domingo, 13 de fevereiro de 2011

O Bom Soldado de Cristo

As últimas palavras sempre nos fascinam. Quem não gostaria de ouvir as últimas palavras de um presidente muito famoso que está prestes a morrer? Ou mesmo de um empresário riquíssimo, de um ator muito importante, de um jogador conhecido mundialmente? Imagine a publicidade que isso não daria! Um dos homens mais influentes e amados da história cristã sem duvida nenhuma foi o apostolo Paulo. A sua segunda carta ao jovem Timóteo, conhecida por nós, são as últimas palavras desse servo de Deus.
Paulo estava enfrentando a morte. Ele não estava doente, em um hospital, estéril, tendo pessoas amadas junto de si. Estava bem vivo, mas sua condição era terminal. Condenado como seguidor de Jesus, ficou em uma fria prisão Romana, separado do mundo, podendo receber um ou dois visitantes, tendo consigo somente seus materiais para escrever. Esta carta é a última vontade e testamento de Paulo a seu filho espiritual, Timóteo.
Escrevendo da cela de uma prisão romana, Paulo transmite suas palavras finais de sabedoria e estimulo a Timóteo, que exerce seu ministério em meio à oposição e dificuldades em Éfeso. No capítulo dois, ele alista sete metáforas para descrever as características de um cristão fiel. Dentre elas, encontramos a metáfora do bom soldado de Cristo (II Tm 2:3-4). Gostaria de pensar com você em rápidas palavras: Será que podemos ser chamados de “o bom soldado de Cristo”? Pensemos um pouco…
O bom soldado suporta sofrimentos. Sofre, pois comigo as aflições como bom soldado de Cristo Jesus…(II Tm 2:3).Neste texto, a palavra soldado é usada metaforicamente para expressar o crente que suporta os sofrimentos por causa de Cristo! Paulo sabia que à medida que Timóteo pregasse a palavra e desejasse manter-se fiel a Deus, enfrentaria perseguições, sofrimentos. Por isso, não se engane soldado de Cristo tem dias difíceis! Quem pula fora do barco quando eles chegam não pode ser chamado de “bom soldado”.
O bom soldado é dedicado.O Soldado abre mão da segurança mundana para seguir uma disciplina rigorosa.
Eles deveriam se dedicar ao serviço durante toda a vida. Dedicavam-se estritamente ao serviço durante mais de 20 anos e durante esse período não podiam nem se casar! (Ainda bem que é só uma metáfora!). Somente a metade deles sobreviviam para aposentar-se. Será que os cristãos de Éfeso estavam dispostos a passar o que fosse preciso por amor a Cristo? Será que Timóteo estava? E nós? Será que estamos dispostos a passar o que for preciso para defender a causa do mestre? O bom soldado é dedicado!
O bom soldado está sempre pronto. A única preocupação dos soldados é agradar aquele que os chamou para a batalha! Qual é a tua preocupação como soldado de Cristo? O texto diz que ele …não se embaraça com os negócios dessa vida.. (II Tm 2:4). O compromisso do soldado é estar sempre em prontidão para o comandante. Você está sempre pronto para servir a Cristo? O que está no topo, em primeiro lugar na sua agenda? Pare e pense. Se a resposta for “os negócios dessa vida”, seguramente você não pode ser chamado de “o bom soldado de Cristo”…
Pense nisso. E que o nosso comandante te abençoe… Sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...