quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Admirável Mundo Novo!




Foto: Murray Bailard


Wilma Rejane

Qual o homem que viveu mais tempo sobre a terra? Matusalém, filho de Enoque e avô de Noé. Viveu 969 anos (Gn 5:21-32), não chegou a pisar na lama do dilúvio, mas  a fórmula de sua longevidade foi arrastada pela água para além do que os descendentes pudessem alcançar. Depois dele, não se tem notícia de mais ninguém que tenha vivido tanto!  Deus tem a fórmula dos anos de vida do homem e em determinado momento da história, ao observar a corrupção do gênero humano, decide diminuir a longevidade:

" Então disse o Senhor: não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem , porque ele é também carne; porém os seus anos de vida serão abreviados para 120 anos" Gn 6:3

Assim, por ordem Divina é estabelecida uma idade simbólica como expectativa de vida. Ao invés de destruir o mundo e encerrar a história humana, recebemos mais uma chance. Amor e misericórdia nos devolvem a vida sob o planeta terra.

E nessa terra, deixada de ser jardim, nasceram cardos e espinhos simbolizando a árdua luta humana pela sobrevivência.(Gn 3:17-18). Nascer, viver e morrer, eis nosso destino. Calma ai, isso não é tudo, de outra forma, tudo seria nada! Deus preparou um plano de salvação, um prêmio, "O prêmio": aos que creem e O aceitam, lhes é concedido vida eterna com Deus. Os que rejeitam e menosprezam a graça Divina: morte eterna, inferno.

Dn 12:2- " E muitos dos que dormem no pó da terra, ressuscitarão, uns para vida eterna, outros para vergonha e desprezo eterno"

João 5:29- E os que fizerem o bem, ressuscitarão para vida, e os que fizerem o mal, para ressurreição da condenação"

E ainda João 11:25-26: Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

 
Eis a justiça que não torna tudo vão, faz com que de um til prestemos conta. 

Em Busca da fórmula "perdida"

A grande questão do atual século é: ciência. O homem se volta para ela para resolver questões cruciais de vida e morte e nela também tem se apoiado para estabelecer sua vida social. Tiremos a tecnologia e virá a frustração. Nesse passo caminhamos, corremos, esquecendo ( ou nem lembrando) de que há um Deus e sem Ele nada do que é, teria sido! 

A fé ainda é a aliada dos crentes, que a exemplo de Matusalém, Noé, Abraão e tantos outros discípulos, buscam preencher o coração , a mente e tudo o mais com a expectativa da volta de Cristo, com a esperança de uma nova Jerusalém celestial, de um mundo onde não mais haverá dor e tristeza ( Apocalipse 21). Marias e Josés vivem de ciência e fé. Um dia ressuscitarão e serão eternos com Deus.

E quem não crê? Quem não crê, cria do verbo criar, inventar, inovar! E assim caminha a humanidade perdida. Fazendo real o discurso do filosofo anticristão Nietzsche: o super homem. Aquele que esquece de Deus e supera suas mazelas pela força humana. E da força humana surgem os inventos que desviam a muitos do caminho da verdade, que de forma espetacular impressionam pela virtude da modernidade, da possibilidade de vencer o impossível pelo capitalismo que adorna as mais novas gerações.

 
Prolongando a vida, graças a engenharia Genética 




Uma das expectativas da engenharia Genética  é a possibilidade de prolongarmos a expectativa de vida graças a alguns fatores, como: alimentação, normas de higiene, desenvolvimento de vacinas e avanços na área médica e tecnológica.

 
Por volta de 1760, no inicio da Revolução industrial, a expectativa de vida na América do Norte e na Europa setentrional era de menos de 37 anos, enquanto hoje nos melhores lugares do mundo para se viver, as pessoas vivem cerca de 80 anos ou mais. Em lugares como a Sardenha, uma ilha situada a aproximadamente 200 Km da costa da Itália ou em Okinawa, uma ilha do Japão, as pessoas vivem em média 23 anos a mais do que pessoas de outras localidades, chegando tranquilamente aos 100 anos!

Enquanto isso em lugares onde não há saneamento básico adequado, falta de médicos, hospitais e remédios, crianças morrem subnutridas e a expectativa de vida é quase um fio, se comparado aos "cabos de aço" firmados em algumas localidades bem organizadas e desenvolvidas.

O geneticista britânico Aubrey de Grey, da Universidade de Cambridge trabalha há anos no que ele chama " Estratégia paraa reparar Envelhecimento Insignificante" (Sens) que tem como objetivo reparar tecidos danificados pararejuvenescerr o corpo e permitir uma vida útil indefinida. Segundo ele, as injeções de células-tronco em nosso corpo, poderá compensar o desgaste sofridas por células deterioradas, fazendo-nos viver mais 100 anos!

A previdência privada, agradece, né? Mais de 100 anos de contribuição e aposentadoria! Quem morre primeiro: o segurado ou a seguradora?!

Criogenia

Outra invencionice para encontrar a fórmula "perdida" da eternidade é tão absurda que causa estranheza conseguir ainda tantos adeptos. A criogenia é a técnica de manter cadáveres congelados por anos a fio, para ressuscitá-los um dia. Você morre e os médicos o colocam num tanque de nitrogênio líquido, guardado a -196 º, temperatura em que o cadáver não apodrece. Aí, daqui a uns 500 anos, os cientistas descobrem um jeito de combater a doença que causou sua morte e o degelam.

Tabela de preços da criogenia:


Empresa Alcor (Estados Unidos)

Corpo inteiro: R$ 352 mil

Só a cabeça**: R$ 146 mil

Crynics Institute (Estados Unidos)

Corpo inteiro: R$ 82 mil

Animal de estimação: R$ 17 mil

* Valores das duas únicas empresas no mundo que aplicam a técnica


Detalhe: Ninguém descobriu ainda como é que faz para ressuscitar os cadáveres congelados.

Aqui vai uma dica: Jesus Cristo ressuscita sem cobrar essa fortuna. Ele pagou o preço, o maior preço por nós , ao ser crucificado. Ele ressuscitou, tem a fórmula da longevidade, da vida eterna! Basta crer: 

João 3:16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.


O admirável mundo novo


 

É assustador saber que um escritor chamado  Aldous Huxley, publicou em 1932 um livro chamado "Admirável mundo novo" com o seguinte enredo:

 
Um hipotético futuro onde as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, dentro de uma sociedade organizada por castas. A sociedade desse "futuro" criado por Huxley não possui a ética religiosa e valores morais que regem a sociedade atual. Qualquer dúvida e insegurança dos cidadãos era dissipada com o consumo da droga sem efeitos colaterais aparentes chamada "soma". As crianças têm educação sexual desde os mais tenros anos da vida. O conceito de família também não existe.

Esse mundo novo é o presente século, onde os valores estão se invertendo, tudo parece caminhar para um antropocentrismo sem medidas, o homem quer ser deus e não quer que Deus o torne verdadeiramente homem. Triste fim .

O verdadeiro mundo novo

Começa com a diminuição do homem e o reconhecimento de sua incapacidade para salvar a si mesmo. Somente Deus tem as chaves de todos os mistérios entre vida e morte. O que se revela em Sua Palavra, a Bíblia sagrada é o que de mais fantástico existe! Não é conto, ficção é a Verdade simples e direta que se cumpre desde que foi anunciada no Gênesis. 

Vivemos no mundo e acompanhamos as profecias se cumprindo, Daniel escreveu: 
 
Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão. Daniel 12:10

Esse artigo não é de aversão a ciência, porque sem Deus ela não existiria. É uma observância à triste realidade que se forma pelo desconhecimento de Deus. O mundo é esse "caldeirão" de bem e mal, onde uns bebem ervas daninhas e venenosas temperadas pelo seu próprio punho e outros buscam alimentar a si e ao próximo com maná vindo do céu, para sustento do espírito e direção da carne.

Também usados como fonte: Artigo de Pablo de Araújo, filosofo. Publicado em Setembro de 2012 na revista Filosofia, edição nº 74.

Bíblia de Est. Plenitude: revista e corrigida.SBB, 1995. Tradução Almeida. J. F
 
www.atendanarocha.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...