domingo, 15 de julho de 2012

Unges-me a cabeça com óleo


Ungir, no hebraico “dashen”, entre outros significados tem estes: tornar próspero, ungir.

No dicionário da língua portuguesa significa: Untar com substância oleosa; friccionar com ungüento ou substância gorda; aplicar óleos consagrados a; purificar; sagrar; repassar de unção; purificar; corrigir; melhorar.

O Salmo 23, o mais conhecido e lido da Bíblia, em todas as partes do mundo, fala sobre o relacionamento do pastor e da ovelha, trazendo para o reino do espírito, as figuras do que acontecia e do que acontece hoje com os pastores de ovelhas na Palestina.
O Salmo do Bom Pastor tem sido chamado “A Perola dos Salmos”.
Há neste cântico (salmo) sublime o conceito de confiança nos cuidados que Deus nos dedica ilustrados pelo relacionamento entre o Pastor e as ovelhas.

Scroggie escreve sobre o Salmo 23 o seguinte:

“Com este salmo milhares tem vivido,... ...na fé dele milhares tem morrido.

Que mais podemos querer do que o Cristo aqui revelado? Ninguém o conhece como seu Pastor que não o conheça com seu Salvador”.

Jesus fala muito usando a figura de ovelhas.




Há um fator cultural que precisa ser considerado: no tempo em que Jesus fala de ovelhas, um homem que possuía cem ovelhas era considerado rico, sendo assim não era ele quem pastoreava as ovelhas, mas um dos seus pastores.

Outro fator que deve ser considerado é que havia vários grupos de pequenos criadores, que possuíam em média de 10 a 15 ovelhas.

Estes se ajuntavam em cooperativas e assim contratavam pastores ou dividiam entre eles o trabalho.

Por isso quando Jesus diz: Qual dentre voz tendo cem ovelhas e uma delas se perde não vai atrás desta até encontrá-la ele enfoca o oficio do pastor, a responsabilidade do pastor e o amor do pastor, que mesmo não sendo dono das ovelhas, cuida delas por comando do Dono das Ovelhas.

Com isso queremos deixar claro que somos ovelhas do nosso Bom Pastor, Jesus Cristo, propriedades exclusivas Dele:

“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;...” (1Pedro 2:9).

O azeite é usado para tratar as feridas das ovelhas.

O bom anfitrião, na Palestina ungia o visitante com óleo e isto era considerado um gesto de honra.


CARACTERÍSTICAS DAS OVELHAS:


“Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda” (v.5).

Neste salmo o Senhor unge sua ovelha com óleo, ou azeite perfumado, representando a unção de Deus através de seu Espírito Santo.

Falando do reino animal, a ovelha tem características incomuns.

A ovelha não tem cauda longa como o cavalo e o boi.

Então ela não tem como espantar os mosquitos.

Ovelha tem muita lã, e por isso sente muito calor.

Ovelha tem os olhos sem proteção.

O focinho da ovelha é todo tempo molhado com uma secreção.

A ovelha é guiada pela voz do pastor.

A visão, a audição e a mente podem prejudicar a obediência da ovelha em relação ao pastor se forem contaminadas.

Existe uma larva que é depositada no olho da ovelha por mosca varejeira e pode cegá-la.

O ouvido da ovelha produz uma cera doce.

As abelhas entram no ouvido da ovelha e fazem com que ela perca a audição na direção da voz do pastor.

O zumbido dentro do ouvido tira a identificação da voz do pastor na sua direção.

Ela pode até ficar surda definitivamente.

A mosca varejeira, quando pousa no focinho e nos olhos da ovelha, por causa do nariz molhado e dos olhos também molhados, ela põe ovos que se transformam em larvas.

Nos olhos prejudicam totalmente sua visão do pasto (alimento), da água (refrigério) e do pastor (guardador dela).

No focinho as larvas se reproduzem a partir dos ovos.

Entram e se reproduzem. Estas larvas comem parte do cérebro da ovelha.

A ovelha cresce, cria lã, fica bonita, mas, de repente, começa a dar coice, por causa da perturbação da larva na sua cabeça.

A ovelha muda o comportamento por causa dos bichos.

E, se fica perturba, pode dar marrada no pastor.

Ela é dependente do pastor em tudo, para limpar a visão, a audição, o olfato, para tirar a lã.

É uma eterna dependência.

Porém nem sempre o pastor identifica que há um bicho prejudicando a relação dele com a ovelha.

Após um tempo, se o bicho permanece no cérebro da ovelha, ela perde toda a essência de docilidade, meiguice e obediência.

Começa a comportar-se de forma diferente.

É preciso que o pastor unja a ovelha, para que o óleo seja inalado por ela, e penetre através de suas narinas, para que todo bicho saia.



A VERDADE PARALELA NO REINO DO ESPÍRITO:

Como toda verdade é paralela, o bicho só sai com a unção.

Não há como libertar uma ovelha se não for praticando a unção.

“Acontecerá, naquele dia, que o peso será tirado do teu ombro, e o seu jugo, do teu pescoço, jugo que será despedaçado por causa da gordura” (Isaías 10:27).

Toda ovelha que fica com comportamento alterado está infectada por “bichos”.

A larva do inferno, quando pousa sobre a ovelha, fará com que mais que nunca a ovelha precise do pastor para pagar o preço por ela, derramar óleo até que saiam todos os bichos.

O pastor tem que passar o óleo no rosto da ovelha para que, os bichos que vêm de longe, voltem, ao ver que a ovelha está ungida.

Não há bicho, mosquito ou larva que possa chegar diante da ovelha se ela estiver ungida.

Se a ovelha estiver ungida, então, não há comprometimento da unção, do raciocínio e de mais nada.

Ungir sempre as ovelhas é um sinal, no mundo espiritual, de proibição dos bichos, as larvas do inferno, pousarem nelas.

Isso vale no espiritual.

Coloque a mão na cabeça deles, cubra-os em oração, decrete um tempo de bênção, para que não dêem lugar às larvas.

Onde há moscas que podem perturbar as ovelhas, o óleo as mantém afastadas.

Quando o óleo é aplicado sobre a ovelha e os bichos saem, ela muda imediatamente o seu comportamento, acaba a irritação e a inquietação.

A ovelha volta a pastar com tranqüilidade e permanece em pacifico contentamento.


CONCLUSÃO:


O pastor tem essa chamada da parte de Deus: proteger e ungir as ovelhas.

Por isso pastor deve viver em renúncia constante.

 
Dentro dessas vertentes, existe o pastor que foi chamado para brigar com o urso e tirar a ovelha das garras do urso.

Essa era a chamada de Davi.

Não há como soltar as ovelhas e não deixá-las vulneráveis ao urso e ao leão.

Davi mostra a Saul como protegia as ovelhas de seu pai, do urso e do leão.

E compara o gigante Golias ao urso e ao leão e declara que também o venceria.

O que Deus quer de mim?

Deus quer que eu viva na unção.

Às vezes, nos sentimos como carregadores de fardos.

Então, acontece uma coisa poderosa, pois ele diz:

“Derrama óleo sobre a minha cabeça e o meu cálice transborda, e na unção permanecerei na casa do Senhor por longos anos”.

Pb. Maurício

Base e consulta:

Terra Nova, Renê – Sarkós – A comida do urso – Semente de Vida Brasil Editora – 1ª edição – 2010 - páginas 159 a 162.

Bíblia On Line – Módulo Avançado – V.300.

2 comentários:

  1. Parabéns excelente texto!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que o Senhor unja sua cabeça com óleo, e seu cálice venha a transbordar por todos os dias de sua vida. Saudações fraternas!

      Excluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...