domingo, 27 de março de 2011

Não Mais Eu, Mas Cristo

I - Nossa situação
A vida que Deus tem para nós é cheia de descanso, gozo, poder, santidade. É uma vida que não conhece derrota, é triunfante, frutífera e caminha no centro de Sua vontade conforme a semelhança de Jesus
Precisamos perguntar: É este o tipo de vida que estou vivendo? Sou justo como Jesus? Perdôo como Jesus? Sou humilde como Ele? Amo como Ele? Sou manso como Ele? Sou vitorioso sobre o pecado?
Se a resposta for “sim” para todas as essas perguntas, ótimo! Pule para o último ponto final deste texto e continue vivendo assim.
Senão, precisamos nos humilhar, a fim de ver nossas falhas e receber a graça de Deus (Tg 4:6). Se na sua vida diária existe inveja, incredulidade, crítica, falta de oração, falta de consagração, adultério, apegos excessivos, pensamentos impuros, gula, dureza de coração, falatório, irritação, falta de interesse pela Palavra, desejo de sempre levar vantagem, pecados encobertos, etc. Então precisamos nos humilhar e reconhecer que temos falhado e fracassado em viver a vida que Deus quer. Devemos nos voltar para a Palavra com coração quebrantado e pedir ao Espírito Santo que opere em nós com sua maravilhosa graça.
II – A vida que Deus planejou para seus filhos
Vou relacionar abaixo apenas alguns itens os quais creio que fazem parte da vida abundante que Deus tem para TODOS nós:
1) Uma vida liberta dos pecados (Mt 1:21)
2) Uma vida que tem íntima comunhão com Deus (Lc1:69,74-75)
3) Uma vida que se satisfaz plenamente com Jesus (Jo 4:14)
4) Uma vida liberta do poder do pecado (Rm 6:14)
5) Uma vida que comunica vida (Jo7:37-38)
6) Uma vida que não se abala com as circunstâncias (Rm 8:35-37)
7) Uma vida que pratica o bem (Ef 2:10)
8) Uma vida cheia de Luz (Jo8:12)
9) Uma vida totalmente santificada (1Ts5:23)
É possível viver esta vida ?...
- SIM!! E JÁ !! Porque esta vida é Cristo em nós, esperança da Glória!
Este tipo de vida é uma dádiva, porque é Deus quem nos dá. É uma vida obtida e não conquistada. É uma vida substituída e não modificada, pois “não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim”.
“eu vim para que tenham vida, e vida em abundância.” Jo10:10
“eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.” (NVI)
III – Como entra nesta vida abundante
Vamos ler atentamente Gálatas 2:20
“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”
Considero este texto a chave para todo o desvendar de uma verdade das Escrituras: Cristo vive em nós! O centro do texto é realmente a essência da vida abundante, “não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim”. Cristo é a vida abundante e esta vida está dentro de mim porque Cristo habita em mim!
As frases ao redor do centro mostram como entrar na vida abundante: “Fui crucificado com Cristo” e “..a vida que agora vivo, vivo pela Fé...”
Por quê há tanta diferença entre a vida que Deus planejou e a nossa realidade? A resposta é simples. É porque ainda somos nós que estamos vivendo !! Precisamos reconhecer e crer sinceramente que “em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum” (Rm7:18). Mas “Cristo em mim é a esperança da glória” (Cl1:27).
Vamos primeiro ver como entrar, depois trataremos da essência da vida abundante.
1) Fui crucificado com Cristo
Este é o primeiro pré-requisito. Mas o que significa isso? Por que Deus me crucificou?
Rm6:3,5-6
“Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados em sua morte? Se dessa forma fomos unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente o seremos também na semelhança da sua ressurreição. Pois sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não mais sejamos escravos do pecado”
Fui crucificado com Cristo significa que estou morto, pois me uni a Ele na Sua morte. Quando fui batizado em Cristo pela fé, a morte dele foi a minha morte. O meu “velho homem” – aquilo que eu realmente sou por natureza, o meu ser natural – foi pregado na cruz com o Senhor Jesus para que não sirva mais ao pecado que está dentro de mim.
O que Deus espera de um morto? O que Ele quer que um morto faça? Que ordem ele quer que um morto obedeça? Qual o padrão de Deus para um morto? Qual a utilidade de um morto?
Temos que compreender o seguinte: se Deus nos crucificou, é por que Ele olhou para nós e não viu nada que pudesse ser aproveitado (Rm3:23), nada que fosse bom (Rm7:18), nada que o agradasse. Só restava fazer uma coisa: crucificar. Se houvesse algo de bom em nós Deus não nos teria crucificado! Ele desistiu de nós, nos declarando inúteis, corruptos e desprezíveis.
Mas por que?! Será que somos mesmo assim?! Vou te contar a história de um querubim (Is14:12-15), criado belo, sábio e formoso, mas que por orgulho e egoísmo se revoltou contra Deus. Ele foi banido dos céus, destituído de toda virtude e tornou-se a personificação de todo mal: Lúcifer ou Satanás ou o Diabo.
Este Anjo Caído passeou pelo Éden e plantou no coração do homem a sua diabólica semente - orgulho, egoísmo e rebeldia (Gn3:1-6), causando uma catástrofe em toda a raça humana (Rm5:12) corrompendo sua natureza, a estrutura interior do homem. Essa semente passou a todos os homens, inclusive eu e você. A natureza humana é diabólica
Agora quero dizer algo pesado, mas que é a pura verdade: o tanto de orgulho que existe em você é o tanto de Anjo Caído que existe em você. O tanto de egoísmo e rebeldia que existe em você é o tanto de Satanás que existe em você. Ou existe alguma outra raiz para estes frutos?
Por isso Deus nos crucificou. Ele não depositou nenhuma esperança na natureza humana caída, Ele a crucificou, matando o velho homem com seus feitos.
A obra consumada da cruz foi realizada pelo Senhor Jesus, mas a aplicação desta obra na vida do crente ficou a cargo do Espírito Santo. É Ele que dia após dia opera esta obra em nós.
Que eu estou morto com Cristo é um fato consumado. Não precisamos pedir a Deus que nos crucifique ou nos ajude a morrer. Ele já fez esta obra. Porém, somente pela FÈ é que esta morte se torna realidade para nós.
A cruz é onde você não vive mais. Está morto. Se Deus desistiu de você, você deve render-se e desistir também. NÃO TENTE VIVER A VIDA CRISTÃ NAS SUAS PRÓPRIAS FORÇAS. Você deve reconhecer duas coisas:
A) Eu não posso!
B) Eu não vou nem tentar!
Enquanto você não reconhecer sua incapacidade ira continuar tentando (e sempre fracassando). Por exemplo:
“Se alguém lhe ofende, agride ou despreza, o sangue sobe até a cabeça, mas você resiste e não revida. A pessoa lhe ofende novamente, e você resiste. Parece que tudo vai bem, mas até quando? Até que ponto? Quanto VOCÊ aguenta?”
Se é assim, você ainda confia em si mesmo e logo vai explodir. Você deve se render ao veredito que Deus deu a seu respeito:
“Você é incapaz, por isso te crucifiquei”
Enquanto confiarmos em nós mesmos para atingir o padrão de Deus, para ser santos, para ser humildes, para amar, etc. Ele irá permitir fracasso sobre fracasso, até que confiemos somente em Jesus e vivamos pela sua vida para que toda a glória da vitória seja Dele.
2Co4:7
“Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós.”
Temos que nos desesperar de nós mesmos e depositar toda nossa esperança em Jesus. Isso vale para todas áreas da nossa vida. Por exemplo:
“Não devemos nos esforçar para amar como Jesus, mas sim, renunciar a nossa maneira da amar, reconhecer que somos incapazes de amar e deixar Cristo amar em nós.”
O mesmo vale para orar, falar, reagir, perdoar, frutificar, ministrar, pensar, etc. porque Cristo em nós é a esperança da glória.
2) A vida que agora vivo, vivo pela Fé
Só a cruz não resolve todo o problema. Ela opera em nós pondo o velho homem no lugar, nos quebrantando, partindo através da humilhação e do sofrimento a dura casca do homem exterior para que a verdadeira vida depositada no nosso interior possa fluir para fora.
A vida cristã não consiste apenas em termos o padrão moral de Jesus, pois Ele não era apenas um homem moralmente correto. Também não consiste apenas em tentarmos obedecer tudo que Ele mandou fazer, porque ela não é por obras. Muito menos em termos os dons espirituais fluindo e operando em nós, pois ser usado por Deus não significa ser aprovado por Deus.
A vida cristã genuína é Cristo, exaltado e glorificado com toda sua graça e virtude vivendo sem impedimentos dentro nós!
Cl3:4 “Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com ele em glória.”
Essa vida abundante e poderosa que está em nós só pode ser ativada pela fé. Após a cruz quebrar nosso homem exterior, fazendo-o cessar de suas atividades, é aberto um livre caminho para que a vida de Cristo em você se manifeste, e esse manifestar ocorre pela fé.
Podemos nos comparar a um coco, com sua dura casca exterior e dentro a água. A cruz quebra o coco e a fé faz a água jorrar para fora.
Jesus disse : “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”. (Jo7:38)
O rio de água viva flui de dentro de você pela Fé.
A FÉ transforma em experiência o fato espiritual.
Hb 11:6
“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.”
A palavra grega aqui traduzida por certeza (ou firme fundamento) é hypostasis em seu sentido original traz o conceito de substância ou substrato. E a palavra traduzida como prova é pragmatos que significa experiência prática.
Assim, a fé é a substância daquilo que esperamos. Ela transforma em experiência prática em nossas vidas os fatos espirituais invisíveis.
Todos os fatos espirituais que o Senhor realizou por nós tornam-se realidade pessoal pela fé. Por exemplo:
- Cristo morreu para salvar a todos. Mas todas as pessoas são salvas? Não. Só aqueles que depositam fé neste fato.
- O batismo. Uma pessoa pode descer as águas como qualquer outra, mas se não houver fé ela não é unida a Cristo.
Observemos também o seguinte texto:
Ef3:17 “para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé...”
Que Cristo habita em nós é um fato. Mas a experiência real desta habitação só será possível mediante a fé. É assim que Sua vida em nós se manifesta.
É maravilhoso! Todos os fatos que Cristo realizou podem ser experimentados e provados por nós em um minuto pela FÈ!!
Você pode passar o resto de sua vida tentando viver conforme o padrão de Deus. Ou então pode crer e ver a glória de Deus.
- Não tente ser manso. CREIA que o manso e humilde cordeiro de Deus habita em você e se manifesta em você. Ele é sua mansidão.
- Não tente ser santo. CREIA que Aquele que não cometeu pecado nem na Sua boca se achou engano habita em você. Ele é sua santidade.
- Não tente amar como Jesus. Deixe Jesus amar em você.
Lembre-se que:
- Fé não é esperança, mas é a certeza da esperança. É a própria substância da esperança. Não espere que Cristo viva em você , creia que ele vive.
- Fé não é sentimento, ninguém sente fé.
- Sua fé será provada, testada para que seja fortalecida. (1Pe1:7)
- O justo vive da fé (Rm1:17)
2Co5:14-17 “Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. De modo que, de agora em diante, a ninguém mais consideramos do ponto de vista humano. Ainda que antes tenhamos considerado Cristo dessa forma, agora já não o consideramos assim. Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!”
III - A Vida Abundante
Vimos que a grande revelação para andarmos em vitória está na frase “não mais eu mas Cristo vive em mim”. Vimos também como a CRUZ e a FÈ operam para que isto aconteça.
Gl 2:20 “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”
1) Não sou mais eu quem vive
Quando nós saímos de cena Cristo entra. Quando nós saímos do trono Ele reina. Quando nós morremos, Ele vive em nós.
A obra da Cruz opera em nós o “não sou mais eu quem vive”. Esta obra é instantânea, mas também contínua, por isso o Senhor nos diz para tomarmos a cruz a cada dia. A cruz mantém o velho homem morto dia após dia no seu lugar.
Mas o que é a cruz? O que foi a cruz para Jesus? Podemos relacionar pelo menos quatro aspectos que mostram o que a cruz foi para Jesus: RENUNCIA, HUMILHAÇÃO, SOFRIMENTO E MORTE.
Para nós não será diferente. Ela tem o objetivo de quebrar o nosso orgulho, tirar o EU do Centro e aniquilar a vida da alma baseada em seus sentimentos, pensamentos e vontade própria. Ela tem o objetivo de quebrar-nos para que a verdadeira vida saia.
Você compreende que a humilhação é uma ferramenta de Deus para nos quebrar, tratar com nosso orgulho e nos tirar do pedestal? E o sofrimento? Como você encara estas coisas?
O homem caído enxerga todas as coisas girando ao seu redor. Tudo deve ser usado para seu benefício, inclusive Deus. Todo nosso modo de pensar, planos, orações, pregações estão voltadas para o EU. Às vezes, simplesmente queremos Jesus para facilitar a vida do EU. Que contradição!
A cruz aniquila a vida do EU, para que a vida de Jesus surja triunfante em você. por isso o texto diz: “Fui crucificado... não mais EU”
Mc8:34-35 “E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.”
E também:
Rm 6:8 “Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos”
2) Mas Cristo vive em mim
Precisamos ter revelação de quem vive em nós! Que vida é essa! Leia com muita atenção:
Cl 2:2 “Esforço-me para que eles sejam fortalecidos em seu coração, estejam unidos em amor e alcancem toda a riqueza do pleno entendimento, a fim de conhecerem plenamente o mistério de Deus, a saber, Cristo”.
Jo 1:1-4 “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.”
Cl 2:9 “Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade,”
Cl 1:15-20 “Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia. Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.”
Isto é apenas uma pequena amostra. A completa revelação do Filho é obra do Espírito Santo. Mas por que o Autor da Vida veio ao mundo? Jesus disse:
Jo 10:10 “Eu vim para que tenha vida e vida abundante”
E também:
Jo 14:18-20 “Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês. Dentro de pouco tempo o mundo não me verá mais; vocês, porém, me verão. Porque eu vivo, vocês também viverão. Naquele dia compreenderão que estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês.”
O Espírito Santo nos leva a compreender que Cristo está em nós e nós Nele. Ele nos dá a Sua vida, vindo habitar em nós. Por isso Ele disse: “porque eu vivo vocês também viverão”.
Assim Ele sendo a minha paz, eu vivo em paz. Ele sendo a minha humildade eu não preciso passar a vida tentando ser humilde, a verdadeira humildade está em mim na pessoa de Jesus; e assim por diante. Deus colocou tudo em Cristo e colocou cristo em nós.
Cl 1:27 “A ele quis Deus dar a conhecer entre os gentios a gloriosa riqueza deste mistério, que é Cristo em vocês, a esperança da glória.”
Toda a esperança de vivermos a vida cristã da forma como Deus planejou desde a eternidade está neste fato:
§ Esta vida é Cisto!! E Ele está em nós!
Cl 3:1-4 “Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas. Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com ele em glória.”
Que verdade tremenda! Cristo é a nossa vida!!
E onde Ele está?
§ A destra de Deus e...
§ Em nós!
E Onde nós estamos?
§ Com Cristo em Deus.
Assim amados, temos um alto padrão de vida no Reino de Deus. Mas atingi-lo só é possível quando reconhecemos que somos incapazes por nós mesmos, CREMOS que fomos crucificados e CREMOS que Ele vive hoje em nós toda a plenitude de sua vida.

(Ricardo de Paula Meneghelli) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...