terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Deus não deixa que Lhe roubem Sua glória


Jesus odiava e censurava toda a hipocrisia e as cerimônias meramente exteriores. Hoje não é diferente. Ele procura por corações sinceros, que produzam gestos de amor movidos pelo Espírito. Colossenses 1.10 nos conclama: “a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus”. Todos os gestos apenas exteriores são uma abominação para Deus: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia! Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque edificais os sepulcros dos profetas, adornais os túmulos dos justos” (Mt 23.27-29).
De que adianta ajoelhar-se no local onde Jesus nasceu? O que trazem as peregrinações para a Terra Santa se a imundícia dentro do coração não é reconhecida e muito menos tirada? De que servem as pomposas festas de Natal se a impureza e a desobediência continuam a crescer desordenadamente em nosso coração? Se desejamos que Deus se agrade de nossa vida, precisamos andar humildemente pelo caminho estreito, seguindo os passos de Jesus em nosso viver e em nosso querer. Jesus entra onde encontra corações receptivos. Pessoas de coração aberto para Deus têm a promessa de O verem face a face.
Jesus não quer apenas ser convidado de honra em uma festa; Ele deseja ser o Senhor de nossa vida e reinar em nossos corações! Por isso, preparar a obrigatória festa em dezembro não resolve nosso problema interior mais profundo. Só a entrada de Jesus em nosso próprio coração nos traz aquilo que tanto ansiamos e esperamos.

Chamada da Meia Noite

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...