sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Ainda o cuidado com as raposinhas...

Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor”.(Cantares 2.15)
1.Entendendo sobre “as raposinhas”
Elas, geralmente, são pequenas. Medem de 35 a 53 cm.
São vários os tipos dessas raposinhas:
Raposa Vermelha gera de 4 a 9 filhotes;
Raposa Cinzenta tem de 1 a 10 filhotes;
Raposa do Artigo pode ter de 5 a 11 filhotes;
Raposa-ligeira tem de 3 a 6 filhotes;
Raposa-orelhuda, tem de 4 a 7 raposinhas.
Mas há outras maiores – “as raposas”.
A Raposa-do-Cabo mede de 45 a 61 cm. Tem de 3 a 5 filhotes;
A Raposa Vulpes mede de 50 a 75 cm. Tem de 4 a 8 crias.
São muitas as raposas e raposinhas que podem entrar em sua casa...
Por que ter cuidado com as raposas e raposinhas?
A raposa é resistente e com capacidade de adaptação. Como não são territorialistas, podem percorrer e adaptar-se a novos territórios, desde que estes tenham comida em abundância.
Predador astuto: O fato de ser um predador muito astuto torna-se também fácil a sua adaptação a qualquer tipo de floresta.
Age mais à noite: A raposa é um animal de hábitos crepusculares e noturnos;
Seu esconderijo: Vive em toca abandonada, buracos em tronco de árvore, arbustos densos, cavernas pouco profundas. Se a fêmea não achar um esconderijo, ela cavará um.
Esperteza: Por ser muito esperta, só se vê normalmente a sua característica cauda desaparecendo por entre a vegetação.
A raposa é esperta, faz de conta que não quer nada. Vai entrando...
Esconderijos de comida: Consome cerca de 500 gr de alimento por dia. O que não come no próprio dia, esconde para consumo posterior. Chega a ter 20 esconderijos de comida, conseguindo facilmente decorar todos eles.
Come em excesso: Em zonas rurais, às vezes assalta os galinheiros, tendo o hábito de matar em excesso.
São perigosas para as plantas porque destroem as raízes. E sem raízes, as plantas morrem.
II. Entendendo sobre “os vinhedos”
Quais são os vinhedos, as uvas que as raposas e raposinhas querem estragar e retirar da nossa casa?
1.A uva da alegria, e consequentemente, a nossa força e paz. Sem ela fica a tristeza, o desânimo e a perturbação;
2.A uva da privacidade e, consequentemente, da nossa intimidade. Sem ela se perdem as expressões carinhosas de amor;
3.A uva dos sonhos e projetos em comum – sem ela fica o pesadelo do futuro e a saudade do passado;
4.A uva da comunhão – sem ela ficam o desentendimento, a desarmonia e a incompreensão;
5.A uva da estabilidade e segurança – sem ela ficam as dúvidas e os medos;
6.A uva do tempo juntos - sem ela ficam outras prioridades, outros valores e, consequentemente, a distancia entre o casal;
7.A uva do alicerce em Jesus – sem ela ficam outros deuses e outras prioridades e, consequentemente, será uma casa que vai ruir pela presença das raposas e raposinhas e pelos buracos que elas fazem...
Essas são uvas preciosas que temos de cuidar e proteger com muito carinho e sabedoria.
Você ainda tem essas uvas em casa?
III - As raposas e raposinhas hoje
Elas são as pequenas coisas que não damos muita importância, mas que entram em nossa vida destruindo o que temos de mais belo.
O resultado é devastador.
Raposas comem galinhas, filhotes, ovos, mas comem também frutas, comem uvas. Um dos problemas é que fazem buracos, tocas, que prejudicam a plantação.
Você viu acima o nome de 7 raposas e raposinhas.
Veja o que pode ser essas raposas e raposinhas hoje:
1.Meios de comunicação usados de maneira indevida
- Internet
- TV
Retiram o diálogo e interferem no relacionamento do casal.
2.Pessoas que entram e permanecem no lar
- Parentes
- Amigos
Atitude de hospitalidade é bíblico. Receber amigos e amigas em casa é algo saudável.
Mas quando vêem para ficar...
O casal pode perde a privacidade e isso gerar tensões no relacionamento em casa. Não é sem motivo que o Senhor orienta para que se deixe o pai e a mãe e se una a sua mulher...
3.Hábitos e memórias prejudiciais
Os hábitos são aprendidos e praticados. Há hábitos positivos e negativos. O hábito é negativo quando é prejudicial ao relacionamento com o cônjuge.
O diálogo, o bom senso é o melhor caminho para se resolver sobre os hábitos.
Também as memórias negativas de antepassados devem ser eliminadas. A Cura Interior pode resolver.
Quais são essas memórias?
Memórias de infidelidade, de fracasso sentimental, de perdas que herdamos ou adquirimos no nosso dia-a-dia. etc.
4.Prioridades que tiram o tempo na casa da vida devocional e sentimental
Há tempo para tudo, diz a Bíblia.
O trabalho é essencial e o lazer também. Mas quando eles deixam o cônjuge de lado e interferem no relacionamento do casal, tornam-se negativos.
Quando o tempo de fora retira a alegria do casal estar junto, é hora de rever as prioridades.
Jesus precisa ser a prioridade no lar. Ele deve ser o alicerce, Nele tudo subsiste. Ele não pode ficar em segundo plano.
5.Pesadelos que matam os sonhos
Pesadelos que vêm de fofocas e dos exemplos negativos de fora. Geram desconfiança, insegurança e medos.
O casal precisa sonhar juntos, ter projetos em comum.
IV. O que significa “Apanhai-me as raposas, as raposinhas”?
Todo cuidado é pouco. Elas costumam entrar de noite, quando você dorme.
Sansão derrotou inimigos fortíssimos, mas deixou que uma raposinha destruísse sua vida sentimental e tirasse sua liberdade;
Gideão venceu batalhas com poucos homens, mas permitiu que a raposinha da vaidade levasse Israel de volta à idolatria.
Só há uma maneira de manter a videira bonita e a família saudável: retirando tudo aquilo do lar que destrói uma relação de amor e harmonia.
“Apanhai-me”. Isso significa que é preciso tomar uma atitude.
Passos a serem tomados:
1.Tomar consciência de que é possível raposas e raposinhas destruírem nosso vinhedo:
2.Identificar quais são as raposas e raposinhas;
3.Procurar retirá-las (Você pode até enviar para um zoológico);
4.Vigiar e colocar cerca de proteção para que elas não entrem mais;
5.Curtir as uvas que Deus nos deu.

Pastor Odilon Massolar Chaves






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...