domingo, 3 de janeiro de 2010

Flor de Farinha


A flor de farinha, ou farinha fina, é o produto da cooperação entre Deus e os homens. Deus coloca o princípio de vida na semente, dá sol e chuva, e a faz crescer. O homem semeia a semente, cuida, colhe, mói para fazer farinha, e logo apresenta esta farinha ante o Senhor, ou a prepara em bolos cozidos ao forno. É a soma do dom original de Deus mais o trabalho do homem. É símbolo da obra da vida do homem, de talentos aperfeiçoados. Deus dá a cada homem talentos segundo a capacidade que tenha para empregá-los. Alguns têm vários talentos; ninguém carece totalmente deles. Deus não se compraz quando os homens só lhe devolvem a quantidade de semente que lhes foi confiada. Deus quer que os homens semeiem a semente, cuidem, colham, limpem de toda impureza, a moam entre as duas pedras do moinho, tirando dela toda a vida mediante a trituração, e logo a apresente como flor de farinha. Deus espera que cada talento seja melhorado, refinado e enobrecido. A flor de farinha, o principal elemento da oferta de manjares, representa a humanidade de Cristo que é refinada, perfeita, suave, equilibrada e correta em todas as maneiras, sem excesso nem deficiência; isso representa a beleza e a excelência do viver humano e do andar diário de Cristo. A flor da farinha fala da uniformidade e equilíbrio do caráter de Cristo, da perfeição onde nenhuma qualidade é excessiva ou ausente. Para Cristo ser um sacrifício perfeito para Deus, Ele precisou viver uma vida perfeita e sem pecado. A flor de farinha é uma figura da vida pura e uniforme de nosso bendito Senhor. O sacerdote podia tomar um punhado da farinha, derramar azeite e incenso sobre ela, e então queimá-la sobre o altar. É a flor da farinha ou trigo candeal,(espécie da melhor entre os trigos de farinha branca) que corresponed ao hebraico solet, ao grego semidalis e ao latim simola .(sêmola) Para o perdão dos pecados, a oferta que devia ser apresentada ao Senhor por um líder devia ser um bode e por uma pessoa comum devia ser uma cabra ou uma ovelha. Se a pessoa fosse pobre poderiam ser ofertados rolinhas ou pombos, mas se a pessoa fosse muito pobre, a oferta poderia ser FLOR DE FARINHA.Nos tempos antigos, o trigo não era processado em moinhos, mas socado em um pilão, o que resultava em uma mistura com muito farelo. A flor de farinha era a denominação dada ao trigo passado em peneira muito fina, resultando numa farinha semelhante a que usamos hoje. Dar a flor de farinha como sacrifício no templo indicava que uma pessoa de pouquíssimas posses estava dando o melhor para Deus.

Um comentário:

  1. Gória a DEUS SANTÍCIMO e seu BENDITO FILHO JESUS CRISTO meu SALVADOR e MESTRE.
    AMÉM!!!
    Continue esta obra maravilhosa no nome maior de todos:
    JESUS!!!
    A ELE a honrra, a glória, o poder e o domínio pelos séculos dos séculos AMÉM!!!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...