sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O que é Santidade?

Segundo a definição do dicionário: Santidade é a qualidade ou estado daquele ou daquilo que é santo.
Eu preferiria citar a definição cristã de Santidade:
“Atributo divino que consiste na ausência, em Deus, da mais insignificante imperfeição. Estado de perfeição a que são chamados todos os homens e mulheres”.
Bem… Neste caso precisamos entender o que é ser Santo.
Também segundo a definição do dicionário: Santo é um ser: 1. Essencialmente puro; perfeito em tudo. 2. Que vive na lei de Deus.
Também gostaria de comparar com a definição cristã de Santo que é:
“Bem-aventurado; eleito que vive conforme a Lei de Deus. Que cumpre com todo o escrúpulo, com a maior exatidão seus deveres religiosos e morais. Com o caráter de Santidade. Indivíduo de vida exemplar e de conduta irrepreensível.”
Antes de continuarmos gostaria de fazer uma pausa aqui para perguntar uma coisa. Alguém consegue se classificar como Santo? Alguém aqui acredita que já está santificado?
Não vou responder a esta pergunta agora, esta resposta ficará mais para a frente deste estudo, no entanto vamos ver juntos algumas características sobre Santos.
Primeiramente, vamos ver sobre Aquele que é Santo, Santo, Santo. Vamos ver sobre Deus:
Em Apocalipse 4:8-11 temos:
E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir. E, quando os animais davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre, Os vinte e quatro anciãos prostravam-se diante do que estava assentado sobre o trono, e adoravam o que vive para todo o sempre; e lançavam as suas coroas diante do trono, dizendo: Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.
Na Bíblia existe 497 vezes a palavra: “Santo”. Em 450 vezes esta palavra se refere a Deus ou a uma das pessoas da Santíssima Trindade, portanto, se desejamos estudar Santidade devemos entender que estamos estudando uma das características principais de Deus. Não existe a menor possibilidade de desassociar a Santidade de Deus.
Salmos 97:12 Alegrai-vos, ó justos, no SENHOR, e dai louvores à memória da sua santidade.Cabe também aqui uma informação fundamental para toda a humanidade: Não existe a menor possibilidade de alguém ser realmente Santo se não for um servo fiel a Deus. Mesmo que alguém consiga fazer boas obras, ter desapego aos bens materiais, só falar coisas boas, nunca se irritar, nunca fazer o mal a alguém e não ter Deus em seu coração isto não é suficiente para que esta pessoa seja considerada um Santo.
Voltando ao tema, se vocês desejam outras referências bíblicas podem anotar: Isaias 6:3, 1º Samuel 2:2, Prov. 9:10, Isaias 43:14-15, Apoc 16:5, Apoc 15:4, Êxodo 15:11, Salmo 47-8, Salmo 99:3 dentre tantos outros…
Isto prova que do início ao fim da Bíblia Deus é apresentado como Santo.
Recordem que é muito fácil nos lembrarmos do Senhor nosso Deus como o Deus de Amor, o Deus de Paz, o Deus das Bênçãos… E até mesmo como o Deus Justo, o Deus da Justiça, o Deus da Promessa ou o Deus que é Dono de todo ouro e toda prata…
Mas, hoje em dia, pouco ou nada se fala sobre a Santidade de Deus!
Não se fala sobre a Santidade de Deus pelo fato que quando estamos sujos e no escuro não vemos a sujeira que nos recobre, no entanto ao estarmos junto a uma Luz muito forte e clara veremos toda a sujeira em que nos encontramos e por isto é que evitamos nos lembrar que Deus é Santo!
Claro! Ao estarmos cientes de que Deus é Santo automaticamente vemos que nós não somos nem de longe como Ele e percebemos nossas imperfeições, nossa in-santidade.
Por isto é que muitos, até mesmo nos meios evangélicos, evitam lembrar-se da Santidade Divina para tentar adaptar e mostrar um “deusinho faz tudo” que se enquadre na forma que somos; do tipo que não nos lembre que somos impuros… Eles não querem um Deus que mostre a eles que eles não são, nem de longe, santos.
No entanto a Santidade é a Essência do Caráter de Deus e é o que gera o Amor de Deus, Justiça de Deus, Fidelidade de Deus, Nome de Deus, Trono de Deus, Poder de Deus, Autoridade de Deus… Enfim… Estes atributos divinos só existem porque vêem do âmago do Ser de Deus que é a Santidade.
Amós 4:2A Jurou o Senhor DEUS, pela sua santidade,…
Se Deus é capaz de Jurar pela Sua Santidade isto é um sinal de que esta Santidade é grande o suficiente e forte o bastante para servir de “selo” deste juramento.
Também existem as coisas que Deus pretende usar… Estas coisas primeiramente são Santificadas para serem utilizadas.
Exemplos disto se encontram em:
- Santificação do Sábado:
Genesis 2:3 “E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera”
- Santificação do Óleo, do Tabernáculo, de seus utensílios, dos sacerdotes…:
Êxodo 30-22-38 “Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: Tu, pois, toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber, duzentos e cinqüenta siclos, e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos, E de cássia quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveiras um him. E disto farás o azeite da santa unção, o perfume composto segundo a obra do perfumista: este será o azeite da santa unção. E com ele ungirás a tenda da congregação, e a arca do testemunho, E a mesa com todos os seus utensílios, e o candelabro com os seus utensílios, e o altar do incenso. E o altar do holocausto com todos os seus utensílios, e a pia com a sua base. Assim santificarás estas coisas, para que sejam santíssimas; tudo o que tocar nelas será santo. Também ungirás a Arão e seus filhos, e os santificarás para me administrarem o sacerdócio”
- Também no novo Testamento Jesus Santifica os Discípulos
João 17:17-19 “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.”
Talvez vocês já tenham conseguido perceber que nenhuma destas coisas ou pessoas (o Sábado, o óleo, o Tabernáculo, seus utensílios, os sacerdotes e os discípulos) eram santos em si mesmos! Nem que foram santos o tempo todo. O único Ser que é Santo em Si Mesmo é Deus! Todo o resto precisa ser Santificado por Deus para ser usado por Ele.
Portanto, chegamos à resposta da primeira pergunta…
Alguém deste grupo consegue se classificar como Santo? Alguém aqui acredita que já está santificado?
Sim! Eu me considero Santo! Considero-me Santificado! Não por meus méritos próprios, não para me vangloriar, nem mesmo porque Deus precisa de mim! Deus pode e santifica até uma Árvore (lembram-se da Sarça Ardente?), portanto Ele pode santificar um pecador como eu e como você para usar em Sua obra.
No entanto existem pessoas que são verdadeiros Fariseus! Quem se considera santo em si mesmo e por suas obras; que se considera melhor do que os demais; Este já está pecando e com isto não pode estar santificado no Espírito Santo de Deus! É uma capa externa! É apenas uma fachada para enganar trouxas, ou em outras palavras para Ostentar! Veja o exemplo dado por Jesus:
Lucas 18:10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.
Existem muitas pessoas que afirmam que precisamos usar determinados tipos de roupas, que devemos evitar determinados tipos de objetos de enfeites e maquiagens, outros tantos afirmam que devemos ter este ou aquele RITO para que sejamos salvos…
Em 1º Coríntios 7:17-20 temos:
“E assim cada um ande como Deus lhe repartiu, cada um como o Senhor o chamou. É o que ordeno em todas as igrejas. É alguém chamado, estando circuncidado? fique circuncidado. É alguém chamado estando incircuncidado? não se circuncide. A circuncisão é nada e a incircuncisão nada é, mas, sim, a observância dos mandamentos de Deus. Cada um fique na vocação em que foi chamado.”
Não são as roupas, ritos, obras que salvam, se fosse assim o Bendito Sangue de Jesus não teria sido derramado por nossa salvação!
1ºJoão 1:7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.
Note que não existe outra coisa que nos purifique de todo o Pecado! É o Sangue de Jesus Cristo e somente O SANGUE de Jesus Cristo que nos purifica de todo o pecado.
Se desejamos ser Santos, antes de qualquer coisa devemos reconhecer que não somos Santos e que só EM DEUS podemos ser Santificados para Sua Obra. Portanto, o correto é começarmos pela oração do Publicano: “Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!” e seguir pedindo: “Usa-me Senhor!”
Se fizermos isto… SIM! Seremos Santos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...