terça-feira, 9 de abril de 2013

Fé: o Telescópio de Deus!



“Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem” (Hb. 11, 3).






 O Telescópio espacial Hubble é um satélite astronômico artificial não tripulado que transporta um grande telescópio para a luz visível e infravermelha. Foi lançado pela  NASA  em 24 de abril de 1990, a bordo do Ônibus espacial Discovery. O Telescópio espacial Hubble é a primeira missão da NASA pertencente aos Grandes Observatórios Espaciais, consistindo numa família de quarto observatórios orbitais, cada um observando o Universo em um comprimento diferente de onda, como a luz visível, raios gama, raios-X e o infravermelho. Pela primeira vez se tornou possível ver mais longe do que as estrelas da nossa própria galáxia e estudar estruturas do Universo até então desconhecidas ou pouco observadas. O Hubble, de uma forma geral, deu à civilização humana uma nova visão do universo e proporcionou um salto equivalente ao dado pela luneta de Galileu Galilei no século XVII.



Nem todos possuem fé. Fui contemplado com esse dom. Sou grato a Deus, que me deu um telescópio, através do qual posso ver a realidade do Universo e sua relação com tudo o mais que existe: sua criação. Esse presente me alicerçou, me deu base e fundamento das coisas que esperava e provou muito das que não via! Percebi que nada do que existe, existe sem a ação divina. Criação de Deus. Glória Deus!



Não passo um dia na vida, sem usar esse presente, o telescópio, pois ele mostra tudo aquilo que não vejo. Sem ele, seria impossível até mesmo agradar ao Bom Deus. Tenho certeza que por esse dom, também muitos homens e mulheres do passado alcançaram testemunhos, provas, sinais e evidências daquilo que esperavam! Certamente ninguém ficou decepcionado, com o seu uso.



Minha visão quanto ao mundo e sua relação com Deus se abriu, quando fui presenteado com este instrumento divino.

Quando olho por ele, vejo todo o universo criado por aquilo que é invisível.  Abrem-se à minha frente mundos, planetas, estrelas; sonhos, promessas, visões; realidades que me cercam, com seus fatos que se relacionam e se ajustam uns aos outros. O que vejo pelas lentes do telescópio é verdadeiro artigo de fé, porque se baseia na revelação de Deus, a Bíblia. É ao que denominam de cosmovisão cristã. Em outras palavras, as Escrituras Sagradas revela-me de forma clara e objetiva, o entrelaçamento de minha visão do universo e da vida, com a fé. O telescópio de Deus me convenceu que a Bíblia toda tem uma relação integral e pessoal com a minha vida e a de meus irmãos.



Esse telescópio divino traz o passado ao presente – uma máquina que viaja no tempo – se assim posso chamar; o que está longe para perto, (o céu é logo ali), e aquilo que é pequeno faz tornar-se grande. Aliás, diga-se de passagem, que nada é pequeno, onde o amor é grande! Ora seja, a fé vive pelo amor. Posso chamar a isso, de milagre! A fé produz milagres!

Gosto tanto de viajar pelo tempo e espaço com esse telescópio! Por meio dele me aproximo de Deus e torno-me compensado, premiado, ao buscá-lo e desejá-lo! Que honra! Sim, a fé em Deus honra o ser humano!



Numa dessas viagens, vi o patriarca Abraão sendo chamado por Deus, indo para um lugar que havia de receber por herança, e obedecendo, saiu, sem saber para onde ia. Noutra feita, os hebreus passando o mar vermelho, como por terra seca; o que intentando os egípcios, se afogaram. Pelo telescópio, vi caírem os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias.

E que mais vi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel, e dos profetas, os quais, pela fé, venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fugida os exércitos dos estranhos. As mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos a fio de espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.

Mais do que isso: vi Jesus, autor e aperfeiçoador desse presente divino, dando a vida, derramando seu sangue, por todos aqueles que creem Nele.  Aleluia!



Hoje, posso testemunhar que esse presente – a fé - me dá segurança das coisas que espero, e deixa-me convicto daquilo que não desejo - o inferno. Saio das dimensões das limitações humanas e entro na dimensão divina!

Esse telescópio é totalmente orientado para o futuro, e liga-me somente ao invisível. Com ele, vejo o futuro e a eternidade. Com ele, contemplo os mistérios do mundo divino. Nele, vejo realidades invisíveis. As promessas de Deus são percebidas, acolhidas e oferecidas à minha fé, na pessoa e na obra de Jesus! Você crê em Jesus, como seu único Senhor e Salvador? Você já possui esse presente divino? Você tem fé para tanto?

Presbítero Maurício

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...