quinta-feira, 21 de junho de 2012

Jesus: Deus acessível!

“BUSCAI O SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR, INVOCAI-O ENQUANTO ESTÁ PERTO” (Isaias 55.6).


Em II Cron. 15,2 lemos: “Veio o Espírito de Deus sobre Azarias, filho de Odede. Este saiu ao encontro de Asa e lhe disse: Ouvi-me, Asa, e todo o Judá, e Benjamim. O SENHOR está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, ele se deixará achar; porém, se o deixardes, vos deixará.”
Enfatizemos em primeiro lugar a expressão: “ele se deixará achar”. Que bendita promessa! Que maravilhosa revelação! Deus se deixa achar pelos que O buscam. Deus não é difícil! Mesmo sendo alto demais, majestoso demais, santo demais, glorioso demais, poderoso demais, temível demais, Deus não se esconde! Ele se deixa achar, se deixa encontrar. Em Is. 57.15 lemos: “Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos”. Esta é uma bendita revelação da Escritura: Deus é acessível! Em qualquer lugar, qualquer ocasião, em qualquer circunstância Ele pode ser encontrado. A porta está sempre aberta. O salmista diz que os olhos do Senhor estão atentos para ver o que se passa com os justos e os seus ouvidos estão abertos para ouvir o seu clamor. Ele diz ainda que o Senhor está perto daqueles que têm o coração quebrantado. (Salmo 34.15 – 18). Assim um dos ensinos da Escritura é que Deus é acessível.
Enfatizemos em segundo lugar a expressão: “se o buscardes”. Notemos que a única exigência é que Ele seja buscado. Não há necessidade de credencial, de carta de apresentação, de salvo conduto, de passaporte, de intermediários. A única dificuldade é a falta de interesse, a falta de iniciativa, a falta de vontade, a falta de coragem, a falta de sinceridade. Daí a clareza do texto: “se o buscardes, ele se deixará achar; porém, se o deixardes, vos deixará”
Enfatizemos, finalmente, em terceiro lugar que os israelitas fizeram um acordo de todo o coração e de toda a alma de buscar o Senhor, o Deus dos seus antepassados. E, de fato, eles buscaram a Deus com a melhor disposição e Deus deixou que o encontrassem e lhes concedeu paz em suas fronteiras. O texto da Escritura narra o fato da seguinte forma: “Entraram em aliança de buscarem ao SENHOR, Deus de seus pais, de todo o coração e de toda a alma; e de que todo aquele que não buscasse ao SENHOR, Deus de Israel, morresse, tanto o menor como o maior, tanto homem como mulher. Juraram ao SENHOR, em alta voz, com júbilo, e com clarins, e com trombetas. Todo o Judá se alegrou por motivo deste juramento, porque, de todo o coração, eles juraram e, de toda a boa vontade, buscaram ao SENHOR, e por eles foi achado. O SENHOR lhes deu paz por toda parte.” ( II cron. 15, 12-150 ).
De rev. Paulo Fontes,
Por Presbítero Maurício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...