domingo, 14 de março de 2010

Visão Embaçada


"O verdadeiro Evangelho não ludibria as pessoas; pelo contrário, abre os seus olhos"

“... o deus deste século (Satanás) cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” – 2 Coríntios 4.4

A imagem que muitos têm produzido da igreja é realmente lamentável. São tantos nomes terríveis, nomes de blasfêmia; são tantas práticas místicas e obscuras. A cada dia os homens parecem surpreender com as suas próprias invenções e afrontas ao Deus Altíssimo. É simplesmente deplorável ver pessoas que afirmam ser cristãs – e acredito que muitas são – servindo de instrumento de Satanás na construção do seu governo. Todavia, por outro lado, a Escritura Sagrada é infalível, portanto esta distorção do Evangelho é algo esperado e anunciado pela própria Bíblia. A apostasia é real e perfeitamente visível em nossos dias.Abaixo, estão alguns textos que simplesmente dispensam qualquer comentário.
Veja o que o próprio Jesus Cristo disse:
“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Mateus 7.15
“E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. (...) porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” Mateus 24.11,24
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” – Mateus 7.21
Agora veja o que Paulo disse:
“Porque eu sei isto: que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não perdoarão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si.” Atos 20.29
“Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.” 2 Coríntios 11.13
“Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência,” - 1 Timóteo 4.1,2
“Se alguém ensina alguma outra doutrina e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, contendas de homens corruptos de entendimento e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho. Aparta-te dos tais.” - 1 Timóteo 6.3-5
“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos; porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” – 2 Timóteo 3.1-5
“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” - 2 Timóteo 4.3,4
Observe agora o que Pedro disse:
“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” 2 Pedro 1-3
E por fim olhe o que João disse:
“Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo..” 1 João 4:1
Acredito que olhando estes textos, certamente iremos ver a realidade estampada a nossa frente. O que acontece hoje já havia sido previsto há muito tempo.O equívoco começa com o conceito inadequado da IGREJA. Essas aberrações que vemos hoje, juntamente com as grandes e pomposas instituições religiosas que muitas vezes passam desapercebidas, bem como também algumas seitas que se dizem cristãs, NÃO SÃO A IGREJA. Não existe, em nenhuma página ou frase da Bíblia, fundamento para o denominacionalismo. O que a Palavra de Deus revela sobre a Igreja é algo que a grande maioria das instituições religiosas do mundo não prega; ou por ignorância ou por conveniência. A Igreja não é uma organização humana embora tenha que existir organização na Igreja, mas A IGREJA É UM ORGANISMO VIVO. A genuína Igreja não foi criada, não é mantida e nem é edificada pelo homem, e muito menos pertence a nenhum de nós.Na Bíblia, toda vez que uma palavra ocorre pela primeira vez, um princípio é estabelecido. E a primeira vez que a palavra IGREJA aparece em toda a Bíblia (Antigo e Novo Testamento) é no capítulo 16 do Evangelho de Mateus. Observe o que o Senhor Jesus disse:
“Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja....” – Mateus 16.18
Este é o principal versículo que é mal interpretado ou inescrupulosamente bem intencionado pela Igreja Católica para sustentar a idéia de que Pedro é o fundamento da Igreja, considerando-o como o primeiro papa, justificando assim toda tradição eclesiástica, dominadora e intransigente do catolicismo romano desde o primeiro século d.C..No entanto, para que tenhamos uma correta interpretação desse texto é preciso, em primeiro lugar, que ele seja revelado pelo Espírito Santo, e também que entendamos o significado de algumas palavras no idioma original em que foram escritas. A palavra Pedro, no grego é petros que significa pedra pequena, ou um torrão (que faz alusão ao pó da terra). Já a palavra pedra, no grego é petra que significa pedra grande ou Rocha (que faz alusão a Cristo).Veja estes textos:
“Vive o SENHOR, e bendita seja a minha Rocha! Exaltado seja o meu Deus, a Rocha da minha salvação!” - 2 Samuel 22.47
“Não vos assombreis, nem temais; porventura, desde então, não vo-lo fiz ouvir e não vo-lo anunciei? Porque vós sois as minhas testemunhas. Há outro Deus além de mim? Não! Não há outra Rocha que eu conheça.” - Isaías 44.8
“Ouvi-me, vós que seguis a justiça, que buscais ao SENHOR; olhai para a rocha...” - Isaías 51.1
“Portanto, assim diz o SENHOR Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, pedra já provada, pedra preciosa, angular, solidamente assentada; aquele que crer não foge.” - Isaías 28.16
“Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular.” - Atos 4.11
“edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular.” - Efésios 2.20
“Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa. Pois isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado.” - 1 Pedro 2.4,6
“A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se cabeça de esquina.” - Salmos 118.22
“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.” - Mateus 7.24
“e beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.” - 1 Coríntios 10.4
Então, voltando ao texto de Mateus 16.18, podemos perceber que Jesus se refere a si mesmo quando diz: “... sobre esta pedra...”. É sobre Ele, e não sobre Pedro, que a Igreja é edificada. Esta é a primeira grande verdade encontrada neste texto.
“Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.” – 1Coríntios 3.11
Continuemos:
“... (eu) edificarei a minha igreja...”
Neste pequeno, mas profundo e revelador texto, há princípios estabelecidos que se não entendermos, com certeza não teremos uma visão clara da Igreja.Observemos que o verbo “edificarei” está na primeira pessoa do singular. Isso quer dizer que é Jesus quem edifica. Só Ele pode construir a Igreja, porque segundo a Palavra de Deus, a Igreja é a Sua habitação.
“O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens.” – Atos 17.24
“Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” - 1 Coríntios 3.16
“para que, se eu tardar, fiques ciente de como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade.” 1 Timóteo 3.15
“Cristo, porém, como Filho, em sua casa; a qual casa somos nós” - Hebreus 3.6
“no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.” - Efésios 2.22
Atentemos agora para o pronome possessivo na primeira pessoa do singular: “... minha...”. O que indica que a Igreja tem apenas um proprietário; o Senhor Jesus. E por último vemos que o Senhor não dá nenhum nome denominativo à Sua Igreja; e a palavra “... igreja...” está também no singular. O que significa que no aspecto universal, a Igreja é única; não há mais de uma Igreja (segundo a Bíblia). Quando a Escritura menciona as igrejas, se refere ao aspecto particular do reunir que envolve a questão geográfica em primeira instância.Veja o que Jesus disse:
“Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” – Mateus 18.20
O princípio estabelecido neste versículo relaciona-se ao aspecto prático da Igreja, enquanto que o texto de Mateus 16.18 que vimos antes se relaciona ao seu aspecto doutrinário.E se observarmos com cuidado, todas as cartas de Paulo são endereçadas aos irmãos que viviam em certas cidades. Vejamos os textos a seguir:
“A todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados santos...” – Romanos 1.7
“à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso” – 1Coríntios 1.2
“Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus” – Efésios 1.1
Se tomarmos a construção de uma casa como exemplo, talvez entendamos melhor. Vamos lá: Para que uma casa seja construída, ela precisa de uma base. E qual é a base de uma casa? Certamente é o terreno. Tendo o terreno, qual o próximo passo? O alicerce. Só depois do alicerce, ou fundamento se preferir, é que começa a se colocar os tijolos, ou as pedras.Então, segundo a Bíblia, a cidade é a base; o fundamento, ou alicerce, é Cristo; e os tijolos, ou pedras vivas, somos nós, os que crêem em Jesus como Senhor e Salvador. Portanto, embora existam vários locais de reunião do povo de Deus (se esse povo se reúne em nome de Jesus verdadeiramente), em cada cidade só há uma igreja local que é parte da única, santa e gloriosa Igreja do nosso Senhor Jesus Cristo.Vamos ver apenas mais alguns textos para concluirmos:
“Chegando-vos para ele (Jesus), a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, também vós mesmos (os membros da Igreja), como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.” – 1 Pedro 2.4,5
A Igreja é um organismo vivo porque A IGREJA É O CORPO DE CRISTO. A Bíblia faz referência a Jesus como A CABEÇA, e a Igreja como O SEU CORPO; um corpo com muitos membros. Enquanto o nosso Senhor Jesus (a Cabeça) está assentado à direita de Deus nas alturas, a Igreja (o Corpo de Cristo) está aqui na Terra representando-O diante dos homens. A verdadeira Igreja deve refletir o Senhor Jesus aqui nesse mundo. Todavia, o que temos visto é uma imensa parte da Igreja refletindo a si mesma, ou refletindo a imagem de seus líderes. Deus não está nem um pouco satisfeito com isso. Na tipologia bíblica o sol, em algumas passagens, simboliza Cristo e a lua, a Igreja. E nós sabemos que a lua não tem luz própria, ela reflete a luz do sol. Assim também, a Igreja não tem nenhuma representatividade espiritual ou prática se Cristo não for o centro e o objetivo de todas as suas ações e reações.
“Ora, vós sois o corpo de Cristo e seus membros em particular.” - 1 Coríntios 12.27
“Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo.” - 1 Coríntios 11.3
“E sujeitou todas as coisas a seus pés e, sobre todas as coisas, o constituiu como cabeça da igreja,” - Efésios 1.22 “Antes, seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,” - Efésios 4.15 “porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.” - Efésios 5.23
“E ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência,” - Colossenses 1.18
Diante de verdades tão profundas, se os nossos olhos forem abertos pelo Espírito Santo, é impossível não nos rendermos Àquele por quem todas as coisas foram feitas.
“No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens; Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” João 1.1-4,11-14
Que estupenda revelação! Mas, ao contrário, o que temos presenciado nos nossos dias é uma verdadeira orgia espiritual. É realmente o fim. É mesmo uma tristeza vermos um falso evangelho sendo pregado indiscriminadamente. Um evangelho antropocêntrico que centraliza a vontade humana e seus anseios almáticos mais obscuros em detrimento da verdadeira Palavra de Deus. Um evangelho que tem aproximado, em sua maioria, apenas aqueles que pensam em tirar alguma vantagem, algum proveito para si mesmo. Um evangelho espúrio e superficial que tem afastado as pessoas do Caminho da Salvação (de Jesus) por conta do mau testemunho. Um evangelho humanista que tem se utilizado da mídia para se alto promover, ou antes, promover as suas lideranças e denominações. Um evangelho que tem exaltado Mamom e seus representantes. Um evangelho antibíblico, contrário à revelação das Sagradas Escrituras.Não! Este não é o Evangelho do nosso Senhor Jesus! Esta não é a Igreja de Cristo! O verdadeiro Evangelho não ludibria as pessoas; pelo contrário, abre os seus olhos. O verdadeiro Evangelho não condena as pessoas, as salva. O verdadeiro Evangelho não escraviza os homens; ao contrário, os liberta. O verdadeiro Evangelho não divide os salvos, antes, promove a unidade do Corpo de Cristo em todos os aspectos. O verdadeiro Evangelho não intenta tornar os fiéis fantoches; mas vivifica a consciência e libera a mente das pessoas para que estejam cônscias de toda a verdade. O verdadeiro Evangelho não invade, não despreza, nem atropela a individualidade, a sigularidade de ninguém; afinal, Quem nos criou seres individuais e ímpares? Quem determinou os nossos temperamentos? Claro que foi Deus! O Senhor tem me dado fé para crer nessa verdade. Então, o que acontece com aqueles que foram feitos Seus filhos, através da fé, pelo resgate da salvação que só há em Cristo Jesus? No caráter daqueles que estão sendo ensinados por Suas sãs palavras, o Espírito Santo de Deus está forjando o caráter do Senhor Jesus. É isso que acontece com os que são chamados segundo o Seu propósito. Que possamos compreender esta verdade para que fujamos das garras da Babilônia e de suas filhas.
“E, na sua testa, estava escrito o nome: MISTÉRIO, A GRANDE BABILÔNIA, A MÃE DAS PROSTITUIÇÕES E ABOMINAÇÕES DA TERRA.” - Apocalipse 17.5
“Saí do meio dela, ó povo meu, e livre cada um a sua alma, por causa do ardor da ira do SENHOR.” - Jeremias 51.45
Que nós possamos ser completamente ganhos pelo Senhor Jesus!

George S. M. Falcão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...