domingo, 21 de agosto de 2011

Consequências da queda do homem e da mulher

As sentenças proferidas para o homem e para a mulher na hora da queda afetaram não só o relacionamento entre eles, mas também a relação com Deus e com a natureza. O julgamento que se seguiu não está necessariamente relacionado com a natureza do pecado cometido. Entretanto, as consequências trágicas e de longo alcance do pecado não levaram o criador a cancelar seu plano. Sem dúvida, o pecado distorce e impede nossa resposta ao plano de Deus. Como resultado da queda, sofrimento foi acrescentado ao parto, tirania à liderança, rebelião à submissão e dificuldades ao trabalho, assim como separação aos relacionamentos destinados à união.

As mulheres têm particular interesse no duplo juízo de Gn. 3,16. A sentença para elas foi “sofrimento na gravidez e dor ao dar à luz”. A gravidez em si não é o julgamento, pois os filhos são a herança e a recompensa do Senhor (Sl.127,3) e dar à luz é a oportunidade que a mulher tem de dar as mãos ao Criador para continuar a multiplicação (Gn. 1,28). Imaginar um parto sem dor é difícil, mas aparentemente esse era o plano original de Deus.

A segunda parte da sentença  _“o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará” descreve as dolorosas consequências do pecado no relacionamento homem e mulher. Ambos escolheram ignorar os planos do Criador e fazer as coisas a seu modo. Os papeis complementares do homem e da mulher, os quais originalmente serviram para produzir harmonia e unidade, seriam de agora em diante motivo de atritos. O plano de Deus não mudou, no entanto, a mulher teria a pecaminosa tendência de desrespeitar o papel de liderança do homem e este teria a pecaminosa tendência de abusar de sua autoridade, e até de oprimir a mulher. A mulher resistiria à liderança na medida em que o domínio do homem sobre ela se distorcesse.

Aos homens e mulheres cristãos são dados princípios claros para reagir a esses efeitos do pecado e para relembrar suas igualdade como seres humanos (I Pe.3,7) e no relacionamento harmonioso e complementar para o qual foram criados (Ef. 5,21-33 Cl. 3,18-19).

Bíblia da Mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...