quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Grandes Homens de Oração.



João Wesley passava diariamente duas horas de oração, começando às quatro da manhã. Ele sempre dizia que a oração era o seu negócio principal.








Martinho Lutero dizia: “Se deixo de passar duas horas pela manhã em oração, o diabo sai vitorioso o dia inteiro. Tenho tanto serviço a fazer que não possa passar diariamente, sem três horas de oração.”





Spurgeon dizia: “A oração se tornou tão fundamental para mim quanto o ar que enche os meus pulmões e o sangue que corre em minhas veias”










O bispo Andrewes passava diariamente cinco horas em oração e outros em exercícios devocionais.










John Welch, o grande pregador escocês, foi um dos homens mais fiéis que o mundo viu. Ele achava que o dia era mal gasto quando não passava sete ou oito horas sozinho com Deus.










Willian Bramwell é famoso nos anais metodistas por sua santidade pessoal, pelo seu sucesso maravilhoso na pregação e pelas extraordinárias respostas as suas orações. Orava muitas horas seguidas. Viveu quase toda a sua vida sobre os joelhos. Muitas vezes, gastou mais de quatro horas em oração contínua.











Payson dedicava tanto tempo à oração, e com tanta intensidade orava que, pelo atrito constante de seus joelhos, se desgastou o local do assoalho onde estava habituado a joelhar-se.












O bispo Asbury disse: “Propus-me a levantar às quatro horas da madrugada tanto quanto possível e gastar duas horas em oração.”











Ao ler sobre estes grandes homens de oração, você pode está pensando nesta hora. Eu não sei orar! Não consigo falar durante 10 minutos com Deus, imagine 3 ou 4 horas por dia! Permita-me dizer-lhe algo: Você somente ira aprender a orar, orando. Isso é fato real. Um músico só aprende a tocar um instrumento musical treinando todos os dias. Um atleta treina horas por dia para aperfeiçoar suas habilidades. Não é lendo livros sobre oração, assistindo palestras sobre o tema que você se aperfeiçoará, mas orando cada vez mais. Não posso ser um hipócrita com você, e dizer que ter uma vida de oração é fácil. Orar não é fácil, é mais exaustivo do que o trabalho de enxada sob o sol ardente. Mas com o passar do tempo se torna algo apaixonante. Tão apaixonante que você não ira conseguir levantar-se de sua cama sem antes passar algum tempo na presença do Pai em oração.
Pr. Diogo Queiroz Fontes

Um comentário:

  1. esses homens de oraçao, o avivamento acontecia aonde esses homens pregavam.justamente porque eles viveram uma vida de oraçao.os sermoes que estes homens preparavam para pregar , movia os coracoes e pessoas eram impactadas.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...