domingo, 3 de janeiro de 2010

O Entardecer da Vida!

Penetrar nos umbrais da 3ª idade é entrar na idade da sabedoria.

Há um momento para cada coisa: tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer e de morrer; tempo de plantar e de arrancar o que se plantou; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de guardar fora. A 3ª idade é o tempo de colher e de distribuir. Colher, que significa recolher tudo o que a vida ensinou; distribuir, para aqueles que vêm atrás. É a experiência da vida. Seus cabelos brancos é a sua coroa ornada de sabedoria e prudência, rica de experiência. A sabedoria dos velhos esclarece o destino dos jovens, não por uma reflexão filosófica, mas colhendo os frutos da experiência. Ancião alquebrado, que com seus anos vividos e revividos, munidos de suas dolorosas experiências, aconselha os jovens não com tantos discursos e palavras, mas sim, com exemplos e realizações dignas de admiração.
A velhice é um precioso dom de Deus. Em seus traços, reflete uma nobreza surpreendente, uma densidade incrível, o tesouro de uma história e de uma experiência. É uma arte de viver bem e um sinal de boa educação. Esses anos têm sentido. O entardecer da vida não é, de forma alguma, a extinção da luz. É uma atitude frente à vida. Esse momento é o da vivência do essencial, da busca do sentido pleno da vida. O pôr-do-sol não é menos belo que o seu nascimento. A velhice é uma maturidade interior que atinge o verdadeiro sentido da vida humana e predispõe à imortalidade bem-aventurada.
A pessoa idosa é considerada como alguém que transmite bondade, paz, segurança, e até alegria de viver, pois não tem nada de impaciente, de frio ou de amargo. Não são pessoas caducas, ou decrépitas; nem trapos, nem pessoas desintegradas; gastas e atingidas; o velho não é chato. Ranzinza, impossível e muito menos rabugento.
O envelhecer é realmente muito difícil. É mais um desafio da vida. Isto por causa de muitos fatores como os biológicos que, às vezes, predominam. Os sinais do envelhecimento perturbam, aborrecem e humilham. São determinados defeitos físicos permanentes; a necessidade da presença de outras pessoas para ajudá-los; a incapacidade de concentrar-se; o esquecimento que acabrunha; a dor nas juntas; a lentidão e insegurança no andar; a facilidade em cansar-se; as insônias que torturam; um contínuo mal-estar; sempre envolve o abandono de algumas vantagens e satisfações. É uma demolição gradativa das forças físicas e psíquicas. É impossível evitar o envelhecimento: cabelos grisalhos, talvez ressequidos; pele sem viço e rugosa; olhar com menos brilho; pálpebras caídas; vista enfraquecida; audição decaída; cansaço estampado nas rugas; a voz perde a vibração e a sonoridade; perda de altura; o trabalho já não rende tanto; achaques como dores lombares, reumatismo, artritismo, desânimo, tristeza, depressão, pavor da morte, saudade da juventude, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...