segunda-feira, 15 de julho de 2013

A Alegria de Viver para Deus

Quando se toca o diapasão a uma superfície, consegue ouvir mais claramente seu som. Quando estamos em contato com Deus, a alegria dele ressoa em todo o nosso ser.

1. Alegria
"pela alegria que lhe fora proposta".

Qual é a alegria proposta? A de estar à direita do Pai. De completar a sua vontade. Esta alegria foi sua motivação. Ele fez tudo para possuí-la.

Seu discípulo tem o mesmo alvo: a alegria de estar com o Pai celestial e de fazer a sua vontade. Esta alegria o motiva para viver para Deus em tudo o que faz.

2. Sofrimento
"suportou a cruz".

Jesus sabia que o meio para cumprir a vontade do Pai e alcançar a alegria foi pela cruz.

Nossa cruz? Morrer para nós mesmos, para viver para Deus. Suportar as dificuldades desta vida e do trabalho no reino de Deus, para cumprir a tarefa que ele nos deu.

3. Desconsideração
"desprezando a vergonha".

Jesus não se importou com a humilhação e a vergonha que passaria. Tinha significado nulo para ele. "Isso não é nada!" Não entra na equação. Não tem peso na decisão.

Para se tornar discípulo de Jesus, terá de passar humilhação. Quando se abandona as religiões humanas, para seguir Jesus em tudo. Quando se nega as tentativas e obras humanas, para obedecer ao Mestre. Quando se para de escutar autoridades humanas, para dar ouvidos as Escrituras, a palavra de Deus.

4. Sucesso
"assentou-se à direita do trono de Deus".

Jesus completou sua missão e se sentou ao lado do Pai na alegria eterna. Conquistou a vitória por uma vida que foi até o fim.

Nosso sucesso está em não largar nunca a vida com Deus e a vida para Deus, porque temos sempre em vista a alegria maior.

Autor: Pastor Napoleão Falcão

Fonte: www.centraldepregadores.com.br/napoleaofalcao

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...