quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Quero ser Humilde

Uma coisa que peço a Deus praticamente todos os dias: Senhor! Quero ser humilde. Pois é algo que mais admiro em um ser humano, a humildade, não apenas por entender quem somos, mas para saber suportar uma afronta. O homem tem glória? Tem. Descobri na Bíblia isso esses meses veja esse verso: “A discrição do homem fá-lo tardio em irar-se; e sua glória está em esquecer ofensas” (Pv 19:11). E para que essa glória ocorra tem que ser humilde.
Devemos colocar em mente que somos como todas as pessoas, e independente de sua aparência ou dos seus bens matérias, é humano como todos, possui sentimentos como qualquer outra pessoa, e também vai morrer como todos os demais seres vivos.
Então se lembre sempre, que todas as atitudes que toma no hoje serão mais cedo ou mais tarde cobradas; pois quem dá, recebe.
A Humildade é a virtude que dá o sentimento exato da nossa fraqueza, modéstia, respeito, pobreza, reverência e submissão.
Humildade vem do Latim “humus“ que significa “filhos da terra“, literalmente terra, pó (Gn 2:7; Jó 10:9, 34:14; Sl 103:14, Ec 12:7) ao analisarmos esta frase, encontramos material suficiente para apreender sobre a humildade:
Diz-se que a humildade é uma virtude humilde, quem se vangloria da sua, mostra simplesmente que lhe falta,
ela torna as virtudes discretas, despercebidas de si mesma.
A humildade não é depreciação de si mesmo, não é ignorância com relação ao que somos, mas ao contrário, se tem conhecimento exato do que NÃO SOMOS. Apresenta-se com humildade, sem que a vaidade se manifeste.
Ter humildade não significa ser servil,
Ter humildade não é signo de fraqueza.
Pode-se ser humilde sem se depreciar ou reconhecer os valores de cada um.
Mas, a verdadeira humildade, é aquela que o homem tem consciência e possui uma convicção do que ele é, da sua capacidade, da sua força ou da sua fraqueza, compreende a sua inferioridade, reconhece seus limites, mas, não sofre por isso, se esforça e trabalha para ser melhor e procura constantemente seu aperfeiçoamento físico, moral e espiritual.
Esta humildade, esta consciência, este sentimento se adquire lentamente pelo trabalho interior ou pode ser provocada pelo recolhimento da existência de algo superior em nós mesmos, reconhecer a grandeza de Deus, o Ser Supremo, das suas Forças Universais ou das leis que as regem, ante essa compreensão e reconhecimento interior há humildade, reverência à grandeza do Criador.
A verdadeira humildade sempre está acompanhada de outras virtudes: caridade, misericórdia, amor, verdade e compaixão.
A humildade é uma virtude que atua sem ilusão, sendo guiada pela razão. Um bom conhecimento teórico da humildade favorecem o aprofundamento nesta virtude assim como também o conhecimento exato de nossas limitações.
A humildade produz no interior do homem alegria, paz e serenidade, todo o ser tem conformidade do que ele realmente é e se sente satisfeito em sua fraqueza.
No entanto não basta apenas conhecer, mas praticar se sacrificando a cada dia.
Nestes dias recebi uma palavra de Deus sobre meu ministério: “Nunca esqueça de tudo o que vai receber nenhum mérito é seu”.
De modo que este texto que compilo é antes de tudo para mim.
Que Deus nos abençoe e faça reparar as brechas dos nossos muros.

Raimundo Nonato Pereira de Aguiar

Um comentário:

  1. Fratermaurício, paz... Excelente mensagem

    Att.
    http://wwwteologiavivaeeficaz.blogspot.com/

    Profº Netto, F.A.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...