quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Terra de gigantes


“Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos” (Nm. 13,33).
 
 
Hoje de manhãzinha no meu devocional, meditei nas Sagradas Escrituras o texto onde fala sobre Calebe recebendo a cidade de Hebron como herança, e em poucas palavras, dos anaquins, os gigantes que ali viviam.
 
 
 Essa passagem da Bíblia me fez voltar nos tempos de minha adolescência, quando assistia muito ao filme "Terra de gigantes". Era uma série de televisão criada por Irwin Allen nos anos 60. A série mostrava uma tripulação de uma nave orbital chamada Spindrift, que durante uma viagem de Los Angeles até Londres, entra numa dobra espacial e cai num planeta onde todos são gigantes. A tripulação, chamada pelos gigantes de "pequeninos", passam por diversas dificuldades, quando ocasionalmente um deles é pego por algum gigante. Criam alguns utensílios, usando barbantes como cordas, pregadeiras ou clips como ganchos. Constantemente defrontam-se com os animais gigantes, principalmente gatos.


Também voltei aos tempos bíblicos, quarenta anos antes, quando Calebe e Josué, e mais onze espias apresentaram um relatório da Terra Prometida a seu líder, Moisés.
O relatório de dez espias, incrédulos, dizia assim: “Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós... A terra, pelo meio da qual passamos a espiar, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos no meio dela são homens de grande estatura... Também vimos ali gigantes, filhos de Enac, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim, também, éramos aos seus olhos”.

Porém, o relatório de Josué e Calebe, cheio de confiança, falava doutro modo: “Subamos animosamente, e possuamo-la em herança: porque, certamente, prevaleceremos contra ela... A terra, pelo meio da qual passámos a espiar, é terra muito boa. Se o Senhor se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel... Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor, e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais”.

Onde dez espias apresentaram um relatório negativo, demonstrando falta de fé, medo e fraqueza, contaminando assim seus irmãos, Calebe e Josué apresentaram um relatório firme, cheio de fé e confiança, trazendo esperanças a todo o povo, no Deus das promessas. Como recompensa por sua fé, o Senhor prometeu a Calebe uma herança particular.

Quarenta e cinco anos mais tarde, esta promessa foi cumprida. O mesmo Calebe, homem fiel, capaz, corajoso, reivindica para si justamente aquela terra de gigantes. Que coragem! Que ousadia! Que confiança! Foi fiel ao Senhor desde o começo de sua chamada. Sua fé permanecia inabalável. Embora a cidade de Hebrom estava ainda habitada por gigantes, sabia que o Senhor o ajudaria a conquistá-la.

Voltando aos dias de hoje, tenhamos as mesmas virtudes quando Josué disse sobre os gigantes: “_Não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão”. Num linguajar bem popular, é como se dissesse hoje: “_ Está no papo; É mole pro gato!".

Sejamos fieis a Deus não apenas no inicio de nossa caminhada, mas pelo resto de nossas vidas. Recebamos a palavra de Deus não somente como promessa, mas também como regra de prática e conduta, vivência, perseverança e testemunho.

Quando os problemas e as dificuldades forem vistos como "gigantes", profetizemos como o jovem David, cheio de unção, enfrentando Golias:_"Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu vou a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado".
Enfrentando muitos “gigantes” no dia-a-dia; vistos como "gafanhotos", lembremos as palavras de Deus que disse: "_Não temas, ó vermezinho de Jacó, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu Redentor é o Santo de Israel" (Is 41.14). Façamos como Calebe, usando as armas que Deus lhe deu; e os frutos do Espírito, para obter  vitória sobre os inimigos: Fé, Coragem, Perseverança, fidelidade. Deus é conosco.



Pb. Maurício

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...