quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Da preguiça Espiritual

Ninguém gostaria de ter um cônjuge, um empregado, um auxiliar ou um sócio que fosse uma pessoa preguiçosa. O preguiçoso não prospera, não se preocupa com o presente e nem com futuro. Preguiça não é a falta de ânimo ou de coragem que muitas vezes alguém poderá ter como consequência de alguma doença ou enfermidade. A preguiça é uma opção. A preguiça é um mal, ainda mais quando se fala da PREGUIÇA ESPIRITUAL. Muitas vezes as pessoas fazem tudo o for possível, naquilo relacionado ao trabalho ou profissão, não tendo medo, nem indisposição quando se trata de benefícios materiais, lembre-se de algumas das virtudes satânicas acima: “ganância, orgulho, gula e luxúria”, mas, o interessante é pessoas com estas qualidades não têm a mesma coragem ou disposição no que se refere à vida espiritual. Por exemplo, não se medem nenhum esforço para levantar de madrugada para trabalhar, mas acham difícil levantar uma hora ou dez minutos mais cedo para orar e ler a Bíblia. Investem ”fortunas” no crescimento da empresa ou do negócio e não investem nada ou quando investem um pouquinho ainda se vangloriam de que dão muito dinheiro e que os que recebem não sabem investir. Muitas vezes são pessoas que trabalham de sol a sol ou até altas horas da noite, quase que todos os dias da semana, mas quando vem à igreja reclamam dizendo que demora muito e dizem que naquela “outra” igreja termina mais cedo, até estão pensando em ir para lá, mas, às vezes nem vem à igreja, porque tem que passear ou porque está cansado de tanto trabalhar tendo que dormir mais cedo.
Os crentes sempre compreenderam que segundo a Bíblia somos meros mordomos de nossas vidas terrenas, e que um dia teremos de nos apresentar perante Deus para dar satisfação do que fizemos com nossas vidas (Romanos 14:11-12). Como o apóstolo Paulo ensinou tão enfaticamente, não trabalhamos para satisfazer aos homens, mas a Deus. Nosso verdadeiro Mestre não é o nosso chefe no trabalho ou o patrão, é Jesus Cristo. Os cristãos devem trabalhar para satisfazer a Deus em tudo o que fazem. As pessoas já não acreditam que têm de obedecer a alguma autoridade, nem mesmo no local de trabalho. Não acreditam mais que o trabalho duro e honesto é uma virtude que devem buscar em suas vidas. Ao invés disso, acham que devem receber o máximo de dinheiro pelo mínimo esforço ou trabalho com todos os direitos e prerrogativas.
As pessoas que “não têm tempo” (=preguiça) de ler a Bíblia e de orar o mínimo possível para a sua sobrevivência espiritual, devido a isto, um dia perderão tudo o que ganharam, perderão a família, morrerão antes do tempo em algum acidente, doença... e por fim, o pior de tudo, perderão a vida eterna, sofrendo horrivelmente na vida futura, após a morte. Tudo por causa da preguiça espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...