terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Tempo para orar

Na vida, há certas coisas que temos de fazer, tendo tempo ou não. Por exemplo: checar o orçamento familiar, fazer revisão no carro, fazer um exame médico periódico etc. Já imaginou os problemas que podemos ter se falharmos em fazer essas coisas?
Mas há outra coisa que todos temos de fazer. Orar. É isso mesmo: orar! Já pensou o que pode acontecer (ou deixar de acontecer) só porque não tomamos tempo para orar?
Observando a história de vida de diversos servos de Deus que levaram a oração a sério, podemos ver um traço em comum: eles estavam preparados para enfrentar os desafios da vida. Aqueles que, ao contrário, foram inconstantes ou faltosos na oração sentiram-se espiritualmente secos e enfraquecidos.
Não temos de dar voltas para chegar a Deus, nem precisamos esperar algo como “o momento certo”. Jesus ensinou que temos “o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lc 18.1). O apóstolo Paulo ensina que devemos orar “em todo tempo”. Ele orienta também que devemos manter uma atitude constante de oração na vida: “Orai sem cessar” (Ef 6.18; 1 Ts 5.17).
Desse modo, a qualquer hora e em qualquer lugar podemos erguer nossas vozes ao Senhor com a certeza absoluta de que Ele irá nos ouvir. Mais do que apenas receber os nossos pedidos, Deus nos compreende e percebe exatamente o que pedimos pela fé.
Algumas pessoas pensam que Deus escuta melhor a oração feita de madrugada. Há um hino que diz que a oração será mais rapidamente ouvida de madrugada porque “a fila é menor”. Estes se baseiam erradamente no texto bíblico que diz: “Eu amo os que me amam, e os que de madrugada me buscam me acharão” (Pv 8.17). Mas essa passagem não trata de oração, e sim de busca da sabedoria. Ou seja, quem cedo diligencia em estudar, mais sábio será na vida.
Orar de madrugada é bom e proveitoso porque há mais silêncio e tranqüilidade. Mas não é necessariamente melhor que orar em outra ocasião. A regra é esta: orar preferencialmente na sua hora nobre. Ou seja, a melhor hora para orar é a melhor hora que se tem.
Não devemos ter a preocupação infantil de tentar entender como Deus pode atender a tantas orações feitas ao mesmo tempo. Ele pode! Pode ouvir cada oração e ainda captar os murmúrios de vozes separadas. Deus é onisciente, tem todo o conhecimento; é onipresente, está em todo lugar; é onipotente, tem todo o poder. Sua sabedoria e poder estão além da nossa compreensão. Deus não espera que entendamos isso, mas que creiamos Nele e o busquemos.
Não temos razão alguma para andarmos ansiosos e preocupados pela vida, como se estivéssemos sozinhos. “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” (Fp 4.6).
Deus espera ouvir a nossa voz em oração sincera e tem prazer nisso. “A oração dos retos é o seu contentamento” (Pv 15.8).
Tome tempo para orar e lance a sua ansiedade aos pés do Senhor. Deus nos convida a revelarmos os nossos pensamentos, “lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1 Pe 5.7).
Se deixarmos de orar, só temos a perder. Assim, não temos tempo de não orar.
Faça a escolha certa. Tome tempo para orar. Deus escuta.

Samuel Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...