quinta-feira, 14 de março de 2013

O Diamante Humano



  “Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo” (I Pe.2,4-5).


"Cinzas" são um eufemismo para restos cremados que são deixados após a cremação que são carbonos de corpos humanos ou animais de estimação calcinados. Algumas pessoas conservam as cinzas para manter a pessoa amada ou um animal de estimação em sua memória o mais tempo possível. Uma outra maneira de fazer isso é transformando as cinzas fúnebres em diamantes, assim mantém-se o finado vivo em lembrança.

Carbono é precisamente o que diamantes são — carbono comprimido pela enorme pressão da terra. O carbono resultante do processo de cremação é tratado quimicamente para fornecer o material com que o laboratório irá fabricar o diamante. Descoberto alguns anos atrás, o processo usa altas temperaturas e pressões durante aproximadamente dez semanas. Disso resulta um cristal de diamante de alta qualidade que é cortado e polido exatamente do mesmo modo que o diamante natural.

Apenas 30 a 40 gramas de cinzas são necessários para produzir um diamante de alta qualidade de aproximadamente um quilate. Diamantes azuis são mais difíceis de obter e são necessários aproximadamente 500 gramas de cinzas.

Eles são oferecidos montados em anéis, broches ou pingentes. 

 ...........................................................................................................
 
O diamante é o cristal mais valioso do mundo, é também o elemento mais duro que existe na natureza. O diamante é uma pedra preciosa que tem três características básicas: beleza, raridade e durabilidade. Quem o possui tem riquezas, mas nem toda a riqueza do mundo é mais valiosa do que uma alma para o Senhor. (Salmos 49:6 a 8.), portanto uma alma resgatada, justificada, perdoada e que passou pelo novo nascimento é comparada ao diamante.

Para conseguir um diamante de seis gramas, às vezes é preciso peneirar até cem toneladas de terra. Assim também ocorre com os homens, porque milhares ouvem a palavra de Deus, porém poucos se tornam verdadeiros cristãos. Porque Cristo afirmou que muitos são chamados poucos escolhidos. (Mateus 22:14.)

O diamante é o mais duro e o mais brilhante dos cristais e muitas vezes é encontrado fixado nas rochas. O cristão tem que estar firmado na rocha que é Cristo se quiser ser de fato, valioso, e tem que brilhar com a intensa luz espiritual cuja fonte é o Senhor da luz.

As pedras brutas de diamante no seu estado natural, assim que são tiradas da terra, não tem boa aparência, mas olhando de perto, percebe se um brilho enfumaçado, ainda ofuscado, pois falta a lapidação. O homem no seu estado natural bruto, nada sabe, não há nele beleza espiritual. (Salmos 92:6.) Mas há nele um espírito recebido de Deus. (Eclesiastes 12:7), pois foi feito a imagem e semelhança de seu criador (Gênesis 1:26.) e o Senhor pode realizar uma transformação (Jeremias 18:6.)


Algumas características tornam o homem valioso: a transformação espiritual e do caráter conseqüentes de uma entrega total ao Senhor Jesus Cristo, o joalheiro universal. Produção abundante dos frutos do Espírito Santo, sinal de uma vida de pleno relacionamento com o Senhor. Quanto mais pura for a vida de um cristão, mas ele vai refletir a luz do Senhor da glória. Veja que essa glória se refletia em Moisés que tinha seu rosto brilhante por causa da gloria do Senhor que ele servia e tinha um intimo relacionamento. Como método do processo da lapidação do homem que se entrega para Jesus, uma vida devota de oração, vitória sobre as tentações, sofrer as aflições como um bom soldado de Cristo, amar a Deus de todo o coração alma e pensamento, cultivar uma vida pura casta e santa em todos s sentidos e todas as direções, não se deixar seduzir pelas riquezas e pelas paixões terrenas, cuidar com zelo de seu testemunho, e estar disposto a guardar todos os princípios evangélicos, são lapidações que enfrentamos, além da doce mão divina que muitas vezes nos leva aos caminhos das provações para depurar nossa alma de todas imperfeições produzidas pela vida terrena e sua paixões e vícios.

Não existem dois diamantes iguais. Cada pedra é única. Nem todas têm o mesmo valor e cada uma é usada do modo como seu proprietário desejar.

Os cristãos também são chamados de pedras vivas. (I Pedro 2:6) assim como os diamantes não são iguais, no Reino de Deus cada um tem seu valor perante Deus e ele usa cada um como quiser, mas Cristo é tudo em todos (I Corintios 12:4 a 11 e Colossenses 3:11).

Os diamantes não se gastam e o seu brilho não fica embaçado. Os cristãos íntegros e verdadeiros, aqueles que aguardam com temor e tremor a vinda de Cristo, devem permanecer em contínua santificação. Refletir como um espelho a gloria do nosso Senhor perseguir a pureza e ter sobre si a plenitude da unção do Espírito Santo
O diamante proporciona admiração a quem o contempla, devemos causar admiração pela nossa vida de integridade e caráter santo perante o mundo. O diamante é usado para adornar coroas e jóias reais, nossa vida deve ser rica em Deus, pois seremos as jóias de Cristo nas mansões celestiais. Quem acha um diamante sente a alegria de achar algo valioso. Que a cada dia Deus possa olhar para nós, e através de nosso testemunho e vida de fé, venha sentir alegria e não tristeza, pelo fato de nos dirigirmos a ELE e chamá-lo de PAI.

Assim como Deus do profundo da terra transforma o carvão em diamante através das pressões e do tempo, Deus também é capaz de transformar uma alma suja imersa na lama do pecado, em um homem transformado para irradiar as glorias celestiais.

Deus seja louvado por cada cristão verdadeiro, eles são raros como os diamantes. Mas eles existem. Você é um deles? O diamante tem o valor determinado pela sua raridade (você é um cristão comum, ou incomum? Você é um assíduo leitor da bíblia? É um cristão de oração? Tem comunhão permanente com Cristo? É amigo de Deus? Ou faz parte do grupo dos religiosos que ocupam espaço na igreja, que nunca nasceram de novo!) pelo seu brilho (qual é a intensidade da sua luz nesse mundo de trevas. A sua vida reflete a luz celestial? As pessoas observam a pessoa de Cristo em tua conduta?) pela pureza (tudo o que você toca ou purifica ou mancha. Qual é a impressão que você deixa em todas as coisas diariamente?) pela cor (a cor do cristão deve ser o branco, porque as vestes da justiça na bíblia são representadas pelo linho branco, são essas vestes que cada cristão deve vestir-se espiritualmente) pela dureza (o cristão deve ser impermeável ao pecado, resistente a tentação, indestrutível na provação. Nada no mundo espiritual caído deve ser mais resistente do que o cristão verdadeiro. Somos guerreiros da resistência contra os poderes do mal que imperam neste mundo, aleluia!)

O diamante precioso tem um relacionamento especial com a luz. Ele recebe a luz, depois reflete a luz que recebe, ele refrata a luz, (envia para outros ângulos) e também dispersa a luz (espalha a luz em todas as direções). Quem afirma ser crente sem refletir a luz de Cristo, sem Refratar a luz de Cristo e sem dispersar a luz de Cristo, não brilha, não é diamante de adorno da Nova Jerusalém.

Seja um cristão verdadeiro, seja um diamante na igreja!

Wikipédia, a enciclopédia livre. 
www.crereamar.blogspot.com
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...