sábado, 18 de setembro de 2010

O homem que desperdiçou a graça duas vezes

Neste texto (I Rs.2 36-46), Salomão tinha acabado de assumir o trono de seu pai. O seu reino seria um reino de paz. As características seriam misericórdia e bondade. Logo no início, ele decide fazer um ato de misericordia a Simei. Deu-lhe uma anistia. Simei era um ativista. Um revolucionário. Um agitador de massa e inconseqüente. Não era uma pessoa leal, de bom coração.
Salomão não queria mandar executar Simei, então lhe dá uma ordem:
“Edifica-te uma casa em Jerusalém, e habita aí, e daí não saias, nem para uma parte nem para outra. Porque há de ser que, no dia em que saíres e passares o ribeiro de Cedrom, fica sabendo que serás morto; o teu sangue cairá, então, sobre a tua cabeça.”
Salomão estava querendo Simei debaixo dos seus olhos, em Jerusalém. E se ele saísse da cidade, seria morto. Simei disse: “boa é essa palavra;” Esta reação de Simei foi muito positiva. Mas depois de três anos, dois escravos seus fugiram. Está claro que ele tinha mais escravos, além daqueles. Simei tinha enriquecido em Jerusalém. E o texto diz que deram parte a Simei de onde estavam estes escravos. Mas os sujeitos da notícia estão ocultos. Estes, disseram exatamente onde se encontrava os seus escravos – em Gate. Gate estava uns 40 kilômetros de Jerusalém. E Simei impulsivamente, foi atrás deles.
Já dizia um humorista anos atrás: “cuidado com o amigo da onça.” Estes que deram a noticia, provavelmente, esperavam esta reação de Simei. Eram ‘amigos da onça’. Você está discernindo as propostas que lhe estão dando? Os conselhos que estão lhe dando?
Simei se deixa levar por histórias. Ele pensou que seria rápido. As pessoas estão falando assuntos para você e colocando a sua vida em risco. Pessoas estão se desgraçando pelo resto da vida, por causa de histórias. Só cai a ficha, quando o quadro se agrava. Pessoas estão ouvindo historinhas e achando que vão se dar bem. Simei viveu apenas três anos na benção, pois ele prosperou, depois da anistia do rei Salomão.
Há um texto em Provérbios 1.10 que diz:
“Filho meu, se os pecadores querem seduzir-te, não o consintas.” Provérbios 1.10
Ora é uma proposta para enriquecer, ora é para se dar bem. Tem gente contando histórias para você, e você está caindo nela. Existe um grupo enorme de pessoas que pararam na cadeia por causa de amigos.
Simei é o homem que desperdiçou a Graça duas vezes. Ele tinha errado também com Davi, mas também tinha recebido a Graça de sua parte. O texto diz que ele jogava pedras em Davi e o amaldiçoava dizendo: “Fora daqui, fora, homem de sangue, homem de Belial;” Simei estava fazendo isto sozinho! E Davi estava cercado de seus homens valentes! Davi impediu de ele ser morto, pois Abisai, um de seus homens, queria cortar a cabeça dele. E a 2ª Graça foi de Salomão.
Tem gente brincando com fogo! A palavra para Simei durou apenas três anos. Quanto tempo dura a Palavra na sua vida? Simei jogou fora a Graça de Davi e também a de Salomão.
Tem “amigo da onça” sorrindo para você o tempo todo, e que a sua história, na verdade é só para lhe arrebentar. Simei iria morrer de velhice, se não tivesse embarcado na história do “amigo da onça”. Para não engolirmos qualquer história, fique em Jerusalém. Fique na presença de Deus! Não saia de Jerusalém, permanecendo no Amor daquele que nos salvou e nos libertou.

Jaime Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...