segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Evento inicia comemorações dos 500 anos da Reforma Protestante


No dia 23 de outubro acontecerá em Curitiba o evento que marca o início das comemorações dos 500 anos da Reforma Protestante no Brasil. A iniciativa é da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) que está organizando a “Celebração dos 499 anos da reforma protestante” na Ópera de Arame, no bairro Abrantes, e a expectativa é de atrair 1,6 mil pessoas.
Em 31 de outubro de 2017 a Reforma Protestante completará 500 anos, data que relembra o dia em que Martinho Lutero fixou as 95 Teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg. O evento em Curitiba comemora os 499 anos e inicia, então, as comemorações para o ano que vem.
Essa celebração contará com a participação de líderes de diversas denominações protestantes, entre eles o pastor Juarez Marcondes Filho, secretário executivo da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB).
Os preletores confirmados são: o pastor Adelar Munieweg, conselheiro nacional da Liga de Leigos Luteranos do Brasil, o pastor Flávio Sauer, Presidente do Núcleo de Comunhão Pastoral de Curitiba e o Bispo Cirino Ferro, Presidente do Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná.A “Celebração dos 499 anos da reforma protestante” conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e Igreja Presbiteriana do Brasil.
Segundo informações da Rádio Vaticana, divulgadas ontem (25), o Papa Francisco tem a intenção de participar da cerimônia conjunta entre a Igreja Católica e a Federação Luterana Mundial. O evento recordará os 500 anos da Reforma Protestante e acontecerá em Lund, na Suécia, no dia 31 de outubro deste ano.
 
O 500º aniversário da Reforma de Lutero acontece em 2017. A celebração, que contará com a presença do líder católico e dos representantes da Federação Luterana, o bispo Munib A. Younan e o reverendo Martin Junge, será ocasião, de acordo com o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, que “ressaltará os sólidos progressos ecumênicos entre católicos e luteranos e os dons recíprocos surgidos do diálogo”. 
 
O evento fará parte de uma celebração comum, baseada no guia litúrgico católico-luterano “Common Prayer” (Oração Comum), recentemente publicado.
 
“A Federação Luterana Mundial está se preparando para comemorar o aniversário da Reforma com um espírito de responsabilidade ecumênica”, disse o secretário geral da entidade, reverendo Martin Junge. Para ele, o trabalho pela reconciliação entre luteranos e católicos é uma ação pela justiça, pela paz e pela reconciliação em um mundo desgarrado por conflitos e pela violência.
 
 “Com foco na centralidade da questão de Deus e uma perspectiva cristã, luteranos e católicos podem celebrar uma comemoração ecumênica da reforma, e não meramente pragmática, mas com um profundo sentimento de fé em Cristo crucificado e ressuscitado”, acrescentou o presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch.
 
Em 2017 também será lembrando o aniversário de 50 anos do diálogo internacional luterano-católico. Para a Santa Sé, tal movimento tem dado “importantes resultados ecumênicos”. O mais significativo para a Igreja é a Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação (DCDJ), firmada pela Federação Luterana Mundial e pela Igreja Católica, em 1999. O ato foi acolhido pelo Conselho Metodista Mundial, em 2006. A Declaração anulou as disputas centenárias entre católicos e luteranos sobre as verdades fundamentais da Doutrina da Justificação, que estava o centro da Reforma no século XVI.
http://www.pointrhema.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...