sexta-feira, 1 de julho de 2016

A Magnitude da Jerusalém Celestial

No livro de Apocalipse, capítulo 21, o Apóstolo João, descreve a Jerusalém Celestial, revelada por Deus. Uma cidade cuja beleza nunca vista antes, e ainda com a Glória de Deus. O apóstolo relata sua grandeza e descreve os materiais empregados em sua construção. Tanto as pedras preciosas, como o ouro, sendo este último material encontrado em abundância na construção da cidade, das praças e pavimentação das casas. Diga-se que por sinal o Arquiteto Celestial, não economizou na construção da Cidade Santa. Essas características são suficientes para demonstrarem a grandeza da cidade construída pelo Todo  Poderoso.

Na antiguidade e nos dias atuais, quando os governantes de uma cidade querem demonstrar o nível de influência que eles têm em uma determinada região ou no globo, fazem através de magníficas construções. As edificações que fazem jus à sua cidade, como as pirâmides do Egito, o Arco do Triunfo da França, o Coliseu de Roma, as Torres Gêmeas dos Estados Unidos da América etc. Imagine como os governantes admiraram ao verem o monumento que representam sua cidade. Agora veja no texto de Apocalipse sobre a descrição da cidade Santa, Capitulo 21. Você verá que o Altíssimo fez o contrário dos governantes que procuravam expressar a influência da sua cidade através de outro elemento.
A própria cidade expressa à grandiosidade de sua posição, seja através dos elementos empregados em sua construção, ou através do nome do Arquiteto que a construiu, “a qual tem a glória de Deus”. Apenas estas descrições já seriam suficientes para colocarem ponto final neste texto, porém quero trazer outra visão desta cidade, talvez nunca antes relatada por outro. O texto está escrito no livro de Apocalipse 21.16, “e mediu a cidade com uma cana até doze mil estádios, e o seu comprimento, largura e altura eram iguais”. O (estádio), antiga medida usada pelos romanos, equivale a 185,00 metros, convertendo os 12.000 estádios para metros, teremos 2.220.000,00 metros ou 2.220,00 km. No gráfico abaixo, Veja a projeção da Cidade Santa sobre o oriente médio, considerando que o centro da Jerusalém Celeste está sobre o centro da Jerusalém terrestre.
Figura 01 – mapa do oriente médio com projeção da Cidade Santa.

A área da projeção da Cidade Santa é de 4.928.400.000.000,00 m2 ou 4.928.400,00 km2, essa projeção corresponde aproximadamente 57,90% da área do Brasil, ou seja, um pouco maior que a metade do país. Considerando que essa área seja um grande condomínio horizontal e levando em considerações as leis urbanas para divisão de áreas em lotes da cidade de Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso, e ainda considerando que cada casa possuiria uma área construída de 1.000,00 m2, teríamos aproximadamente umas 2.032.965.000 casas construídas nessa projeção. Essa quantidade de casas aqui estipulada deixaria atormentado qualquer prefeitura do planeta.

Agora veja que em Apocalipse 21.16,
“e mediu a cidade com uma cana até doze mil estádios, e o seu comprimento, largura e altura eram iguais” a altura também é de 220.000.000 metros de altura. Veja que esta altura não se refere ao muro, mas sim a cidade, pois a altura do muro possui 144 côvados, apocalipse 21.17, que equivale a 63,90 metros. Agora imagine entrarmos em uma casa com uma área de 1.000,00m2 e um pé direito de 2.220.000,00 metros de altura. Aqui começa o fundamento de todo o texto escrito, da grandiosidade da Jerusalém Celestial por Deus apresentada, e vista pelas lentes da arquitetura e do urbanismo.

Para melhor compreendermos a Cidade Celestial, faremos uma comparação com uma cidade existente nos dias atuais. Isso implica relacionarmos as leis de urbanismo vigente de uma determinada cidade. Para isso foi escolhida a Legislação de urbanismo da cidade de Cuiabá, citada nos parágrafos anteriores. Acaso um arquiteto experiente projetaria uma casa com pé direito imensamente desproporcional aos seus lados? Claro que não, todos nós sabemos que o pé-direito de uma casa, oscila entre
2,80 e 6,00 metros de altura.
Agora imagine se o Deus Todo Poderoso não há de fazer as coisas com perfeição? Não seria mais razoável admitir que a Cidade Santa possua mais de um pavimento? Ou melhor, dizendo: Muitos outros pavimentos! Definir a quantidade de pavimentos é uma tarefa impossível, precisaríamos saber realmente o que Deus definiu. Mas com toda certeza um dia saberemos quando entrarmos na Cidade Santa. Para tentar estipular a quantidade de pavimentos para a cidade, teremos que pré-definir a altura do pé direito da casa. Fixaremos uma altura, somente para efeito de cálculos, de 3,50 metros. Ao dividirmos a altura da cidade pela altura do pé direito adotado, teremos aproximadamente 634.285 pavimentos.
Nos nossos dias atuais, até o dia em que escrevo este assunto, o maior edifício em altura, possui aproximadamente uns 800 metros com seus 160 andares, ainda está em construção.
Uma construção possuir
2.200.000,00 de altura, implica em ultrapassar as camadas da atmosfera terrestre. Sabe-se que a camada da atmosfera, estende-se até 600 km de altura e que esta divida em camadas com alturas e características próprias. A primeira camada, a troposfera, estende até 14,50 km. Sua temperatura decresce com a altura de 17º a – 52º C. Esta é a camada onde existem vidas na terra.
A segunda camada, é a estratosfera, e estende de 14,50 km até 64,5 km. Esta camada é menos densa que a troposfera, e sua temperatura crescem para – 3º C devido a absorção da radiação ultravioleta, através da camada de ozônio. A terceira camada, é a Mesosfera, e estende de 64,5 km até 80 km, e sua temperatura volta a decrescer até – 93º C. A quarta camada é a termosfera, e estende-se de 80 km até 600 km de altura e sua temperatura cresce de – 93º C até atingir 1.727º C.
Além das camadas que compõem a atmosfera, existe a Exosfera, que estende-se de 600 km a 1.280 km de altura, após essa distância começa o espaço sideral.
Veja que a Cidade Santa possui altura de
2.200 km, sendo que quase a metade de sua construção encontra-se no espaço sideral. Outro dado importante é que não sabemos exatamente de que altura ficará suspensa sobre a terra, durante o milênio. Isso também influenciará em quantos por cento o seu corpo ficará fora da atmosfera terrestre.


Figura 02 – Planeta Terra, as Camadas que o envolvem e a Cidade Santa, proporcionalmente ao tamanho real.


Mas até onde esses dados são importantes para nós? Veja que conforme a camada da atmosfera, a temperatura aumenta ou diminui alcançando temperaturas abaixo de -93º C ou acima de 1.727º C. Isso Torna impossível a habitação de um ser humano normal. Sem levar em consideração a inexistência de oxigênio, à determinada altura da camada troposfera. O oxigênio é necessário para a respiração dos seres vivos. Agora veja
Ap 7.13-17, Ap 21.4 1Co 15.51-55, Fp 3,20-21, esses textos, nos mostram que os habitantes da Jerusalém Celestial, não serão pessoas comuns, mais sim transformadas pelo poder de  Deus.

Essas pessoas não mais sofrerão frio, fome, calor, falta de oxigênio ou qualquer outro meio imaginável que o mundo físico possa afligir. Agora podemos entender com os habitantes da Cidade Celestial poderá suportar baixas e altas temperaturas ou até mesmo a inexistência de oxigênio. Talvez ainda sejam questionados os materiais que fazem parte da construção da cidade Santa, por exemplo, o ouro, como eles suportariam altas temperaturas. Veja que o Senhor Deus transformará o corpo humano para suportar as variações de temperaturas. E o que dizer então da Cidade Santa, em
Ap 21.10-11,que tem a Glória de   Deus?

Para melhor entendermos o tamanho da área da cidade da Jerusalém Celestial, faremos uma comparação com parâmetros de urbanismo citados anteriormente. A lei de parcelamento de uso do solo especifica que para a área total do loteamento seja reservado um total de 35% que será utilizado para construção de praças, ruas e equipamentos urbanos. E ainda que do total da área reservada à construção das edificações 25% seja destinadas a áreas permeáveis, áreas que não poderão ser construídas. Apenas um ponto da Cidade Santa seria impossível ser enquadrada na lei de parcelamento de uso do solo, no que diz sobre o número de pavimentos a serem construídos em  uma determinada  área.

Isso implica diretamente no número de habitantes do condomínio, para que não ocorra um fluxo exagerado de veículos em uma determinada área, e outros problemas ocasionados pela alta densidade demográfica. Porém para a Jerusalém Celestial, isso não será nenhum problema para o urbanismo da cidade, visto que sua população não precisará de veículos ou de outros equipamentos que um cidadão comum necessite. Por esse motivo, iremos desprezar os outros índices e trabalharemos somente com os citados acima.


Veja que o valor reservado para a construção das casas, correspondem a 48,75% da área total da Cidade Santa, menos que a metade da área inicial. Para sabermos o número de casas que poderão serem construídas na Cidade Santa, teremos que estipular outro valor, a da área construída por casa. O tamanho de cada casa, ou seja, sua área construída, estará ligada diretamente ao padrão de vida de seus moradores. Uma população com melhor padrão de vida, construirá casas com maiores áreas, do que uma população com pouco poder aquisitivo. Será adotada para efeito de cálculos uma área que corresponda à grandeza da Cidade Santa,
1.000,00m2 por casa.


Essa quantidade de casas na verdade correspondem aos números calculados para cada pavimento, ou seja: Apenas para o pavimento térreo, para sabermos o total de unidades a serem construídas, teremos que multiplicar pelos outros pavimentos.


Veja se você é capaz de pronunciar esta quantidade de apartamentos a serem construídos. Outro dado surpreendente da Cidade Santa é que ao multiplicarmos, o valor da área livre para a construção e pela quantidade de pavimentos, teremos uma área superior à      área do planeta terra, veja  o quadro  abaixo.


O número encontrado acima, refere-se a quantas vezes a área dos pavimentos da Jerusalém Celestial corresponde ao valor da área da terra. Isso significa que precisaríamos de
2.988 planetas terra para receber a população da Cidade Santa. Outro dado surpreendente é o numero de habitantes da Cidade Santa, considerando que cada pessoa ocupe uma área de 1.000,00 metros teremos um total de 1.523.929.969.575.000 habitantes. Esses números não são suficientes para procurarmos alcançar novos habitantes? Pessoas precisam serem salvas para morar na Cidade de Deus. Como disse o Senhor Jesus em, Jo 14,1-3, na casa de meu pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou prepara-vos lugar. e, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver,estejais vos  também.

Qualquer pessoa quando muda para uma casa nova, sente-se feliz, realizada, pois o que ela planejou durante anos tornou-se realidade. Muito mais maravilhoso é saber que uma cidade dessa magnitude, nos aguarda, uma cidade preparada pelo Senhor Deus. Cidade que tem sua Glória, para um dia ser nosso lar por toda a Eternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...