quinta-feira, 8 de julho de 2010

Massa e Meriba

Na bíblia, aparecem diversas vezes os nomes de "Massa e Meriba". O leitor desavisado não percebe a intenção do uso de certas palavras ou expressões. "Massa e Meriba" quer dizer "provocação e contestação". Esses nomes então falam por si. O nome de alguma pessoa ou lugar muitas vezes carrega uma longa história. O povo de Deus, saindo do Egito - terra da escravidão - em direção à terra prometida teve que passar por diversas experiências. Nessas experiências incluem o deserto. O deserto refere-se a um tempo de dificuldades e provações. Foi no deserto que o povo de Deus aprendeu a ser livre. Aliás, não existe outra experiência melhor para quem deseja arcar com os custos da liberdade. Foi no deserto que o povo de Deus recebeu a lei dada por Deus, através de Moisés. O "filho das águas" é que conduz o povo pelas securas da existência...
Como acontece com qualquer um de nós, o deserto foi um lugar de provação para Israel. Foi também o lugar das tentações enfrentadas por Jesus. Certamente, é o lugar de nossas tentações também. Fugindo do Egito, o povo sente sede e falta de comida. Apesar de já ter experimentado o amor de Deus, o povo fraqueja e maldiz a própria sorte. Reclamam de Deus e de Moisés. Preferem às cebolas do Egito, à liberdade dos filhos de Deus(Números: 11, 5). Desesperado com as lamúrias do povo que por pouco não o apedrejam (Êxodo: 17,4) Moisés reclama a Deus de sua situação. O contexto é de crise e o momento de escolhas. O povo provoca Deus e Ele faz o que não gosta: milagres sob encomenda. Aconselhado por Ele, Moisés fere um rochedo com seu cajado e dali jorra um manancial de água para o povo. Resolvido o problema imediato o povo acredita novamente em Deus até que venha uma segunda crise. Esse lugar onde Deus fez a água brotar do coração da pedra passou a ser chamado de "Massa" e "Meriba", ou seja, "provocação" e "Contestação". Massa e Meriba passou, à partir daí, a significar muito mais que o nome de um lugar. Passou a designar toda situação de falta de fé e de provocação a Deus.
Atualmente, muitas pessoas têm a fé movida a milagres. Como se não bastasse os grandes milagres cotidianos, tais pessoas pedem sempre sinais grandiosos para poderem acreditar. Massa e Meriba se parecem com nosso mundo que apesar de tanta beleza não desperta a fé no coração das pessoas. Descrentes com tudo acreditamos em falsos milagres que prometem resolver nossos problemas imediatos. Deus passa a existir para mim no dia em que meu pai deixar o vício do álcool. Deus está ao meu serviço e deve pagar minha conta de luz ou carregar minha sacola do supermercado. É preciso lembrar que os caminhos de Deus estão muito acima de nossos caminhos e que a vontade de Deus é sempre maior do que a nossa. Diante dele devemos curvar nossa cabeça e não exigir demonstração de milagres para que possamos acreditar. A vida já é um grande milagre, o resto é lucro. Massa e Meriba lembram a falta de fé de um povo que estava sendo guiado por Deus embora ignorasse esse fato. Mas, Deus não resolve para nós aquilo que compete a nós mesmos resolver. Pense nisso!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...