terça-feira, 14 de setembro de 2010

Desobediência na Bíblia

Irmãos, as conseqüências da desobediência são nefastas. A Bíblia nos diz que devemos ser obedientes primeiro a Deus, depois aos nossos pais, aos nossos líderes, as nossas autoridades, governos, etc.
Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá. (Êxodo 20:12 RA)
Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas. (Mateus 22:37-40 RA)
Ouvi, filhos, a instrução do pai e estai atentos para conhecerdes o entendimento; porque vos dou boa doutrina; não deixeis o meu ensino. Quando eu era filho em companhia de meu pai, tenro e único diante de minha mãe, então, ele me ensinava e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos e vive; (Provérbios 4:1-4 RA)
O filho sábio ouve a instrução do pai, mas o escarnecedor não atende à repreensão. (Provérbios 13:1 RA)
Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer. Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento. (Provérbios 23:22-23 RA)
Ser obediente implica em amar. Aquele que ama é obediente. Nosso Deus é imutável, por isso, apesar de estarmos na era da graça, a lei não foi ab-rogada; o Senhor Jesus veio para cumpri-la e foi o Único a cumpri-la integralmente.
Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. (Mateus 5:17 RA).
Se estivermos em Cristo cumpriremos toda a Lei.
Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça. (Romanos 6:14 RA) Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado, a fim de que o preceito da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Romanos 8:2-4 RA)
Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê. (Romanos 10:4 RA)
sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado. (Gálatas 2:16 RA).
O Senhor nos salva pela obediência.
Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, (Hebreus 5:7-9 RA).
Queremos aqui contar uma pequena história para que sirva de reflexão para todos.
Havia em certa região uma família de elefantes. E dentre eles havia um filhote de elefante muito brincalhão. Por diversas vezes fora advertido pelos pais para que não se dispersasse da presença deles, pois, certamente ficando só correria perigo.
Certa ocasião, o pequeno elefante, resolveu pregar uma peça em seus pais. Enquanto caminhavam em busca de alimento, ele resolveu esconder-se atrás de uma pedra. Passado um bom tempo, a mãe notou a sua ausência e voltou para procurá-lo, mas ele adormecera atrás da pedra e a mãe não o encontrou. Passando por ali alguns caçadores, o apanharam e o levaram para um circo.
Em lá chegando, amarram-no pelos pés a uma corrente e o prenderam a um tronco. Quando tentou fugir, percebeu que não tinha forças para arrebentar a corrente. Como fosse crescendo, a cada vez, as correntes se tornavam mais grossas e os troncos mais fortes, de sorte que se tornara adulto e ainda continuava preso. Depois de muitas tentativas de fuga, sem qualquer êxito, ele desistira de tentar. Então o seu treinador, apercebendo-se disso, para que tornasse seu treinamento mais adequado, pois as correntes atrapalhavam, amarrou-lhe uma corda fina e o prendeu em uma pequena estaca. Todavia, o elefante, ainda tinha em mente, a grossa corrente e o forte tronco que sempre o prendera. Ele olhava para a corda, mas via a corrente.
De uma certa forma, nós também somos iguais. Por desobediência, brincamos com as coisas de Deus e nos deixamos levar pelas coisas do mundo. Sofremos uma grande atração pelas coisas do mundo, e o mundo vai nos prendendo cada vez com correntes mais grossas em troncos mais fortes.
Essas correntes, são por vezes as drogas, as bebidas, os prazeres carnais, o amor ao dinheiro, aos bens materiais, nossas carreiras, etc.
Tentamos muitas vezes nos desvencilhar dessas correntes e não conseguimos, pois os nossos raciocínios estão obstruídos. Somos escravos de nossos pensamentos.
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, (2 Coríntios 10:4-5 RA).
As coisas do mundo cegam o nosso raciocínio e nos escravizam.
Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues; (Romanos 6:17 RA)
mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado. (Romanos 7:23-25 RA)
Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. (Romanos 8:2 RA)
nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. (2 Coríntios 4:4 RA).
Quando enfrentamos tribulações, às vezes, ficamos cegos e não enxergamos mais nada. Entramos, então, em desespero e isso nos leva ao pânico. O pânico embota a nossa mente, e por isso, não encontramos uma saída. Mas, se estivermos em Cristo, seremos libertos da provação e poderemos ser livres novamente.
O Senhor veio para nos libertar.
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. (João 8:36 RA).
A desobediência conduz ao pecado e à ira de Deus.
Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos. (Romanos 5:19 RA)
nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; (Efésios 2:2 RA)
Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. (Efésios 5:6 RA)
Livremos de nossos vícios, isto é, daquilo que nos prende ao mundo.
porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória. Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. (Colossenses 3:3-6 RA).
Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso, a fim de que ninguém caia, segundo o mesmo exemplo de desobediência. (Hebreus 4:11 RA)
A salvação está proposta aos que forem obedientes.
embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, (Hebreus 5:8-9 RA).
O próprio Senhor Jesus foi totalmente obediente.
a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. (Filipenses 2:8 RA)
Louvado seja o Senhor! Ele abre os nossos olhos e nos liberta da escravidão, basta que coloquemos o nosso pensamento à obediência de Cristo. Nós, em nós mesmos, somos desobedientes; mas em Cristo somos obedientes a Deus.

Alcebídios Garcia Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...