de Distinção Entre o Santo e o Profano – Ez 5:11, 42:20.
c) O Que é Profano É:
* Comida Venenosa
* “ Corrompida
* “ Enganosa
* “ Estragada
* “ Desprezível
Uma das capacidades daquilo que é profano, é disfarçar-se daquilo que é santo. É como a capacidade de satanás de se transformar em anjo de luz quando na verdade ele é um anjo de trevas. Todo cuidado é pouco!
IV – A AUSÊNCIA DE SANTIFICAÇÃO PRODUZ, NEGATIVAMENTE:
a) A Condição de Inutilidade Para o Serviço do Senhor – 2Tm 2:20-21.
b) A Falta de Intimidade e Comunhão Com o Senhor – Sl 15:1-2.
c) A Desesperança de Se Ver ao Senhor na Eternidade – Hb 12:14; Mt 5:8.
V – “SANTIDADE AO SENHOR “ACIMA DA CABEÇA – EX 28:36-38.
No turbante do sumo sacerdote, ficava uma lâmina de ouro com a expressão Santidade ao Senhor evidenciava dois sentidos:
1 - Estar em santidade
2 - viver em santidade
Era parte indispensável do ofício sacerdotal. Regido por esta expressão, é que ele deveria oferecer, a Deus, ofertas em favor do povo, com vistas ao perdão e à santificação deste. As lições que podemos extrair de tudo isso é a seguinte:
a - Devemos ser regidos pela santidade,
b - devemos estar debaixo da cobertura dela.
Conclusão
Vivemos num mundo que tem sido manchado, por milhares de anos, pelo pecado. Estamos rodeados por violência, pornografia, desonestidade e falsa religião. Deus não pretende que nos isolemos deste mundo (João 17:14-21), mas que fujamos dos seus pecados (1 Timóteo 6:11) e brilhemos como luzes num mundo de trevas (Mateus 5:14-16). Nunca foi fácil viver como povo santificado num mundo de corrupção e injustiça, mas é possível. Jesus provou isso durante uma vida de pureza sem pecado. É nossa responsabilidade seguir seus passos:
"Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca" (1 Pedro 2:21-22).
Viver em santidade não é uma questão de escolha, e sim, um dever. O Senhor nos diz: “…Sede santos, porque eu sou santo” (1Pe 1:16). Veja que o verbo está no imperativo, “sede”. Evitar, ou fugir deste ensino, nos levará ao abismo da destruição. Creio que não é isto que queremos para nossa vida está ao lado de Jesus eternamente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...