sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Mais sério que o aquecimento global...

Enquanto uma disputa com motivações duvidosas, entre crentes e descrentes no chamado aquecimento global , se desenrola tanto acima, como embaixo dos panos, podemos e devemos nos afastar um pouco deste burburinho, para termos uma visão mais ampla e constatarmos que há coisas muito mais sérias acontecendo ao nosso redor e com conseqüências muito mais importantes do que distúrbios metereológicos. Mais preocupante que o aquecimento global é...
1.O ESFRIAMENTO DO AMOR, resultante da exposição das almas à impiedade e a iniqüidade crescentes. A violência, a perversão, o materialismo grosseiro, a remoção de absolutos na sociedade tem levado as pessoas a um terrível estado de insensibilidade. Testemunhamos isto diariamente na mídia: pais assassinando filhos, filhos assassinando pais, o casamento e a família sendo sistematicamente desacreditados como instituições sérias perante a opinião pública. Tudo isto leva as pessoas a perderem completamente a noção do que seja o Amor e, conseqüentemente, não conseguem mais acreditar que exista algo como o amor de Deus. "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." (Mt.24:12).
2.O ENDURECIMENTO DO CORAÇÃO, o que leva as pessoas a um estado de desobediência crônica a toda influência positiva que recebe de Deus, tanto direta como indiretamente. Um coração endurecido não consegue mais perceber sua condição doente, pois está enregelado por uma teimosa atitude de rebelião contra Deus e Sua lei. Tal como Faraó que viu o Egito ser destruído mas não se humilhou, os de coração endurecido vêem sua própria alma secar, mas prefere continuar na rebeldia. "...Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações..." (Hb.3:15)

3.O AMOLECIMENTO DO CÉREBRO, é quando as pessoas trocam a verdade pela mentira, o certo pelo errado, e acreditam que está tudo bem. Buscam verdades agradáveis, evitam ou ignoram opiniões contrárias. Autocrítica nem pensar! A conveniência é o principal (para não dizer o único) critério de conduta. O hedonismo passa a ser o estilo de vida. A religião, se permanecer, tem uma função meramente social, sem qualquer resquício de verdadeira espiritualidade. "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." (II Tm.4:3-4).
Pensemos então: não é isto que temos visto ao nosso redor? E não é terrivelmente pior do que o tão propalado aquecimento global?
Que nosso planeta está sendo degradado é um fato, não há o que questionar. O problema é que os pagãos, como sempre, estão errando o alvo (o que aliás, é a definição bíblica de pecado): a solução não é diminuir a emissão de gases, ou desenvolver uma economia auto-sustentável. A solução, a única solução, é nos arrependermos por estarmos afrontando a pessoa e o caráter do Criador, entendendo que não estamos pecando contra a Terra (a mãe Terra, como ensinam alguns), mas contra Deus mesmo! E, ao fazê-lo, Ele mesmo, nos ensinará como restaurar este mundo tão maltratado pela nossa arrogância e ganância. "A terra pranteia e se murcha; o mundo enfraquece e se murcha; enfraquecem os mais altos do povo da terra. Na verdade a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto têm transgredido as leis, mudado os estatutos, e quebrado a aliança eterna. Por isso a maldição tem consumido a terra; e os que habitam nela são desolados; por isso são queimados os moradores da terra, e poucos homens restam." (Is.24:4-6).
Mas há esperança:
"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."
 (II Cr.7:14).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...