sábado, 2 de fevereiro de 2013

O Ferrão da Morte



Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?(ICor. 15,55)

 


Se você já se perguntou por que as abelhas morrem após ferroarem alguém, esta imagem diz tudo. Em uma captura fotográfica incrível de Kathy Keatley Garvey, vemos uma abelha ferroando o braço de uma pessoa e depois tenta alçar voo com o ferrão ainda alojado na vítima. Essa trilha que liga a abelha ao ferrão que você vê é na realmente tecido abdominal da abelha. 
No momento da foto, Katy disse que ela estava caminhando com um amigo e uma abelha veio para perto dele e ficou agitada, em um comportamento característico que é normalmente um sinal de que a abelha pretende ferroar a sua vítima. Então ela preparou sua câmera e tirou quatro fotos em sequência, conseguindo fazer essa captura fantástica. 

A captura notável desta foto fez com que Kathy ganhasse o primeiro lugar no Prêmio Ouro em uma competição de Associação para a Comunicação com Excelência.

A morte é um elemento estranho na criação de Deus. Todos sabemos disso, todos sentimos isso. Não nos conformamos com ela, parece algo que não deveria ter lugar neste mundo, mas ela está aí, por todo lado. Por mais que eu cuide de minha saúde, faça exercícios, tome vitaminas, a degradação do meu corpo é evidente. A morte é o epílogo desse processo e a grande diferença fica para o que vem depois.

O apóstolo Paulo escreveu que "Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens".(I Cor. 15,19). Infelizmente é o que a grande maioria dos cristãos busca: Cristo para esta vida. Você os encontra em multidões, enchendo templos onde pregadores oferecem prosperidade material, saúde sem fim e a solução de qualquer dificuldade sentimental. Desde que, obviamente, o bolso seja aberto de forma liberal.

Mas será que Cristo é apenas para os míseros poucos anos que passamos aqui? Se for, "somos os mais miseráveis de todos os homens" e "que me aproveita isso, se os mortos não ressuscitam? Comamos e bebamos, que amanhã morreremos". (I Cor. 15,32).
Felizmente a ressurreição é um fato e os corpos daqueles que creem em Cristo serão transformados e ressuscitarão, assim como Ele ressuscitou.

E a morte, essa sombra nefasta que nos acompanha enquanto andamos aqui? A morte já não aterroriza aquele que crê, ainda que possamos recear a dor e o sofrimento que possa anteceder o colapso do corpo. Por que? Porque seu ferrão - ou aguilhão -- foi de uma vez por todas cravado em Cristo lá na cruz.

Veja a analogia: Se eu for picado por uma abelha ela deixará de causar dano a quem quer que seja, pois seu ferrão ficará cravado em mim. A abelha morre depois. O ferrão da abelha é o exemplo do aguilhão da morte. Do modo como a abelha deixa o seu ferrão encravado onde pica, assim também a morte, pousando em Jesus, na cruz, nele deixou o seu aguilhão. Quer isso dizer que agora ela pode pousar em qualquer um que tenha crido em Jesus, e tenha se tornado cristão, que não mais pode feri-lo mortalmente, pois já não possui o aguilhão.

Presbítero Maurício

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...